Fisa muda de sede e despede-se da Chácara dos Eberle, em Caxias - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Caixa-Forte10/05/2018 | 14h53Atualizada em 10/05/2018 | 14h54

Fisa muda de sede e despede-se da Chácara dos Eberle, em Caxias

A moradia de 48 anos que servia de matriz, na Rua Santos Dumont, 1.244,  foi vendida a um construtor

Fisa muda de sede e despede-se da Chácara dos Eberle, em Caxias Tatiana Cavagnolli/Agencia RBS
Possivelmente, casa será demolida para dar espaço a um novo prédio em ponto estratégico do bairro Exposição Foto: Tatiana Cavagnolli / Agencia RBS

Inaugurada em 1994, em Caxias do Sul, a Fisa Incorporadora comprou em 2003 parte da Chácara dos Eberle, onde instalou sua sede na emblemática casa e utilizou o terreno para edificar o Residencial Júlio João Eberle e o comercial Carlos Giesen.

Agora, a construtora acaba de mudar-se para outra moldura. A nova sede contempla área de 500 metros quadrados (incluindo espaço térreo e algumas salas aéreas) no Vint Offices Exposição, empreendimento comercial situado na Rua Plácido de Castro, 1.063, que leva a assinatura da empresa.

A moradia de 48 anos que servia de matriz, na Rua Santos Dumont, 1.244, era de propriedade particular de Everton De Boni Santos, diretor da incorporadora, e de Lorien Pasqual, antiga sócia, mas foi vendida a um construtor. Possivelmente, será demolida para dar espaço a um novo prédio em ponto estratégico do bairro Exposição, já que ainda não é candidata a tombamento pelo Patrimônio Histórico, por ter menos de 50 anos.

Vint Offices Exposição
Construtora acaba de mudar-se para nova sede no Vint Offices ExposiçãoFoto: Marcelo Donadussi / divulgação

 Para a nova matriz, a Fisa contratou o Dash Grupo Criativo, escritório que incorporou à obra elementos que seguem o mesmo conceito moderno do Vint, tais como estrutura metálica e concreto aparente. Outra novidade que está sendo alinhavada pela empresa é a abertura de uma filial em Porto Alegre até 2019, diversificando os mercados atendidos, já que em Caxias do Sul, como reflexo da crise, há elevado percentual de imóveis em estoque e "falta comprador".

– Enxugamos o escritório e queremos descentralizar os negócios de Caxias, que representará no ano que vem um terço da estrutura – salienta Everton De Boni Santos. 

A acompanhar os próximos passos da Fisa no mercado. Novidades estão a caminho.


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros