Quanto o caxiense pretende gastar com o presente do Dia das Mães - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Comércio04/05/2018 | 11h50Atualizada em 04/05/2018 | 11h54

Quanto o caxiense pretende gastar com o presente do Dia das Mães

CDL estima crescimento de 5% nas vendas. Pesquisa revela que 87% dos caxienses vão ir às compras

Quanto o caxiense pretende gastar com o presente do Dia das Mães Ricardo Wolffenbüttel/Agencia RBS
Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Agencia RBS

Considerada a segunda melhor data do ano, o Dia das Mães deve movimentar o comércio caxiense. Pesquisa realizada pelo Núcleo de Informações de Mercado da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Caxias aponta que 87% vão comprar presentes. O valor médio a ser gasto é de R$ 143. No Estado, o ticket médio deve ficar em R$ 171, segundo dados do Fecomércio. 

Para o presidente da CDL, Ivonei Pioner, o valor menor  se deve ao fato dos caxienses serem mais cautelosos em relação aos gastos.

— São sequelas que a crise deixou. Somos mais precavidos — ressalta.

Estimativas da CDL apontam para um crescimento de 5% nas vendas em relação ao ano passado. No entanto, este dado será verificado de forma mais assertiva quando for realizado o próximo estudo, no ano que vem. Este é o primeiro ano que a CDL faz a pesquisa, uma carência sentida na maioria dos setores que movem a economia caxiense.  

A CDL ainda vai apresentar este ano outros cinco levantamentos: Dia dos Namorados, Dia dos Pais, Dia das Crianças, Black Friday e Natal. A primeira foi divulgada nas vendas de Páscoa. 

Outro dado interessante revelado pelo estudo é de que 56% pretendem fazer suas compras no comércio de rua. Apenas 20% irão até as lojas dos shoppings. Sobre a extensão dos horários para o comércio de rua, Pioner salientou que antes de começar qualquer debate, é preciso que a prefeitura garante segurança e iluminação adequada na área central de Caxias.

—  A partir daí, os comerciantes vão calcular os custos e decidir se vai ou não valer a pena ampliar os horários.  


Saiba mais sobre o perfil dos caxienses

* Dos 13% dos entrevistados que não pretendem compra, 51% não o fazem por falta de dinheiro

* 98% presenteiam às mães por amor e  gratidão

* 61% vão presentear as mães e 20% as esposas

* 47% das mães preferem ganhar peças de vestuário, calçados ou acessórios

* 76% vão fazer as compras na próxima semana. O sábado será o mais movimentado

* 43,5% vão pagar a vista e 38,5% no cartão de crédito

* 7,4 ainda vão utilizar o crediário das lojas (carnês) para fazer as compras

* O atendimento vai definir a compra. 88% acham que este é o principal fator. Os preços e descontos representam 61,5% do estudo.

Como foi feita a pesquisa

O levantamento do CDL entrevistou 559 pessoas entre os dias 22 e 25 de abril nos bairros: Centro, São Pelegrino, Rio Branco, Kayser, Fátima, Cruzeiro e Exposição. A margem de erro é de 4,2%.

Leia também:
Hard Rock Café de Gramado abre 100 vagas de emprego: saiba como participar do processo de seleção
Inadimplência em Caxias passa dos R$ 200 milhões
Indústria de Caxias promete recuperar parte dos postos de trabalho
Como a economia caxiense começou o ano

 





 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros