Retornar ao mercado de trabalho não é tarefa simples - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Caixa-Forte21/06/2018 | 15h30Atualizada em 21/06/2018 | 15h39

Retornar ao mercado de trabalho não é tarefa simples

Está mais difícil ser selecionado, pois a oferta de mão de obra qualificada aumentou e, com isso, as exigências dos contratantes também

Retornar ao mercado de trabalho não é tarefa simples Porthus Junior / Agência RBS/Agência RBS
Foto: Porthus Junior / Agência RBS / Agência RBS

Mesmo com a recuperação gradativa do mercado de trabalho – em maio, Caxias gerou 742 novas vagas –, o fechamento de oportunidades por conta da crise amargada pela economia em mais de três anos forçou mudanças corporativas e de comportamento nos profissionais.

Voltar a conquistar uma colocação hoje não é tarefa simples, já que a retração econômica deixou como herança uma legião de pessoas buscando um emprego. Com isso, verificam-se dois movimentos claros:

1º) Está mais difícil ser selecionado, pois a oferta de mão de obra qualificada aumentou e, com isso, as exigências dos contratantes também.

2º) Com mais gente disponível, é comum profissionais, por necessidade, terem de voltar a assinar a carteira com salários menores. 

Como o mercado demorou a reagir, não foram raros os demitidos que, sem conseguir chances, optaram por colocar seus negócios próprios, utilizando recursos da rescisão. Pequenos empreendimentos proliferaram em bairros de Caxias. Muitos abriram e fecharam em pouco tempo.  Correram risco e perderam dinheiro.

Para empreender, não adianta só ter uma boa ideia ou investimento inicial. É preciso entender da área de atuação profundamente, ter planejamento, criatividade e  persistência. Nem todos sobrevivem, mas vários viram referência. 

Leia também
Expectativa de chuva abaixo da média no inverno e dólar alto favorecem previsão positiva de ocupação de hotéis na Serra
Quanto custa um ônibus voltado a turismo fabricado pela Marcopolo?
Frio impulsiona turismo de Gramado

-->
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros