Vencedores de evento de startups em Caxias vão apresentar projetos para Marcopolo - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Ideias14/06/2018 | 08h35

Vencedores de evento de startups em Caxias vão apresentar projetos para Marcopolo

Participantes sugeriram projetos para o futuro da indústria no Startup Weekend Caxias Industry

Vencedores de evento de startups em Caxias vão apresentar projetos para Marcopolo Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Oitenta e cinco pessoas desenvolveram ideias em pouco mais de 50 horas no Senai Mecatrônica, em Caxias Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

No último fim de semana, 85 pessoas participaram do Startup Weekend Caxias Industry. O evento, que ocorreu de forma simultânea em 22 cidades no mundo, propôs a elaboração de projetos com soluções para o setor da indústria no prazo de 54 horas. Os participantes foram divididos em 12 grupos, que se reuniram entre sexta e domingo no Senai Mecatrônica, no bairro Cruzeiro, para desenvolver as propostas

As empresas patrocinadoras, Marcopolo e Randon, apresentaram duas problemáticas como sugestão para os competidores: a Marcopolo buscava alternativas para atrair usuários do transporte individual para o transporte coletivo, enquanto a Randon requereu proposta que possibilitasse a predição (previsão) de falha de peças de produção.

A ideia vencedora, no entanto, não seguiu nenhuma das diretrizes. A equipe Smart Case foi escolhida entre comissão de avaliadores, formada por especialistas do setor. No projeto, o grupo propôs a criação de uma embalagem biodegradável e inteligente com mecanismo interno para informar o nível de conservação e possível contaminação de produtos alimentícios por meio da mudança de cor do recipiente. 

Além do vencedor, outros três grupos foram consagrados com segunda e terceira colocações e menção honrosa. A premiação foi simbólica, com troféus e medalhas. No entanto, as equipes terão oportunidade de apresentar as ideias para a Marcopolo no fim do ano para a empresa avaliar a possibilidade de investimento nos projetos.

— O envolvimento foi perfeito. A grande proposta é sempre entender como se aplicam metodologias ágeis, pegando o que se tinha, que é nada, e transformando numa ideia e depois comprovar a validade de mercado numa prova de conceito — comenta um dos organizadores, Roberto Angonese.

Em sua quinta edição na cidade, o Startup Weekend Caxias Industry teve como tema O futuro da indústria caxiense começa agora. No final do ano, uma versão alternativa do evento também ocorre em Caxias, o Startup Weekend Women, que se restringe à participação de mulheres. 

O Startup Weekend é realizado pela Google e pela Techstars e acontece desde 2007 . No Brasil, o evento iniciou-se em 2010 e, até então, já acumula mais de 200 edições.

COMO FOI 

Pré-seleção: no primeiro dia de evento (sexta-feira), os participantes receberam orientações de como apresentar um pitch (ideia rápida) em um minuto. Após, as empresas patrocinadoras propuseram problemáticas como propostas de trabalho. Em seguida, os participantes tiveram 20 minutos para pensar em soluções para as situações sugeridas pelas empresas ou para qualquer aspecto do setor da indústria.

Seleção: ao todo, 36 ideias foram apresentadas. Quem não apresentou, recebeu cédulas para voto das melhores. As ideias mais votadas voltaram para apresentação e os demais escolheram com qual proposta mais simpatizavam. Ao final, 12 grupos foram formados.

Desenvolvimento: no segundo dia (sábado) pela manhã, os grupos começaram a desenvolver os projetos com o auxílio de mentores.

Prova: os participantes realizaram prova de conceito no terceiro dia (domingo) e apresentaram pitch de quatro minutos a uma banca de jurados formada por especialistas do setor industrial.

A ideia vencedora

Smart Case: o projeto vencedor propôs a criação de uma embalagem com mecanismo que permita a indicação das condições de alimentos armazenados. A composição da embalagem seria a partir de materiais de origem natural e sustentável (biodegradável) e informaria quando os alimentos perdem as propriedades originais de conservação e qualidade. 

Argumentos: o segmento alimentício seria favorecido por índices de confiabilidade, prevenção a transtornos e garantia de maior satisfação aos clientes. 

Segunda colocada

EQUIPPA: marketplace compartilhado com diferentes segmentos da indústria. Por meio desse canal, segmentos poderiam se conectar a partir de anúncios. Na modalidade, poderiam ser compartilhados desde recursos até equipamentos, mão de obra e infraestrutura. Com isso, empresas que desejassem investir capital, porém não dispõem de recursos necessários, poderiam se conectar a parceiros que possuem as condições estruturais para desenvolvimento do projeto. Cita-se como exemplo as chamadas cervejarias ciganas, que muitas vezes não dispõem de parque fabril, mas que possuem recursos para investimento. No caso do Equippa, o sistema se aplicaria à indústria.

Argumentos: o grupo justificou que o sistema diminuiria a ociosidade de diversos segmentos da indústria e permitiria o desenvolvimento compartilhado e complementar de mão de obra e recursos.

Terceira colocada

CHASSI: aplicativo que confirma a entrega de produtos por transportadoras e dispõe de ferramentas como mensagens, alertas de falhas e cronograma de logística.

Argumentos: maior controle da logística de cargas, dos custos de falhas de entregas e de satisfação dos clientes.

Menção honrosa

BUS.ON: a proposta é criar tecnologia que rastreie em tempo real o deslocamento e as estimativas de chegadas de ônibus do transporte coletivo aos pontos.

Argumentos: para o usuário, a otimização de tempo. Para a indústria, a manutenção de clientes do segmento automotivo e diminuição de custos de aquisição. E para o prestador do serviço, aumento do número de usuários, criação de banco de dados mais preciso e diferenciação no mercado.

Leia também:
Agrale, de Caxias, ganha terreno no Exterior
PIS/Pasep pode ser sacado por pessoas com menos de 60 anos
Marcopolo México fecha maior contrato para um único cliente

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros