Metalúrgicos de Caxias do Sul aprovam cobrança de contribuição sindical para trabalhadores não associados - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Serra Gaúcha24/02/2018 | 14h34Atualizada em 24/02/2018 | 15h52

Metalúrgicos de Caxias do Sul aprovam cobrança de contribuição sindical para trabalhadores não associados

Assembleia que deliberou sobre o assunto ocorreu na manhã deste sábado


sindicato dos metalúrgicos de Caxias
Assembleia foi chamada pelo sindicato por causa da mudança na lei trabalhista que tirou a obrigação do pagamentoFoto: Flavia Noal / Agência RBS

Em assembleia na manhã deste sábado (24), os metalúrgicos aprovaram a continuidade da cobrança do imposto sindical para trabalhadores não associados à entidade que representa a classe. Conforme o Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Caxias do Sul e Região, cerca de 25 mil funcionários terão um dia de trabalho no mês de março descontado.

Segundo o presidente da entidade, Claudecir Monsani, cerca de R$ 500 mil devem entrar nos cofres do sindicato com essa contribuição.  A assembleia foi chamada pelo sindicato por causa da mudança na lei trabalhista que tirou a obrigação do pagamento. 

São aproximadamente 10 mil associados. Esses não terão o valor descontado. Em anos anteriores, o imposto sindical era cobrado e 60% do valor era devolvido aos trabalhadores. De acordo com Monsani, a mudança evita transtorno gerado no processo para devolução.

Além de Caxias do Sul, o sindicato tem atuação em Farroupilha, Garibaldi, Flores da Cunha, Antônio Prado, São Marcos, Nova Pádua e Nova Roma do Sul.

Leia também:
Ciro Fabres: Vinda da Havan para Caxias do Sul exigirá engenharia na RSC-453
Procon vê circo da gasolina comum em Caxias do Sul
Investimento do complexo Havan em Caxias vai somar R$ 65 milhões e gerar 350 empregos diretos


 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros