Sulgás reajusta preço do gás natural no Estado - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Combustíveis01/08/2018 | 15h25Atualizada em 01/08/2018 | 15h25

Sulgás reajusta preço do gás natural no Estado

O percentual médio do aumento será de 14,7%

Sulgás reajusta preço do gás natural no Estado  Juan Barbosa/Agencia RBS
Foto: Juan Barbosa / Agencia RBS

Entram em vigor nesta quarta-feira as novas tabelas de preços do gás natural para todos os clientes da Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul (Sulgás). O percentual médio de aumento será de 14,7%. O reajuste, segundo a Sulgás, é motivado pela alta de 27,5% no custo de aquisição do gás natural em relação ao ano passado.  

Leia mais:
Confira como economizar até R$ 31 no tanque de gasolina na Serra
Economia caxiense fecha semestre com alta de 8%

Para o consumidor residencial que utiliza entre 121 e 240 metros cúbicos por mês, o custo passará, de R$ 23,14 em média, para R$ 27,17. O Gás Natural Veicular (GNV), por exemplo, está sendo vendido em Caxias do Sul na faixa entre R$ 2,74 e R$ 2,82 o metro cúbico, e se o reajuste for repassado integralmente para o consumidor pode subir para R$ 3,14 a R$ 3,23. Na tarde desta quarta-feira, quatro postos consultados pela reportagem do Pioneiro ainda não tinham alterado o preço do combustível. 

O presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e Lubrificantes no Rio Grande do Sul (Sulpetro), João Carlos Dal'Aqua, diz que a entidade foi pega de surpresa. Ele lamenta que o reajuste do GNV ocorra em um momento em que a comercialização do combustível está em crescimento. Segundo o Sulpetro, dados da Sulgás mostram que o volume de gás vendido em maio, mês em que houve a greve dos caminhoneiros, foi quase 24% superior ao mesmo período do ano passado.  

— Esse reajuste, junto do aumento do valor do ICMS na gasolina são elevações que os postos de combustíveis não têm mais como absorver para manter a saúde financeira do estabelecimento — disse o presidente do Sulpetro.  

O sindicato ressalta que cada posto tem autonomia para decidir se repassa ou não o reajuste ao consumidor. A Sulgás garante que as novas tabelas mantêm a competitividade do gás natural em relação aos combustíveis concorrentes, como Gás Liquefeito de Petróleo, Diesel, Óleo Combustível, Gasolina e Etanol.

Percentual de aumento nas tabelas dos clientes por segmento  

Industrial: 14,8%  

GNV (postos de combustíveis): 14,8%  

Comercial, residencial: 14,8%  

Gás Natural Comprimido (industrial, comercial, veicular): 14,8%  

Cogeração PPT: 9,88%  

Cogeração/climatização: 5,87% 

Leia também:
Madero tem data para abrir em Caxias do Sul
Caxias do Sul ganha franquia da maior rede de academias da América Latina 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros