Caxias entra no mapa mundial da internet das coisas - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Tecnologia25/10/2018 | 15h37Atualizada em 25/10/2018 | 15h39

Caxias entra no mapa mundial da internet das coisas

Projeto liderado pelo Trino Polo instalou três antenas na cidade e permitirá que até 30 mil equipamentos possam se intercomunicar de forma simultânea

Caxias entra no mapa mundial da internet das coisas Rodrigo Onzi/Divulgação
Macedo afirma que instalação das antenas permitirá que Caxias se torne uma cidade inteligente Foto: Rodrigo Onzi / Divulgação
Pioneiro
Pioneiro

Caxias do Sul recebeu três antenas que possibilitarão a tecnologia chamada “Internet das Coisas” (IoT) na cidade. As antenas, adquiridas através do  Trino Polo, entidade que reúne empresas de tecnologia da informação da região, cobrirão a maior parte da área urbana e possibilitarão que até 30 mil equipamentos possam se comunicar de forma simultânea. Viabilizada por cerca de 20 empresas, a ação coloca a cidade no mapa mundial de IoT, monitorado pela organização The Things Network. Entre as cidades brasileiras, Caxias do Sul é a primeira a possuir três equipamentos.

Internet das Coisas é o uso de uma rede de comunicações que possibilita que “coisas” diversas, como equipamentos industriais, sistemas de segurança, eletrodomésticos, roupas, veículos e outros se conectem e transfiram informações entre si. Um exemplo prático é a automação residencial, que possibilita que luzes se acendam, que a temperatura seja ajustada ou que o forno seja ligado a partir de um comando de um dispositivo como o aparelho celular.

Duas antenas já foram instaladas e garantem a cobertura de aproximadamente 80% da área urbana. Tal iniciativa representa um grande avanço para a cidade, pois possibilita que, mesmo equipamentos que estejam em áreas sem acesso à internet tradicional (celular, cabo ou wifi) possam continuar se comunicando em rede. Além disto, é uma plataforma livre, pública e gratuita para uso da comunidade.

- Esta ação está democratizando a tecnologia e o acesso à comunicação de dados para milhares de pequenas empresas de Caxias, que sozinhas não teriam condições de prover uma infraestrutura tão sofisticada de comunicação. É um marco de transformação para nossa cidade se tornar uma cidade inteligente - afirma o presidente do Trino Polo, Thiarlei Macedo. 

Para as empresas, essa tecnologia possibilita o acompanhamento de transporte de mercadorias, melhoria na logística interna, controles de acesso de funcionários, acompanhamento de projetos e maior eficácia na gestão de produtividade, inclusive envolvendo a relação com o cliente, aspectos já explorados pela indústria 4.0.

Além das trocas de dados entre máquinas, facilitando o acesso a informações, existe ainda a possibilidade de economia de energia, segurança, saúde, educação e outros aspectos do cotidiano. Um exemplo são os “relógios inteligentes”, que monitoram a saúde e ainda estão conectados à nuvem. Cidades inteligentes também são uma realidade, possibilitando monitoramento de ruas, pontes, controle de iluminação, equipamentos que geram energia quando utilizados e otimização de mobilidade através de sensores. 

A terceira antena será disponibilizada a partir de 23 de novembro, durante o evento Desafio 48h de Inovação, realizado com a proposta de criar e desenvolver soluções para a indústria, varejo e segurança da informação utilizando IoT.

Leia também:
Centenas tentam uma vaga no Feirão de Empregos em Caxias
Bar com 64 torneiras de vinho
Marcos Piangers e Martha Gabriel são palestrantes do primeiro Talk Gestão em Caxias do Sul

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros