Cerca de um terço dos contribuintes da Serra deixa imposto de renda para a última semana - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Até 30 de abril23/04/2018 | 14h43Atualizada em 23/04/2018 | 14h43

Cerca de um terço dos contribuintes da Serra deixa imposto de renda para a última semana

Receita Federal recebeu até domingo 177 mil declarações de 51 municípios da região

Cerca de um terço dos contribuintes da Serra deixa imposto de renda para a última semana Roberto Scola/Agência RBS
A expectativa é que até 15% deixe a declaração para o último dia em Caxias do Sul e região Foto: Roberto Scola / Agência RBS

O número de contribuintes da Serra que deixou a declaração do imposto de renda para a última semana está um pouco acima da média do ano passado, quando 20% não tinham enviado a documentação. Neste ano, cerca de um terço dos contribuintes da Serra ainda não havia encaminhado as informações para a Receita Federal até a noite deste domingo (22). Em Caxias do Sul, foram enviadas 77 mil declarações, o equivalente a 67% do total esperado. Em toda a região da base de Caxias, que inclui 51 cidades, o percentual de entrega é um pouco menor, de 64%, o equivalente a 171 mil contribuintes "em dia com o leão".

De acordo com o superintendente da Receita Federal em Caxias do Sul, Nilson Sommavilla Primo, o maior número de pessoas que deixa o imposto de renda para a última hora pode ser explicado por dois motivos principais. Um deles é o fim do prazo, que vai cair em uma segunda-feira, no dia 30 de abril.

— Muita gente vai deixar para o final de semana. A expectativa é que até 15% deixe a declaração para o último dia — aponta Sommavilla.

Leia mais
Mais da metade dos contribuintes da Serra ainda não declarou o imposto de renda
Menos de 20% dos contribuintes declararam imposto de renda em Caxias do Sul
Confira cinco dúvidas sobre a declaração do Imposto de Renda 2018; prazo para entrega termina em uma semana

O outro fator que pode estar relacionado com o atraso das declarações em relação a outros anos, apontado pelo delegado da receita, é a maior demora para preenchimento dos dados por conta de algumas mudanças em relação a informações adicionais na declaração de bens, como imóveis e carros. Segundo Sommavilla, a inclusão de números de matrículas, informações de impostos e outros registros, que antes não eram solicitados em campos específicos, podem demandar um pouco mais de pesquisa dos contribuintes. Ele ressalta, porém, que esse preenchimento ainda não é obrigatório, mas deverá ser no ano que vem.

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros