Eventos e viagens de turismo são adiados na Serra Gaúcha - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Caixa-Forte29/05/2018 | 14h05Atualizada em 29/05/2018 | 14h11

Eventos e viagens de turismo são adiados na Serra Gaúcha

Houve, ainda, empresas de setores como de serviços que autorizaram os funcionários a trabalhar em sistema de home office (escritório em casa)

Eventos e viagens de turismo são adiados na Serra Gaúcha Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Protesto dos caminhoneiros amplia o alcance e atinge reivindicações da população Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

Com a greve dos caminhoneiros e a consequente falta de combustível, inúmeros eventos e lançamentos estão sendo adiados na Serra Gaúcha.  Até casamentos em roteiros rurais e enológicos, como o Vale dos Vinhedos, por demandarem deslocamento dos convidados, estariam sendo remarcados para mais adiante. 

Turistas com viagens marcadas para roteiros pelo Brasil, e até fora, estão tentando reagendar as viagens para outra data. Motivo: receio com os deslocamentos e com o cancelamento de voos. Para quem resolveu enfrentar o risco, o resultado são horas de paciência em aeroportos e à espera de táxis, além das dificuldades com os passeios.

Com a escassez de transporte público e a alta no preço de corridas de aplicativos, houve empresas brasileiras de setores como de serviços que autorizaram os funcionários a trabalhar em sistema de home office (escritório em casa).

Ou seja, 2018 parecia ano para virar a página da crise. O primeiro semestre ficará comprometido pela greve. E o segundo, também, pelas eleições. Entre os dois, a Copa do Mundo.


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros