Venda de chocolate deve crescer 8% nos supermercados gaúchos - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Páscoa13/03/2018 | 09h00Atualizada em 13/03/2018 | 10h54

Venda de chocolate deve crescer 8% nos supermercados gaúchos

Indústria reformulou produtos para a data e terá ovos de chocolate mais acessíveis aos consumidores

Venda de chocolate deve crescer 8% nos supermercados gaúchos Roni Rigon/Agencia RBS
A pequena Emanuele se encantou com os ovos de Páscoa. A mãe, Juliana, diz que vai pesquisar preços Foto: Roni Rigon / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

Os supermercados gaúchos estão otimistas e projetam alta de 8% nas vendas de produtos  de Páscoa, na comparação com o ano passado. Pesquisa desenvolvida pela Associação Gaúcha de Supermercados (Agas) aponta ainda que a  indústria se readequou e está possibilitando que o varejo ofereça uma Páscoa mais enxuta, mais barata e mais criativa para os consumidores

– Haverá ovos de chocolate para todos os bolsos, mas também kits, cestas e chocolates avulsos para o incremento das comemorações desta Páscoa – resume o presidente da Agas, Antônio Cesa Longo.

A tradicional readequação dos supermercados passa por modificações instituídas pela indústria – as parreiras de ovos estão menores, com menos chocolates grandes e com versões mais baratas –, mas também é reflexo de mudanças que os varejistas estão propondo. 

Em Caxias, lojas e supermercados já estão com as parreiras montadas. O gerente do supermercado Andreazza do bairro Santa Catarina, Gilmar Pissaia, aposta num crescimento de até 15% em relação ao ano passado.

– O emprego começou a crescer e o mercado está mais otimista – diz.

Poucas pessoas, no entanto, param na seção de chocolates para conferir os preços.  Mãe de Emanuele, 5 anos, Juliana Batista aposta nas compras nos últimos dias para levar ovos mais em conta.

– Geralmente baixam de preço – diz.

Segundo Pissaia, a procura se intensifica na última semana. Ele não revela a estratégia, mas garante que a partir desta semana as promoções da rede vão atrair muitos consumidores. 

– Vamos ousar nas ofertas – promete Pissaia. 

Faturamento de R$ 166 milhões

Nas parreiras das lojas, estão em evidência ovos a partir de R$ 19,90, com menor gramatura e menos brinquedos dentro. Mesmo que as barras e bombons ganhem espaço, os ovos de chocolate ainda serão preferência para os consumidores gaúchos nesta Páscoa. 

Os supermercados são tradicionalmente líderes na comercialização de chocolates no período de Páscoa e a expectativa da Agas, de 8% de crescimento, se dá, também, pela base ruim da data em 2017 – quando a comercialização de ovos caiu 12%. 

Ao todo, os supermercados do Estado deverão comercializar 6,8 milhões de ovos de chocolate até o dia 1º de abril, domingo de comemorações da festividade. Com relação aos preços, a pesquisa aponta que o valor médio dos produtos típicos de Páscoa está 5,9% superior ao do ano passado. 

A pesquisa da Agas mostra que apenas 11% dos varejistas ouvidos pretendem contratar temporários para a Páscoa – 90% dos cerca de 1,1 mil empregos temporários criados no RS serão de vagas na indústria, em cargos como operador de logística, montador, promotor de vendas e estoquista. 

A comercialização de ovos de chocolate deve gerar um faturamento de R$ 129 milhões para o setor de supermercados. Entre os bombons, a estimativa da Agas é de que pelo menos 6,1 milhões de caixas sejam comercializadas para a data, agregando ao faturamento do setor mais R$ 37 milhões. A receita total atingirá R$ 166 milhões.

Leia também
Na Comissão Processante, secretário da Cultura nega irregularidades no Financiarte
Homem é morto com tiros na cabeça em Caxias do Sul
Merendeiras da rede municipal estão sem receber os salários de fevereiro, em Caxias

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros