Massa salarial em Caxias preocupa - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Caixa-Forte07/09/2018 | 08h00Atualizada em 07/09/2018 | 08h00

Massa salarial em Caxias preocupa

A indústria tem menos trabalhadores e os salários desses estão achatados, o que significa menos dinheiro irrigando o comércio

A indústria esboça reação consistente em Caxias. Mas o comércio ainda está em ritmo de cautela. Uma das explicações é que, enquanto as vendas industriais cresceram 16% no acumulado de 12 meses, a massa salarial despencou 9,2% no mesmo comparativo. 

O que isso significa? Que há menos dinheiro irrigando o comércio e outros segmentos. Por dois motivos: a indústria tem menos trabalhadores e os salários desses estão achatados, porque há muita oferta de mão de obra.

A utilização da capacidade instalada voltou a patamares não tão alarmantes na indústria caxiense. Em julho, conforme levantamento divulgado pela CIC, o percentual foi de 75%, acima dos 71,1% do mesmo mês de 2017.

No entanto, a indústria local ainda tem uma ociosidade de 25% em seus parques fabris e força de trabalho. Há espaço para crescer bastante, sem que para isso sejam necessárias amplas contratações. Os investimentos em expansão também não são emergenciais. 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros