Secretária diz que ações vão abrir novos mercados para as agroindústrias de Caxias do Sul - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Agroindústrias03/08/2018 | 08h20Atualizada em 03/08/2018 | 08h20

Secretária diz que ações vão abrir novos mercados para as agroindústrias de Caxias do Sul

Secretaria diz que principal motivo de muitos donos de agronegócios fecharem foi devido à idade dos proprietários e falta de sucessores. Destaca que oferece vários programas para fomentar o setor

Secretária diz que ações vão abrir novos mercados para as agroindústrias de Caxias do Sul Felipe Nyland/Agencia RBS
Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

A Smapa explicou, via e-mail,  que os principais problemas encontrados pela fiscalização nas queijarias foram de higiene e falta de boas práticas de fabricação. O motivo de muitas terem fechado, segundo a secretária Camila Sirena, foi a idade avançada da maioria dos proprietários e de não haver sucessão na propriedade rural, resultando no desinteresse em reinvestir. Segundo a nota, entre 2008 e 2016, 16 das 22 queijarias registradas desde 1999 solicitaram o desligamento.  Neste período a Secretaria da Agricultura oportunizou treinamento em Boas Práticas de Fabricação e Cursos de Manejo da Ordenha e Qualidade do Leite, além de orientações técnicas visando a resolução do problema.

As primeiras autuações foram realizadas em 2012 após várias notificações para adequação e melhorias e exaustivas orientações técnicas. As penalidades foram a obrigatoriedade na participação dos cursos e advertência. Segundo a nota, até o momento apenas uma queijaria recebeu multa, demonstrando o caráter orientativo adotado.

Camila informa que, para oportunizar a abertura de novos mercados para as agroindústrias, desde 2016 o Serviço de Inspeção Municipal vem adequando a sua estrutura para adesão ao SISBI onde os estabelecimentos podem comercializar seus produtos em todo o território nacional sem a imposição legal que restringe a venda somente no município de origem. Para encaminhamento desta adesão, foram necessárias alterações na legislação municipal e o cumprimento de rotinas e cronogramas de coletas oficiais de produto e de água para análise. "A adesão ao SISBI é uma diferenciação para o município, que atrai novos negócios e empregos pelo fato de romper esta barreira comercial dos produtos de origem animal. Somente 10 municípios no RS possuem a equivalência ao SISBI", diz Camila, por e-mail. 

A adesão a estes sistemas, segundo a secretária,  atende a uma antiga reclamação dos produtores de o porquê não poder vender seus produtos em municípios vizinhos. Tanto SISBi quanto SUSAF permitem esta comercialização.

 Destaca que a Smapa disponibiliza de programas de fomento e assistência técnica no meio rural, como saneamento básico rural, financiamento através do Fundo Municipal de Desenvolvimento Rural, Patrulha Agrícola, atendimento clínico veterinário, programas de comercialização, entre outros.

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros