A gangorra de preços na Ceasa Serra - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Caixa-Forte30/08/2018 | 18h25Atualizada em 30/08/2018 | 18h25

A gangorra de preços na Ceasa Serra

Veja quais produtos subiram e quais baixaram na central de abastecimento

A gangorra de preços na Ceasa Serra Daniel Marenco/Agencia RBS
Limão taiti subiu 46,1%, devido ao fim da colheita da fruta Foto: Daniel Marenco / Agencia RBS

Controlar o sobe e desce de preços é uma forma de fazer as melhores escolhas para aliviar o peso no bolso do consumidor. 

Da semana passada para esta, três produtos apresentaram alta expressiva na Ceasa Serra, central que abastece supermercados e restaurantes da cidade. São eles: limão taiti (46,1%), devido ao fim da colheita da fruta; couve-flor (30,2%), por consequência das fortes chuvas que danificaram a cultura; e berinjela (22%),  pois a produção do legume nesta época do ano ocorre somente em estufas.

Se a intenção é economizar, fique de olho em itens que baratearam: morango, alface, cebola e batata. Nem todas as frutas e verduras são passíveis de serem substituídas, mas algumas oferecem alternativas interessantes.

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros