Primeiro leilão da massa falida da empresa Guerra de Caxias do Sul está avaliado em R$ 5 milhões - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Em junho23/04/2018 | 13h21Atualizada em 23/04/2018 | 13h21

Primeiro leilão da massa falida da empresa Guerra de Caxias do Sul está avaliado em R$ 5 milhões

Carretas, empilhadeiras, caminhões e automóveis estão na lista de itens que serão vendidos

Primeiro leilão da massa falida da empresa Guerra de Caxias do Sul está avaliado em R$ 5 milhões Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Interessados podem marcar visita para conferir bens que estão na fábrica às margens da BR-116 Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Os 101 lotes do primeiro leilão da massa falida da fabricante de implementos rodoviários Guerra, de Caxias do Sul, foram avaliados em R$ 5,032 milhões. São quatro grupos principais de bens que serão leiloados: carretas usadas e novas, empilhadeiras de uso fabril, caminhões e automóveis da frota da empresa, e rodas e pneus. Esses bens só poderão ser vendidos no primeiro leilão, marcado para 4 de junho, pelo valor de avaliação. Os remanescentes vão para o segundo leilão, no dia 25 de junho, por 50% do preço de avaliação.

A publicação legal com o detalhamento dos bens do leilão foi feita nesta segunda-feira (23). Também é possível fazer a visitação na fábrica 2 da Guerra, às margens da BR-116 em Caxias, para verificar as condições do que está sendo vendido, mediante agendamento com o leiloeiro Cristiano Escola. 

Segundo o leiloeiro, as primeiras visitas já foram feitas na semana passada e a expectativa é intensificar a procura nos próximos dias. Conforme Escola, os principais interessados são pequenas transportadoras, caminhoneiros autônomos e também empresários de um modo geral, mas a venda também poderá ser feita a pessoas físicas.

O administrador judicial da massa falida, Cristiano Franke, destaca que o valor levantado com o leilão será utilizados para cobrir as primeiras despesas do processo de falência, como a empresa de segurança, despesas de manutenção e advogados da massa falida. O valor ainda não será destinado ao pagamento de credores. A expectativa do administrador judicial é que o restante dos bens, incluindo os imóveis, sejam leiloados no fim do ano.

Leia também
Final de semana termina com três pessoas mortas e oito feridas em acidentes de trânsito na Serra
Conheça Jéssica Caroline Lolas Feiten, candidata a rainha da Festa da Uva
Segunda-feira amanhece com céu azul em Caxias 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros