Mais de 17 toneladas de uva foram vendidas nas praças de Caxias do Sul neste ano - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Vendas09/03/2018 | 11h07Atualizada em 09/03/2018 | 11h10

Mais de 17 toneladas de uva foram vendidas nas praças de Caxias do Sul neste ano

Comercialização segue até que produtor tiver estoque de frutas

Mais de 17 toneladas de uva foram vendidas nas praças de Caxias do Sul neste ano Suelen Mapelli/Agência RBS
Os estabelecimentos da área central ficam abertos de segunda a sábado, das 8h30min às 18h30min Foto: Suelen Mapelli / Agência RBS

A banca de venda de uvas na praça Dante Alighieri em Caxias do Sul já comercializou nove toneladas da fruta este ano. O espaço pertence a Ademir Zanrosso, produtor da Linha 40. Novidade deste ano, a banca na Praça da Bandeira, no bairro São Pelegrino, vendeu até agora cerca de oito toneladas de uva.

As mais vendidas são as uvas do tipo Niágara Branca e Niágara Rosa. As bancas devem funcionar até que todas as uvas sejam vendidas. Zanrosso acredita que a comercialização permaneça, em média, mais 15 dias nas praças. Já a venda de uvas no Parque de Eventos da Festa da Uva encerrou no último sábado  (3) porque acabou o estoque do produtor. Em menos de um mês, foram comercializados 800 quilos de uvas. 

As bancas da área central ficam abertas de segunda a sábado, das 8h30min às 18h30min, sem fechar ao meio-dia.Os preços das uvas comuns ficam entre R$ 3 e R$ 3,50 o quilo e das uvas de mesa entre R$ 7 e R$ 7,50 o quilo. 

Leia mais
Ladrões furtam cabos de luz da banca de venda de uvas na Praça Dante Alighieri

A colheita está praticamente encerrada na maior parte dos municípios da região. O Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) estima que 600 mil toneladas da fruta destinadas ao processamento sejam colhidas neste ano. É uma redução em relação ao ano passado, quando a safra foi recorde de 750 mil toneladas, mas o destaque foi a qualidade. 

O proprietário da banda da Praça Dante Alighieri chegou a afirmar que a uva estava tão doce que diabéticos não podiam comer. Ele também sofreu dois arrombamentos da banca durante o período da safra que o obrigou a colocar alarme. Em fevereiro, criminosos furtaram  seis caixas de uva e 15 quilos de figo da banca, além de uma balança. No último fim de semana, os cabos de luz do estabelecimento foram levados, mas o atendimento não chegou a ser prejudicado.

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros