Obras ainda não começaram e abertura da Havan fica para 2019 em Caxias do Sul - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Investimentos29/08/2018 | 07h30Atualizada em 29/08/2018 | 08h32

Obras ainda não começaram e abertura da Havan fica para 2019 em Caxias do Sul

Ainda falta a liberação do estudo de impacto no trânsito da área, no acesso ao Desvio Rizzo

Obras ainda não começaram e abertura da Havan fica para 2019 em Caxias do Sul Lucas Amorelli/Agencia RBS
Preparativos do terreno em Caxias do Sul ainda estão na fase inicial Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

O início das operações da Havan em Caxias do Sul ficou para o ano que vem. A informação foi confirmada pelo diretor da loja, Nilton Hang . A inauguração, inicialmente, estava prevista para setembro deste ano. A Havan diz que está aguardando a emissão de alvará pela prefeitura de Caxias do Sul.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Emílio Andreazza, explica que ainda falta um complemento do relatório de capacidade (estudo de impacto de trânsito na área) solicitado pela prefeitura.  As demais licenças, segundo ele, já foram liberadas, inclusive a do projeto arquitetônico.

Leia mais
Passo Fundo desponta para receber 1ª loja da Havan no Rio Grande do Sul
Inauguração da Havan em Caxias do Sul fica para setembro

Com isso, no duelo de qual cidade receberia a primeira loja da Havan no Rio Grande do Sul, Passo Fundo venceu a disputa. As operações por lá devem começar em novembro. 

Parte do terreno que vai sediar a megaloja e o atacarejo Stok Center, na RSC-453, na entrada do bairro Desvio Rizzo, está livre.  Na tarde de ontem havia no local pelo menos uma máquina trabalhando no recolhimento de entulhos. 

Em junho deste ano, as obras foram embargadas pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), após a fiscalização constatar irregularidades nas atividades trabalhistas das construtoras que atuavam no local. Na época, o dono do Grupo Havan, Luciano Hang, criticou via Facebook, e a decisão do MTE. Hang definiu como lamentável a decisão

— Os motivos foram fúteis. Embargaram por tão pouco. Estamos nas mãos da máquina pública — reclamou via rede social. 

A expectativa é da abertura de 300 vagas de trabalho na Havan e no atacarejo Stok Center.  Os investimentos anunciados chegam à casa de R$ 100 milhões.

Acordo com comerciários foi definido em agosto

Entre as causas no atraso da chegada da Havan foi o impasse nas negociações entre Sindicato dos Empregados no Comércio de Caxias do Sul (Sindicomerciários) e o Sindicato do Comércio Varejista de Caxias do Sul (Sindilojas) para  abertura do empreendimento  em sábados, domingos e feriados. A definição do tema só aconteceu no dia 23 de agosto. Em Passo Fundo, o acordo foi firmado na primeira quinzena de julho. 

Os trabalhadores do comércio caxiense só não irão trabalhar nos feriados do Natal, Ano Novo e Dia do Trabalho (1º de maio). Para os demais feriados trabalhados ficou estabelecido o pagamento de R$ 136. O trabalhador também receberá o prêmio de R$ 67  pelo trabalho aos domingo e, nos domingos de dezembro e na Páscoa, o valor de R$ 72. Os valores negociados são retroativos a julho de 2018.

Com o fechamento da convenção, o piso da categoria subiu para R$ 1.295, o piso de trabalhadores comissionados para R$ 1.572, e, o do período de experiência ficará em R$ 1.172.

Leia também
Escala de turnos emperra negociação entre empresários e metalúrgicos na Serra



 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros