Preço da gasolina baixa em Caxias e o litro chega a custar R$ 3,89 - Economia - Pioneiro
 

Economia 21/02/2018 | 13h57Atualizada em 21/02/2018 | 18h39

Preço da gasolina baixa em Caxias e o litro chega a custar R$ 3,89

Pesquisa da ANP aponta queda de R$ 0,09 no valor médio do combustível

Preço da gasolina baixa em Caxias e o litro chega a custar R$ 3,89 Patrick Rodrigues/Agencia RBS
Foto: Patrick Rodrigues / Agencia RBS

O preço da gasolina baixou nas bombas de Caxias do Sul em cerca de uma semana. A queda no custo médio foi de R$ 0,09, de acordo com a Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP).

Leia mais:
Petrobras anuncia queda de 4,5% na gasolina
Mesmo com aumentos, preço médio da gasolina baixou neste mês em Caxias
Ano começa com gasolina a R$ 4,50 em Caxias do Sul

O levantamento, realizado pela agência nos dias 14 e 15 de fevereiro, foi divulgado nesta semana. O litro da gasolina comum custa, em média, R$ 4,34 na cidade. Na semana anterior, o valor era de R$ 4,43. A pesquisa também aponta que o preço mais baixo encontrado era de R$ 4,22 e o mais alto de R$ 4,44.

Mas nesta quarta-feira , os motoristas podem encontrar valores bem abaixo disso. A reportagem de GaúchaZH percorreu nove postos na manhã desta quarta-feira (21) e encontrou gasolina a até R$ 3,89 no posto São Pelegrino, na Rua Pinheiro Machado. Há uma semana, o preço identificado pela ANP na revenda era de R$ 4,22. Na maior parte dos postos pesquisados, a gasolina está abaixo de R$ 4,30. O valor máximo encontrado pela reportagem foi de R$ 4,39. 

O preço médio pago pelos postos também baixou, segundo a ANP, e nos dias 14 e 15 estava em R$ 3,86. Na semana anterior, o custo das revendas estava em R$ 3,91 o litro. 

No início do mês, a Petrobras passou a divulgar o valor cobrado nas refinarias sem impostos e não apenas os índices de reajuste ou redução da gasolina. Nesta quarta, o litro sai das refinarias a R$ 1,54, segundo a companhia.

Conforme o presidente do Sindipetro Serra Gaúcha, sindicato que representa o setor, Luiz Henrique Martiningui, os preços praticados nos últimos dias podem ser apenas promoções das revendas, já que os custos de operação pouco mudaram.

—O Sindipetro olha com cautela para esses preços, porque o que está sendo praticado é próximo ao preço de custo. Não sei por quanto tempo é sustentável, mas as revendas são livres para fazer promoções  — destaca.

 Leia também
Polícia identificou seis envolvidos no espancamento de jovem em Caxias
Após Carnaval, Conselho Tutelar busca coibir consumo de álcool por adolescentes em Caxias
Polícia Civil apreende 30 quilos de maconha próximo a escolas em nove cidades em 2017


 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros