Lucro da Lojas Renner cresce 42% no segundo trimestre - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Caixa-Forte30/07/2018 | 08h00Atualizada em 30/07/2018 | 08h00

Lucro da Lojas Renner cresce 42% no segundo trimestre

Rede de moda aposta na elevação das margens de lucro e no controle contínuo de despesas

Lucro da Lojas Renner cresce 42% no segundo trimestre Omar Freitas/Agencia RBS
CEO José Galló comemora resultados e projeta abrir novas lojas ao longo de 2018 Foto: Omar Freitas / Agencia RBS

0 e-commerce da Lojas Renner tem crescido três vezes mais do que o mercado geral de moda online no Brasil. O frio esticado, com as coleções acertadas, deram impulso extra à marca, que também aposta no Uruguai, onde abriu as primeiras lojas em 2017. 

Com decisões assertivas, tendo como mentor o CEO José Galló, natural de Caxias do Sul, a Renner conquistou lucro líquido consolidado de R$ 274,7 milhões no segundo trimestre, o que representa crescimento de 41,9% em relação ao mesmo período de 2017.

A maior rede varejista de moda do Brasil não aposta só em vendas para atingir tal performance. Mas também na elevação das margens de lucro e no controle contínuo de despesas. 

De abril a junho, o grupo inaugurou 18 novos empreendimentos, sendo oito da Renner, três da Camicado (artigos domésticos) e sete de Youcom (moda jovem). A expectativa é fechar 2018 com 70 novas lojas. O Uruguai, que conta hoje com cinco filiais da Renner, deve receber outras duas até o final do ano. 

A saber: as três filiais da Renner em Caxias, nos shoppings Iguatemi, Prataviera e San Pelegrino, representam um dos melhores mercados da marca no país.  Desde março de 2017, o Iguatemi local sedia uma filial da Camicado. 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros