Simecs calcula prejuízo de R$ 250 milhões durante a greve dos caminhoneiros - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Indústria12/07/2018 | 20h00Atualizada em 12/07/2018 | 20h00

Simecs calcula prejuízo de R$ 250 milhões durante a greve dos caminhoneiros

Recuo das indústrias metalúrgicas, mecânicas e de material elétrico chegou a 10,08%, segundo a entidade

Simecs calcula prejuízo de R$ 250 milhões durante a greve dos caminhoneiros Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Paralisação afetou a atividade industrial, segundo o Simecs Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

A paralisação de 11 dias dos caminhoneiros, no final de maio, representou um prejuízo de R$ 250 milhões às indústrias dos segmentos representados pelo Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico (Simecs). Elas tiveram um desempenho negativo de 10,08 % em maio, na comparação com o mês anterior, segundo o Simecs. 

Conforme o presidente do Simecs, Reomar Slaviero, a queda acumulada nas receitas nos últimos três anos chegou a 38,69%. O crescimento de 8,89% no faturamento de 2017 recuperou apenas parcialmente as perdas acumuladas de 2015 e 2016. A indústria caxiense retraiu 43,7% no biênio 2015/16, em relação ao faturamento de 2014.

Já o saldo de empregos da indústria em Caxias segue melhorando. Os cinco primeiros meses do ano experimentaram um resultado positivo de 3.134 postos de trabalho, no saldo decorrente das admissões e demissões ocorridas no período. Entre 2014 a 2017, no entanto, 18,4 mil vagas foram fechadas.

Até o final do ano, o Simecs projeta um total de receitas de R$ 13,3 bilhões. Se esse número se concretizar, representará um crescimento de 6,97% nas receitas em relação a 2017, mas o valor nominal será puxado para baixo devido à queda estimada de 25% nas receitas de maio, por conta da greve dos caminhoneiros.

O Setor

A indústria de Caxias do Sul teve queda de 4,4% em maio, na comparação com abril. Já os segmentos representados pelo Simecs tiveram retração de 10,08% no período. 

Empregos

Neste ano, a indústria caxiense gerou 3.134 postos (admissões menos demissões)

Fonte: Simecs

Leia também:
Preço da cesta básica em Caxias do Sul sobe 1,67% em junho
Mesmo shopping, nova sala
Fiscalização ao comércio informal será intensificada em Caxias


 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros