Fras-le cresce impulsionada por aquisições externas - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Caixa-Forte08/08/2018 | 14h20Atualizada em 08/08/2018 | 14h20

Fras-le cresce impulsionada por aquisições externas

Empresa caxiense registra receita líquida de R$ 529,2 milhões, evolução de 34,8% comparada ao 1º semestre de 2017 

Fras-le cresce impulsionada por aquisições externas Jefferson Bernardes/divulgação
Sérgio Carvalho, diretor-presidente, evidencia preocupação com eficiência Foto: Jefferson Bernardes / divulgação

Aquisição de empresas, investimento em automação e aumento da capacidade instalada garantiram à caxiense Fras-le – pertencente ao grupo Randon – o crescimento de 34,8% na receita líquida consolidada no primeiro semestre, que somou R$ 529,2 milhões. O avanço, em comparação ao mesmo período de 2017, evidencia que, após três anos de retração, a economia brasileira esboça reação e sinaliza um 2018 que pouco lembra os anos anteriores, já descontados os efeitos da paralisação dos caminhoneiros. 

Sérgio Carvalho, diretor-presidente da Fras-le, explica que o resultado não é aleatório, mas reflete estratégias e apostas em eficiência. Nos primeiros seis meses do ano, a fabricante de componentes para o setor automotivo investiu R$ 39,7 milhões em máquinas, equipamentos e ferramental, além de aportes em suas controladas, principalmente na ASK Fras-le, na Índia.

O lucro bruto consolidado de R$ 137,7 milhões no semestre equivale a uma acelerada de 43,5% sobre os primeiros seis meses de 2017. A margem bruta ficou em 26%. No período, as exportações da Fras-le a partir do Brasil somaram US$ 38,5 milhões, avanço de 13,2% comparado ao período de janeiro a junho do ano passado. 

Essa performance será intensificada a partir da renovação do contrato de distribuição, por mais 10 anos, com a Meritor, seu maior cliente no Nafta, além da economia norte-americana aquecida e outros projetos em andamento no Exterior. A implementação do novo centro de distribuição na Colômbia já mostra frutos. A companhia vem aumentando ainda o número de contratos no Oriente Médio, sinalizando para um horizonte de crescimento vigoroso no médio e longo prazos.

Parte da performance deve-se ainda às novas empresas adquiridas e/ou constituídas (leia-se Jurid do Brasil, em Sorocaba; ASK Fras-le, na Índia; Armetal e Farloc, na Argentina; e Fanacif, no Uruguai).  

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros