Empresas Randon e Marcopolo retomam as atividades em Caxias na segunda-feira  - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Indústria01/06/2018 | 14h05Atualizada em 01/06/2018 | 15h01

Empresas Randon e Marcopolo retomam as atividades em Caxias na segunda-feira 

Dias de paralisação deverão ser compensados pelos funcionários

Empresas Randon e Marcopolo retomam as atividades em Caxias na segunda-feira  Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Randon ficou seis dias sem atividades Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

Depois de paralisar a produção por alguns dias, em decorrência da greve dos caminhoneiros, os dois maiores empregadores de Caxias do Sul voltarão às atividades nesta segunda-feira, dia 4 de junho. As Empresas Randon e a Marcopolo comunicaram nesta tarde, por meio de notas, a retomada do trabalho nas unidades fabris. 

A maioria das divisões das Empresas Randon permaneceu seis dias sem atividades. Na segunda, mais de 8 mil trabalhadores voltam aos seus postos no bairro Interlagos, onde estão instaladas a Randon Implementos, Randon Veículos, JOST, Master, Suspensys e Suspensys WE/Castertech, e em Forqueta, onde está a Fras-le. A área de serviços financeiros do grupo não interrompeu as atividades nestes dias.  

Segundo comunicado emitido pelo grupo, a recuperação da produção deverá acontecer nos próximos meses com a compensação de horas, conforme votação feita junto aos funcionários antes da paralisação. 

- Confiamos que todo o processo seja normalizado em breve e que o Brasil retome o rumo do crescimento – observa Daniel Martin Ely, diretor de Planejamento e Recursos Humanos das Empresas Randon. 

Já a Marcopolo decidiu interromper as atividades a partir da segunda-feira, 28 de maio. Segundo nota emitida pela companhia naquele momento, a medida se fez necessária em virtude do desabastecimento das linhas de produção.

Com o fim da greve, a empresa anunciou a retomada dos trabalhos para a próxima segunda-feira, dia 4, nas unidades Ana Rech, Planalto, Plásticos e Neobus. Para cumprir o compromisso de entregas aos clientes haverá compensação das horas conforme alinhamento realizado com o Sindicato dos Metalúrgicos. 

Em comunicado emitido nesta sexta-feira, a direção da Marcopolo agradeceu a compreensão e o apoio dos clientes, parceiros, fornecedores e colaboradores e destacou que, "o desafio de retomada da produção e de atendimento aos compromissos e prazos assumidos será alcançado".

Leia também:
Preço do tomate e da batata disparam na Ceasa Serra
Rede hoteleira de Gramado começa a reverter cancelamentos de reservas
Greve diminuiu movimento em shoppings

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros