Caxias abre 5,1 mil vagas formais no primeiro semestre de 2018 - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Mercado de trabalho21/07/2018 | 06h46Atualizada em 21/07/2018 | 06h46

Caxias abre 5,1 mil vagas formais no primeiro semestre de 2018

Dados do Caged foram divulgados na tarde desta sexta-feira pelo Ministério do Trabalho

Caxias abre 5,1 mil vagas formais no primeiro semestre de 2018 Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Indústria puxou as contratações em Caxias do Sul no primeiro semestre do ano Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

A sonhada retomada do mercado de trabalho em Caxias do Sul parece ter chegado no primeiro semestre de 2018. O município criou 5.161 postos de trabalho com carteira assinada de janeiro a junho. O resultado é a diferença entre as 36.578 contratações e as 31.417 demissões que ocorreram no período, conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério do Trabalho nesta sexta-feira. É o melhor desempenho para os seis primeiros meses de um ano desde 2013. 

Leia mais
Serra terá complexo para eventos de R$ 85 milhões; veja imagens

Principal matriz econômica do município, a indústria de transformação foi a maior responsável pelo saldo positivo no Caged na primeira parte de 2018. Após três anos de cortes de vagas, o segmento gerou 4.233 novos postos entre janeiro e junho. Na sequência, aparece o setor de serviços, que criou 1.112 empregos formais. Também tiveram saldo no azul os serviços industriais de utilidade pública (16 vagas) e a indústria extrativa mineral (7 vagas). 

Por outro lado, o comércio foi quem mais demitiu no semestre. Entre admitidos e despedidos, o ramo tem saldo negativo de 118 vagas em 2018, até o momento. Já a construção civil fechou 76 postos no ano. Também tiveram saldo no vermelho a agropecuária (-11 vagas) e a administração pública (-2 vagas). 

Resultado por setor no semestre 

Saldo positivo
Indústria de transformação: 4.233 vagas criadas
Serviços: 1.112 vagas criadas
Serviços industriais de utilidade pública: 16 vagas criadas
Indústria extrativa mineral: 7 vagas criadas 

Saldo negativo
Comércio: 118 vagas cortadas
Construção civil: 76 vagas cortadas
Agropecuária: 11 vagas cortadas
Administração pública: 2 vagas cortadas 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros