Não deve ter gasolina em Caxias do Sul nesta segunda-feira - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Greve dos caminhoneiros27/05/2018 | 16h14Atualizada em 27/05/2018 | 16h14

Não deve ter gasolina em Caxias do Sul nesta segunda-feira

Postos de combustíveis devem amanhecer novamente fechados nesta segunda-feira

Não deve ter gasolina em Caxias do Sul nesta segunda-feira Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Postos de Caxias do Sul estão vazios desde a tarde de quinta-feira Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

Não há previsão da chegada de algum caminhão de combustíveis para abastecer os postos de Caxias do Sul e da região nesta segunda-feira. O presidente do Sindipetro Serra, Eduardo Martins, diz que está tentando negociar com Sindicato do Comércio de Combustíveis do Estado (Sulpetro) e o Comitê da Crise, do governo do Estado, para buscar uma possível alternativa e trazer um caminhão de combustível escoltado para Caxias do Sul. Mas até a tarde deste domingo, nenhuma decisão sobre o assunto tinha sido tomada e a Polícia Rodoviária Estadual disse não ter recebido nenhum pedido de escolta.

Leia mais
Centenas de manifestantes bloqueiam avenida em frente ao quartel do Exército em Caxias do Sul

O dono da rede de postos SIM, Neco Argenta, também informou que não tem previsão da chegada de gasolina em Caxias. Segundo ele, é muito arriscado tentar colocar um caminhão na estrada.

— Provavelmente não vai chegar — diz.

Mesmo que as manifestações terminem neste domingo, será necessário pelo menos três dias para a situação de abastecimento normalizar. 

Os postos de Caxias do Sul estão vazios desde a tarde de quinta-feira. Na sexta, um posto colocou 3,5 mil litros nas bombas e a fila avançava por pelo menos quatro quadras. Mesmo assim só era permitido abastecer R$ 15.

Também há falta de gás na cidade. Na sexta, a maioria das revendas não tinha botijões de 13 quilos em estoque.

Leia também
Prefeitura de Bento Gonçalves decreta situação de emergência
Transporte para Santuário de Caravaggio funciona sem problemas neste fim de semana
"Cada aumento quem mais sente é o povo brasileiro", diz UAB em nota sobre a greve

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros