Rio Grande do Sul colhe 663,2 milhões de quilos de uva nesta safra - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Vitivinicultura26/06/2018 | 18h12Atualizada em 26/06/2018 | 18h12

Rio Grande do Sul colhe 663,2 milhões de quilos de uva nesta safra

Levando em conta apenas a uva para processamento industrial, o volume é 12% menor em comparação à colheita do ano passado

Rio Grande do Sul colhe 663,2 milhões de quilos de uva nesta safra Felipe Nyland/Agencia RBS
Nesta safra, 113 variedade de uva foram colhidas Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

Considerada uma das melhores safras de uva da década em termos de qualidade, a colheita 2018 contabilizou o ingresso de 663,2 milhões de quilos da fruta nas vinícolas gaúchas. O volume, considerado dentro da normalidade histórica, é 12% menor do que a vindima anterior. 

Nesta safra, 113 variedades de uva foram colhidas em 129 municípios do Rio Grande do Sul, a maioria deles na Serra. Já o processamento é realizado em 64 cidades do Estado. Assim como nos últimos seis anos, 50% da produção foi destinada à elaboração de suco.

Marcio Ferrari, vice-presidente do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) e coordenador da Comissão Interestadual da Uva, explica que a queda na produção já era esperada, devido, principalmente, à supersafra de 2017, quando foram colhidos 753,2 milhões de quilos de uva para processamento. 

- Naturalmente, depois de uma colheita muito grande, a parreira fica debilitada, sofrendo uma redução na produção. Também tivemos poucas horas de frio no inverno de 2017, o que fez com que ela brotasse menos - assinala.

O dirigente ressalta, ainda, a importância de uma boa matéria-prima para que os rótulos brasileiros continuem se destacando no mercado interno e no Exterior.

- A qualidade desta safra se mostrou muito superior, tanto para os viticultores que vendem a uva para o processamento, como os que comercializam in natura. Quando falamos em qualidade é importante ressaltar que não levamos apenas em consideração a graduação de açúcar (brix), mas a sanidade e a cor da fruta - diz Ferrari.

O presidente do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), Oscar Ló, concorda:

- Será uma safra de referência, especialmente para os vinhos tintos de guarda. A nossa expectativa é que reflita positivamente no setor, ajudando a impulsionar as vendas - acrescenta.

Flores da Cunha foi cidade que mais produziu uvas para processamento. Já Bento Gonçalves teve o maior volume de vinificação. Neste ano, a safra de uva começou na segunda quinzena de dezembro, no Vale dos Vinhedos, e encerrou-se no início de abril, nos Campos de Cima da Serra. O Estado responde por 90% das uvas para processamento no Brasil.

Volume colhido por safras

2011 - 709,6 milhões de quilos
2012 - 696,9 milhões de quilos
2013 - 611,3 milhões de quilos
2014 - 606,1 milhões de quilos
2015 - 702,9 milhões de quilos
2016 - 300,3 milhões de quilos
2017 - 753,2 milhões de quilos
2018 - 663,2 milhões de quilos

18ª Jornada da Viticultura Gaúcha

Os dados da safra 2018 serão apresentados na 18ª Jornada da Viticultura Gaúcha, nesta quarta-feira (27), a partir das 8h30min, no Salão da Comunidade de Faria Lemos, distrito de Bento Gonçalves. 


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros