Papelarias de Caxias destacam procura maior por materiais escolares - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Comércio14/02/2018 | 11h52

Papelarias de Caxias destacam procura maior por materiais escolares

Volta de férias e do feriado devem intensificar ainda mais as vendas nos próximos dias

Papelarias de Caxias destacam procura maior por materiais escolares Roni Rigon/Agencia RBS
Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

 A tradicional compra de última hora está ainda maior neste ano, segundo relatos de gerentes de papelarias de Caxias do Sul. Estabelecimentos consultados na manhã desta terça-feira apontaram que o sábado de Carnaval registrou a maior procura até agora, mas a expectativa é de que a volta do feriado e também do período de férias nas escolas públicas intensifique ainda mais as vendas nos próximos dias.

Na livraria do Maneco, balanço parcial aponta cerca de 5% de crescimento real (descontada a inflação) na comercialização em relação ao ano passado. Segundo Luiz Simionato, há uma melhora do cenário que permite aos pais não mais se restringir ao que estava na lista de materiais escolares, podendo comprar unidades de reserva ou até mesmo investir um pouco mais na qualidade dos produtos. A expectativa de fluxo maior na livraria é aguardada para a próxima semana, com o retorno das aulas nas escolas municipais no dia 19 de fevereiro, nas estaduais e de outra parcela das particulares que não retomaram os trabalhos nesta semana.

Leia mais
Procon divulga pesquisa de preços de material escolar em Porto Alegre

A indefinição por parte das escolas estaduais em função da greve ocorrida no ano passado também impacta no aumento da procura de última hora. É o que aponta Eduardo Toss, gerente das quatro unidades das livrarias Rossi em Caxias. Ele destaca que o movimento começou muito tarde porque as aulas acabaram depois, o que também ajuda a explicar uma redução média na casa de 20% nas vendas da rede de livrarias neste ano. Segundo o gerente, a redução é maior na venda de livros didáticos. Uma melhora já foi sentida no último sábado, mas ele acredita que fevereiro não seja capaz de compensar as perdas contabilizadas até agora.

Nas lojas da rede Clip da Cia do Desenho, foi preciso distribuir senhas nas duas unidades no último sábado devido ao aumento de compradores. Josiele Souza dos Santos, gerente da unidade da Rua Visconde de Pelotas, aponta um crescimento de até 30% nas vendas de janeiro, mas ressalta que o consumidor ainda está bastante cauteloso, fazendo pesquisas de preço. O material mais vendido na loja é o caderno.

A Casa do Papel, que inaugurou recentemente na Avenida Julio de Castilhos, esquina com a Garibaldi, estava fechada nesta terça-feira de Carnaval. As demais papelarias consultadas abriram no período e também vão funcionar no próximo fim de semana.

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros