"Você vende algum produto apaixonante que ninguém vende?" - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Caixa-Forte17/07/2018 | 13h34Atualizada em 17/07/2018 | 13h34

"Você vende algum produto apaixonante que ninguém vende?"

Edmour Saiani lançou a ideia de criar o movimento "Atende Caxias", para que a cidade seja referência em atendimento no Rio Grande do Sul 

"Você vende algum produto apaixonante que ninguém vende?" Antônio Valiente/divulgação
Palestrante do encontro, o especialista em varejo, Edmour Saiani, apresentou cases internacionais de como o comércio pode encantar, fidelizar e gerar experiências e histórias aos consumidores Foto: Antônio Valiente / divulgação

Um dos setores que enfrenta uma verdadeira revolução, o comércio norteou a temática da reunião-almoço da CIC de Caxias, nesta segunda-feira. 

Representante do setor, o presidente da entidade, Ivanir Gasparin, abriu o evento evocando o surgimento da profissão na cidade e mostrou preocupação com a necessidade de “altas doses” de profissionalização num momento em que há excesso de oferta de produtos – 30% a mais de lojas em relação à demanda.

Palestrante do encontro, o especialista em varejo, Edmour Saiani (foto), apresentou cases internacionais de como o comércio pode encantar, fidelizar e gerar experiências e histórias aos consumidores.

– Você vende algum produto apaixonante que ninguém vende? Você tem CRM (Conhece Realmente  a Moçada)? – provocou, referindo-se à necessidade de identificar o seu público.

Saiani lançou a ideia de criar o movimento "Atende Caxias", para que a cidade seja referência em atendimento no Rio Grande do Sul e no Brasil.

– Para encarar o futuro do varejo é preciso ser “phygital”, que é a união da loja física e digital. Ser “phygital” é oferecer ao cliente a oportunidade de aprender, ver, tocar, sentir, experimentar e se divertir – ilustrou.

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros