Economia, Pioneiro.com, clicRBSPioneiro.comhttp://pioneiro.clicrbs.com.br/rs/urn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-iatom© 2011-2018 clicrbs.com.br2018-08-16T14:54:46-03:00urn:publicid:clicrbs.com.br:24635854Audiência pública vai discutir situação das agroindústrias de Caxias do SulReclamações sobre o rigor e comportamento da fiscalização em pequenas empresas no interior motivou ampliação do debate2018-08-16T14:54:46-03:002018-08-16T14:54:46-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSFelipe NylandAudiência pública vai discutir situação das agroindústrias de Caxias do SulPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24635854Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-audiencia-publica-vai-discutir-situacao-das-agroindustrias-de-caxias-do-sul-10538904Audiência pública vai discutir situação das agroindústrias de Caxias do SulReclamações sobre o rigor e comportamento da fiscalização em pequenas empresas no interior motivou ampliação do debate2018-08-16T14:54:46-03:002018-08-16T14:54:46-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brUma audiência pública marcada para o dia 17 de setembro vai discutir a situação das agroindústrias de Caxias do Sul. O comportamento rigoroso imposto pela fiscalização do município estariam inviabilizando os pequenos negócios no interior o município. A situação foi relatada por vários empresários da agricultura familiar em reportagem publicada pelo Pioneiro no dia 3 de agosto e que teve ampla repercussão no setor.Leia mais: Fiscalização inviabiliza pequenos negócios no interior de Caxias"Entro em pânico sempre que as fiscais aparecem", diz dona de queijaria em Caxias Secretária diz que ações vão abrir novos mercados para as agroindústrias de Caxias do SulDados extraoficiais indicam que, das cerca de 100 agroindústrias de origem animal existentes desde 1999, mais de 70 já teriam fechado as portas nos últimos anos. Dados divulgados pela Secretaria Municipal da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Smapa), apontam que, atualmente, quatro queijarias estão cadastradas no município: duas de queijo artesanal serrano e duas de queijo colonial. Mas as produtoras de queijo serrano estão temporariamente sem atividades. Na sessão de ontem na Câmara de Vereadores, o presidente da Comissão de Agricultura, Agroindústria, Pecuária e Cooperativismo, Velocino Uez , denunciou o que chamou de descaso com a agricultura municipal. Também apontou o radicalismo na fiscalização como principal causador da desestabilização das agroindústrias e do pequeno produtor caxiense.Segundo ele, é necessário investir na motivação e na orientação, instruindo os produtores de forma adequada, sem focar apenas na fiscalização punitiva. — Existe a lei, existe a fiscalização, mas é necessária a contrapartida. O que nós, setor da agricultura, podemos fazer para incentivar? — questionou.Após a publicação da reportagem pelo Pioneiro pelo menos oito pequenos empresários se manifestaram reforçando as reclamações de abuso na fiscalização. "Nos identificamos e nos solidarizamos com as história retratadas, que assim como nós e tantos outros sofrem calados e veem seus sonhos e suas vidas destruídas pela falta de diálogo, respeito e tolerância de alguns fiscais agropecuários no Estado", reclamou, por email, um produtor.A principal reclamação dos agricultores é sobre a forma como são abordados pelas fiscais do município. Segundo eles, a lei precisa e deve ser cumprida, mas não concordam com a forma como isso está sendo feito.— Entro em pânico sempre que elas (as fiscais) aparecem na minha propriedade. Sua arrogância e prepotência são impressionantes — disse a proprietária de uma queijaria em Vila Oliva.90 fiscalizações em 2018Em 2018, já foram realizadas 91 fiscalizações em agroindústrias caxienses, por parte do Controle de Produtos Agropecuários de Origem Animal (COPAS-POA), serviço da Secretaria Municipal da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Smapa). Entre os principais problemas encontrados, segundo a secretaria, estão falhas nas boas práticas de fabricação, ausência de planilhas de autocontrole dos procedimentos e produtos impróprios para consumo.Quanto às agroindústrias de queijo artesanal serrano (queijo de leite cru), ao órgão informa que já tiveram registro na Smapa 22 estabelecimentos. Até o final de 2016, 16 deles (73%) solicitaram o desligamento temporário ou definitivo vários motivos. Entre eles, ausência de sucessão na propriedade rural, mudança de local e doença na família. Além disso, outra causa para fechamento foram as análises microbiológicas de produto, que começaram a ser realizadas pela fiscalização em 2008, onde foram detectados produtos fora do padrão legal vigente, ou seja, impróprios para consumo por estarem contaminados."As primeiras autuações sanitárias foram realizadas em 2012 após várias notificações para adequação e melhoria na qualidade dos produtos, além de orientações técnicas. As penalidades aplicadas foram a obrigatoriedade na participação dos cursos e advertências por escrito. Até o momento, apenas uma queijaria recebeu uma multa, demonstrando o caráter orientativo adotado pela fiscalização da Agricultura", diz Marília Lima de Campos, diretora do COPAS-POA.De acordo com a fiscalização, as queijarias ainda tinham o agravante de não possuírem espaço físico necessário para curar os produtos por no mínimo 60 dias e de os proprietários não terem interesse em ampliar os estabelecimentos. "A postura da fiscalização é adequada no sentido de que os servidores públicos de forma idônea, atendendo aos princípios da legalidade e impessoalidade, precisam tomar as medidas necessárias diante das irregularidades encontradas", completa Marília.Em 2018, foram analisadas três amostras de queijo colonial e uma queijaria apresentou produto contaminado.SELO DE INSPEÇÃOAs agroindústrias registradas e fiscalizadas devem ter licença ambiental para funcionamento e fazer o descarte correto dos dejetos animais e dos resíduos gerados pelo estabelecimento, evitando a contaminação do solo e das fontes e vertentes de água. No que tange aos animais, o médico veterinário ligado ao serviço de fiscalização é o responsável pela inspeção de abate e por atestar o bem-estar e sanidade animal durante todo o processo. O selo de inspeção garante que todas as etapas de manejo de abate foram realizadas de acordo com as normas de bem-estar animal.Leia tambémCaixa-Forte: dona de restaurante caxiense está na seleção do MasterChef Profissionais Caixa-Forte: por que as exportações gaúchas caíram em julhoEm outubro, Dall'Onder inaugura hotel em CaxiasCaxienses Censi e Fisa anunciam fusão no mercado da construção -->Porto Alegre, RSPioneiro.comAudiência pública vai discutir situação das agroindústrias de Caxias do SulPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-audiencia-publica-vai-discutir-situacao-das-agroindustrias-de-caxias-do-sul-10538904Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24635764Caixa-Forte: dona de restaurante caxiense está na seleção do MasterChef Profissionais  Foram mais de 8 mil inscritos para figurar entre 26 escolhidos2018-08-16T14:05:06-03:002018-08-16T14:05:06-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSBANCO DE DADOSCaixa-Forte: dona de restaurante caxiense está na seleção do MasterChef Profissionais Pioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24635764Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-caixa-forte-dona-de-restaurante-caxiense-esta-na-selecao-do-masterchef-profissionais-10538871Caixa-Forte: dona de restaurante caxiense está na seleção do MasterChef Profissionais  Foram mais de 8 mil inscritos para figurar entre 26 escolhidos2018-08-16T14:05:06-03:002018-08-16T14:05:06-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brA chef de cozinha Gabriela Tonolli, 26 anos, proprietária do restaurante local de comida japonesa Kando, participa da seleção, após avançar várias etapas seletivas. Foram mais de 8 mil inscritos para figurar entre 26 escolhidos.Paçoca de pinhão, linguiça artesanal de porco com pimenta rosa e gelatina de trevo de azedinha foi o prato que conduziu a chef de cozinha à seleção. Com especialização em Tóquio, no Japão, a empresária iniciou os processos de triagem ainda em junho, incluindo entrevistas com psicólogos, testes de vídeo e de preparação de vários tipos de comidas. A expectativa é que na edição da próxima terça-feira ela integre o programa com um prato composto com ingredientes de uma caixa surpresa. Leia tambémProfissionais Caixa-Forte: por que as exportações gaúchas caíram em julho Em outubro, Dall'Onder inaugura hotel em Caxias Caxienses Censi e Fisa anunciam fusão no mercado da construçãoPorto Alegre, RSPioneiro.comCaixa-Forte: dona de restaurante caxiense está na seleção do MasterChef Profissionais Pioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-caixa-forte-dona-de-restaurante-caxiense-esta-na-selecao-do-masterchef-profissionais-10538871Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24634147Caixa-Forte: por que as exportações gaúchas caíram em julhoPrincipais mercados da indústria gaúcha, como China, Argentina e Estados Unidos, reduziram aquisições em julho2018-08-16T14:00:33-03:002018-08-16T14:00:33-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSPorthus JuniorCaixa-Forte: por que as exportações gaúchas caíram em julhoPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24634147Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-caixa-forte-por-que-as-exportacoes-gauchas-cairam-em-julho-10538132Caixa-Forte: por que as exportações gaúchas caíram em julhoPrincipais mercados da indústria gaúcha, como China, Argentina e Estados Unidos, reduziram aquisições em julho2018-08-16T14:00:33-03:002018-08-16T14:00:33-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brO dólar está atrativo às exportações. Certo? Sim, mas as vendas externas da indústria gaúcha retrocederam 12,7% em julho – para US$ 897 milhões –, em comparação ao mesmo período do ano passado. Entre os setores impactados, figuram dois com forte presença na Serra: máquinas e equipamentos (-28,2%) e veículos automotores (-20,3%).Leia mais da colunaDona de restaurante caxiense está na seleção do MasterChef Profissionais Por que as exportações gaúchas caíram em julhoO que explica esse declínio num momento em que o nosso produto deveria estar mais competitivo? – Houve uma redução nas vendas para os nossos principais destinos, China, Argentina e Estados Unidos, especialmente esse último. Uma melhora nos próximos meses poderá ocorrer na medida em que a incerteza nos mercados globais diminuir – projeta o presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs), Gilberto Porcello Petry, ao avaliar ontem os números.De janeiro a julho, porém, o resultado é animador: as exportações gaúchas, no total, somaram US$ 11,9 bilhões, valor 20,7% maior do que o verificado no mesmo período do ano passado. Leia tambémPrograme-se para participar do Innovation Day Em outubro, Dall'Onder inaugura hotel em CaxiasCaxienses Censi e Fisa anunciam fusão no mercado da construçãoNúmero de jovens empregados em Caxias chega ao menor patamar desde 2007Porto Alegre, RSPioneiro.comCaixa-Forte: por que as exportações gaúchas caíram em julhoPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-caixa-forte-por-que-as-exportacoes-gauchas-cairam-em-julho-10538132Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24635690Desafio Jovem Empreendedor será neste final de semana em CaxiasO encontro pretende estimular o perfil empreendedor em alunos do ensino médio da cidade 2018-08-16T13:36:37-03:002018-08-16T13:36:37-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSArte / Divulgação Desafio Jovem Empreendedor será neste final de semana em CaxiasPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24635690Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-desafio-jovem-empreendedor-sera-neste-final-de-semana-em-caxias-10538845Desafio Jovem Empreendedor será neste final de semana em CaxiasO encontro pretende estimular o perfil empreendedor em alunos do ensino médio da cidade 2018-08-16T13:36:37-03:002018-08-16T13:36:37-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brO grupo setorial Jovem da Microempa realiza neste final de semana o Desafio Jovem Empreendedor, no Centro de Cultura Dr. Henrique Ordovás Filho. O evento é uma competição entre as escolas com foco no empreendedorismo. No sábado, as atividades iniciam às 8 horas e tem previsão de término às 19 horas. Já no domingo, inicia às 9h30min e deve ser encerrado às 14h30min. Às 15 horas, haverá um show aberto ao público e a divulgação do resultado final com a premiação das equipes. Criado em 2017, com o objetivo de estimular o lado empreendedor dos jovens para atuar no mercado de trabalho, pretende resgatar o espírito das gincanas interescolares. Em 2018, com o tema “Caxias Empreendedora”, a competição promove a valorização de pontos turísticos e dos eventos realizados na cidade, como a escolha da rainha e princesas da Festa Nacional da Uva 2019 e o fato de Caxias ter sido uma das cidades realizadoras do Dia Mundial da Criatividade. As tarefas envolvem temas relacionados com o empreendedorismo, como investimentos, melhoria social e no ambiente escolar, cultura, entretenimento, atuando para contribuir no desenvolvimento dos jovens para habilidades de gerenciamento de tempo, trabalho em equipe e tomada de decisão. Em dois dias de “imersão”, as equipes recebem “tokens”, uma moeda que será administrada por eles durante todo o projeto. Os alunos podem investir em mentorias nos momentos difíceis das tarefas, na bolsa de valores em um banco de investimentos interno ou ainda buscar empréstimo de “tokens” do banco para algum investimento específico que planejem fazer, com taxas sujeitas a alterações.Leia também: Agenda: The Beatles no Acordeon faz show nesta quinta 3por4: grife Rala Bela lança nova campanha verão 2019Porto Alegre, RSPioneiro.comDesafio Jovem Empreendedor será neste final de semana em CaxiasPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-desafio-jovem-empreendedor-sera-neste-final-de-semana-em-caxias-10538845Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24635682Programe-se para participar do Innovation Day Evento acontece nos dias 16 e 17 de agosto na CIC de Caxias 2018-08-16T13:30:49-03:002018-08-16T13:30:49-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSInnovation Day / Divulgação Programe-se para participar do Innovation Day Pioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24635682Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-programe-se-para-participar-do-innovation-day-10538841Programe-se para participar do Innovation Day Evento acontece nos dias 16 e 17 de agosto na CIC de Caxias 2018-08-16T13:30:49-03:002018-08-16T13:30:49-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brEm um mercado cada vez mais competitivo, aprimorar conhecimentos em tecnologia da informação é fundamental para garantir a saúde do negócio. Este é o propósito do Innovation Day, que acontece na próxima semana em Caxias do Sul. Promovido pelo Trino Polo da Serra Gaúcha, a edição deste ano traz temas relacionados à Internet das Coisas (IOT), Big Data e Inteligência Artificial e os caminhos para a modernização dos negócios. Na programação estão palestras com Sergio Gama, da IBM, e Osvaldo Carrijo, da Algar Telecon (confira programação abaixo).O presidente do Trino Polo, Thiarlei Machado Macedo, diz o Innovation Day evolui a cada edição. Este ano, um dos objetivos é atrair empresários do varejo caxiense para que eles entrem em sintonia com as inovações no setor. —Nossas empresas precisam perceber a necessidade de inovar para manter a competitividade — ressalta Macedo.As palestras do dia 16 (quinta-feira) são gratuitas e abertas ao público em geral. Acontecem no UCS Teatro, a partir das 19h. As inscrições podem ser feitas pelo e-mail trinipolo@trinipolo.com.br ou pelo telefone (54) 3028.7656Leia também: TSE registra mais de 23 mil candidatos às eleições de outubro Concurso para a Guarda Civil de Bento Gonçalves tem mais de 1,4 mil inscritosPorto Alegre, RSPioneiro.comPrograme-se para participar do Innovation Day Pioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-programe-se-para-participar-do-innovation-day-10538841Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24634676Caxienses Censi e Fisa anunciam fusão no mercado da construçãoCensi Fisa, como passa a ser denominada a nova empresa, planeja o lançamento de 14 empreendimentos destinados à alta renda nos próximos três anos2018-08-15T21:12:26-03:002018-08-15T21:12:26-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSMariana MolinosCaxienses Censi e Fisa anunciam fusão no mercado da construçãoPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24634676Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-caxienses-censi-e-fisa-anunciam-fusao-no-mercado-da-construcao-10538323Caxienses Censi e Fisa anunciam fusão no mercado da construçãoCensi Fisa, como passa a ser denominada a nova empresa, planeja o lançamento de 14 empreendimentos destinados à alta renda nos próximos três anos2018-08-15T21:12:26-03:002018-08-15T21:12:26-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brNasce a maior empresa gaúcha da construção civil de alto padrão com capital 100% local. As protagonistas dessa história são duas construtoras caxienses, com marcas já consolidadas no mercado. A Censi e a Fisa anunciaram nesta quarta-feira fusão para tirar da prancheta um ambicioso plano de crescimento num filão que esboça reação, após anos de timidez econômica. Os funcionários das duas companhias foram comunicados da união de forças em evento no final da tarde.A parceria busca aliar expertise, potencializar investimentos e minimizar fragilidades para garantir um horizonte promissor de oportunidades para a agora nomeada Censi Fisa. A ideia é que, somando as forças, as empresas não apenas dupliquem as possibilidades de expansão, mas tripliquem, quadrupliquem. Após sete meses de tratativas, a fusão foi assinada pelos sócios das duas empresas, os irmãos Fabrício e Daniel Zarth, da Fisa; e o casal Fabrício e Michele Censi, da Censi.– O mercado vai retomar e fizemos a lição de casa – salienta Fabrício Censi. Unindo a Censi e a Fisa, o resultado é uma equipe de mais de 100 funcionários diretos e outros mil indiretos, atuantes nas obras. Os números empolgam: num período de três anos, a Censi Fisa colocará argamassa em projetos de R$ 1,2 bilhão em Valor Geral de Vendas (VGV), perfazendo 14 empreendimentos em Caxias, Porto Alegre e Gramado. Outros R$ 400 milhões já abrangem imóveis conjuntos em estoque e em andamento. – Juntamos sinergias para criar uma empresa séria, estruturada e segura – define à colunista Daniel Zarth. O momento é de incorporadoras regionais, profissionalizadas, mas com a presença dos donos, avaliam os sócios. Em conjunto, a Censi e a Fisa já edificaram 500 mil m2 distribuídos em 2,5 mil unidades de empreendimentos residenciais e comerciais de alto padrão. A nova organização decidirá até o final do ano em qual das sedes das empresas centralizará as operações. A boutique Censi será mantida, agregando o nome Censi Fisa, assim como o escritório da Capital. Os empresários garantem que a matriz permanecerá em Caxias do Sul, cidade que também concentra o maior número de apostas da companhia que surge com a união de betoneiras.Esse é o segundo movimento da Fisa no mercado caxiense em três meses. Em maio, a incorporadora teve 100% do controle vendido ao Grupo Zarpp – conglomerado, com matriz em Lajeado, dos irmãos Daniel e Fabrício Zarth –, que já detinha há três anos 50% de participação societária na empresa. O fundador Everton De Boni Santos decidiu por vender sua parte e retirar-se da construtora para mirar projetos pessoais.Três meses depois, numa estratégia que já vinha sendo costurada, a Fisa dá mais um passo rumo à expansão, anunciando a fusão com a sua até então concorrente Censi, ambas com forte atuação no público de classe A.Com um saldo conjunto de 73 empreendimentos entregues, e com sete novos em andamento, a nova companhia planeja projetos sofisticados especialmente no segmento residencial.Entre as novidades estão dois projetos imobiliários a serem erguidos no bairro Exposição, em terrenos que já integraram a Chácara dos Eberle, pertenciam ao empresário Paulo Bellini (e ao seu campo de golf), falecido em 15 de junho de 2017, e foram vendidos pela família. Situados na ruas Andrade Neves e Santos Dumont, com lançamentos previstos para 2018 e 2019, respectivamente, os residenciais devem homenagear a memória de um dos fundadores da Marcopolo. Os apartamentos de altíssimo padrão serão vendidos, em média, a R$ 2,2 milhões e R$ 3,5 milhões.Como a gestão é profissionalizada, a presidência executiva da Censi Fisa estará a cargo de Rodrigo Martins, paulista, com mais de 23 anos de experiência na Rossi Residencial.Porto Alegre, RSPioneiro.comCaxienses Censi e Fisa anunciam fusão no mercado da construçãoPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-caxienses-censi-e-fisa-anunciam-fusao-no-mercado-da-construcao-10538323Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24634144Número de jovens empregados em Caxias chega ao menor patamar desde 2007População entre 18 e 29 anos de idade representa 30,1% do total do mercado na cidade, conforme a RAIS de 20162018-08-15T17:49:56-03:002018-08-15T17:49:56-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSMarcelo casagrandeNúmero de jovens empregados em Caxias chega ao menor patamar desde 2007Pioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24634144Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-numero-de-jovens-empregados-em-caxias-chega-ao-menor-patamar-desde-2007-10538117Número de jovens empregados em Caxias chega ao menor patamar desde 2007População entre 18 e 29 anos de idade representa 30,1% do total do mercado na cidade, conforme a RAIS de 20162018-08-15T17:49:56-03:002018-08-15T17:49:56-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brDurante a crise, a participação dos jovens de 18 a 29 anos de idade no mercado de trabalho em Caxias do Sul chegou ao menor patamar desde 2007. Segundo a RAIS, do Ministério do Trabalho, em 2016 (último dado disponível) essa camada da população respondia por 30,1% do total de empregos no município. Antes do início da recessão, em 2012, a participação já chegou a ser de 36,1%. Os dados foram compilados pelo Observatório do Trabalho da Universidade de Caxias do Sul (UCS) e divulgados, ontem, na Prefeitura. A indústria de transformação e o comércio são os segmentos que mais empregam a mão de obra jovem na cidade. Ao todo, incluindo jovens aprendizes, existem 49.229 trabalhadores na camada da população entre os 14 e 29 anos na cidade, segundo a RAIS de 2016. No entanto, quatro anos antes, o estoque total de empregos era de 64.878 pessoas na mesma faixa etária. A coordenadora do Observatório do Trabalho, Lodonha Soares, observa que as mudanças demográficas vivenciadas em Caxias e no país como um todo, com o crescente envelhecimento da população, e a redução no número de filhos por família têm contribuído para a redução da participação dos jovens no mercado de trabalho.- A população jovem foi a mais afetada no mercado de trabalho durante a crise - complementa a pesquisadora.A redução no nível de emprego também atingiu os jovens aprendizes. De 2014 a 2017, o número de contratações no programa, em Caxias, caiu de 2.016 para 1.714. No ano passado, houve um leve incremento nas contratações. Neste sentido, Lodonha acredita que a tendência é de uma retomada no crescimento de vagas geradas, tanto para jovens aprendizes, como para os jovens em geral. Porém, a geração de postos deve acontecer lentamente.Leia também:Caxias do Sul não tem mais produtores de queijo serrano em atividadeFruki lança linha de cervejas especiaisEmpresa quer oferecer "balcão completo" de cannabis medicinal no paísPorto Alegre, RSPioneiro.comNúmero de jovens empregados em Caxias chega ao menor patamar desde 2007Pioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-numero-de-jovens-empregados-em-caxias-chega-ao-menor-patamar-desde-2007-10538117Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24634148A empresa do ano tem gestor caxienseRenner foi o grande destaque da premiação das Melhores e Maiores da Revista Exame2018-08-15T17:33:00-03:002018-08-15T17:33:00-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSLojas RennerA empresa do ano tem gestor caxiensePioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24634148Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-a-empresa-do-ano-tem-gestor-caxiense-10538130A empresa do ano tem gestor caxienseRenner foi o grande destaque da premiação das Melhores e Maiores da Revista Exame2018-08-15T17:33:00-03:002018-08-15T17:33:00-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brCom ou sem crise, a Renner (com três lojas em Caxias) cresce acima da média nacional, a ponto de ter sido homenageada na noite de segunda-feira, em São Paulo, como a Empresa do Ano em premiação das Melhores e Maiores da Revista Exame. Ou seja, foi o grande destaque da noite. Também foi a vencedora, pela terceira vez, no Setor de Varejo do ranking.Em 2017, a maior rede de moda do país obteve faturamento de US$ 2,2 bilhões e lucro líquido de US$ 221 milhões, valor 14% superior ao do ano anterior. Qual a receita para obter esses números?São muitos fatores, mas quem assina essa performance é a gestão de um caxiense, o CEO José Galló (foto), que subiu ao palco de premiação duas vezes. Em seu discurso, o executivo reforçou a importância de que os líderes empresariais assumam a posição de protagonistas em um momento crucial para o futuro do país. Em rota contrária ao mercado, a empresa abriu no ano passado 70 lojas (considerando as marcas Renner, Camicado e YouCom), sendo três delas no Uruguai, primeira expansão fora do Brasil.Porto Alegre, RSPioneiro.comA empresa do ano tem gestor caxiensePioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-a-empresa-do-ano-tem-gestor-caxiense-10538130Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24089384Caxias do Sul não tem mais produtores de queijo serrano em atividadeApós mais de 90 fiscalizações em agroindústrias em 2018, sobraram 24 estabelecimentos que produzem alimentos de origem animal e nenhum que faz esse tipo de queijo2018-08-15T15:35:28-03:002018-08-15T15:35:28-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSDivulgaçãoCaxias do Sul não tem mais produtores de queijo serrano em atividadePioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24089384Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-caxias-do-sul-nao-tem-mais-produtores-de-queijo-serrano-em-atividade-10538020Caxias do Sul não tem mais produtores de queijo serrano em atividadeApós mais de 90 fiscalizações em agroindústrias em 2018, sobraram 24 estabelecimentos que produzem alimentos de origem animal e nenhum que faz esse tipo de queijo2018-08-15T15:35:28-03:002018-08-15T15:35:28-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brA Secretaria de Agricultura de Caxias do Sul divulgou um balanço de 91 fiscalizações em agroindústrias caxienses em 2018 que resultaram em 670 quilos de produto de origem animal sem procedência ou impróprios para consumo retirados de circulação. Em 2017, foram 945 quilos em todo o ano. A inspeção de produtos também está resultando na extinção dos negócios. Leia mais: De 18 queijarias, 17 fecharam em Caxias "Entro em pânico sempre que as fiscais aparecem", diz dona de queijaria em Caxias Secretária diz que ações vão abrir novos mercados para as agroindústrias de Caxias do SulAtualmente, Caxias do Sul tem 24 agroindústrias cadastradas que produzem alimentos de origem animal, segundo dados do município. Só agroindústrias de queijo artesanal serrano, a cidade chegou a ter 22 produtores. Em 2016, esse número reduziu para 6 e, agora, não há mais nenhuma em atividade. Conforme a Secretaria da Agricultura, hoje estão cadastradas no município quatro queijarias: duas de queijo artesanal serrano e duas de queijo colonial. Mas as produtoras de queijo serrano estão temporariamente sem atividades. Em 2018, já foram analisadas três amostras de queijo colonial e uma queijaria apresentou produto contaminado.A prefeitura lista entre os motivos que os produtores alegaram para a interrupção da produção problemas de sucessão na propriedade rural, mudança de local e doença na família. Mas admite que as análises, que detectaram produtos fora do padrão e impróprios para consumo, são também a causa da redução de agroindústrias na cidade.Entre as irregularidades encontradas, aponta contaminações de coliformes fecais que podem provocar doenças e a falta de espaço físico de armazenagem necessário para curar os produtos por no mínimo 60 dias no caso dos queijos.— O objetivo da fiscalização é a saúde pública e garantir que o produto inspecionado tenha qualidade — explica Marília de Lima Campos, diretora do Controle de Produtos Agropecuários de Origem Animal da Secretaria da Agricultura.Valmir Antônio Susin, presidente do Sindicato Rural de Caxias do Sul e região, lamenta a situação, mas diz que entidades que apoiam as agroindústrias estão se movimentando para tentar buscar uma saída.— Não sobrou nada. Tudo que tínhamos terminou com a fiscalização, mas vamos tentar construir novamente um trabalho consistente para dar segurança jurídica para a manutenção dos trabalhos, porque o potencial de Caxias do Sul é muito grande — defende Susin.Queijo serranoPara ser considerado queijo serrano, a produção precisa ser feita na área dos Campos de Cima da Serra e de Santa Catarina. São 16 municípios nesta região do Rio Grande do Sul. Este queijo é feito a partir do leite cru de raças de corte ou mistas, das quais se produz tanto carne quanto leite. O gado se alimenta apenas com pastagem desses campos. Leia também: Concurso para Guarda Civil de Bento Gonçalves tem 72 candidatos por vaga Voges paga aluguéis atrasados da Maesa, em Caxias, em conta judicialPorto Alegre, RSPioneiro.comCaxias do Sul não tem mais produtores de queijo serrano em atividadePioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-caxias-do-sul-nao-tem-mais-produtores-de-queijo-serrano-em-atividade-10538020Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24632093Fruki lança linha de cervejas especiaisA previsão é de que a cerveja BellaVista desembarque nas prateleiras gaúchas e catarinenses até o final de agosto2018-08-14T15:51:18-03:002018-08-14T15:51:18-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSfrukiFruki lança linha de cervejas especiaisPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24632093Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-fruki-lanca-linha-de-cervejas-especiais-10537089Fruki lança linha de cervejas especiaisA previsão é de que a cerveja BellaVista desembarque nas prateleiras gaúchas e catarinenses até o final de agosto2018-08-14T15:51:18-03:002018-08-14T15:51:18-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brUma marca conhecida dos gaúchos (e dos serranos) amplia sua família nas gôndolas. A Fruki, além de trabalhar com refrigerantes, água, sucos e energéticos, resgata a vocação de suas origens, no ano de 1924, e lança sua linha de cervejas especiais BellaVista, composta por cinco rótulos. Como o complexo fabril da Fruki em Lajeado tem sua capacidade preenchida hoje, a empresa selou parceria com a Cervejaria Imigração, de Campo Bom, para fermentar o portfólio com o novo produto. Porém, a fabricante tem como meta construir até 2021 sua nova fábrica em área já adquirida no município gaúcho de Paverama, onde a produção será centralizada.A previsão é de que a cerveja BellaVista desembarque nas prateleiras gaúchas e catarinenses até o final de agosto, com preços que "caibam no bolso", anunciou a empresa em evento de lançamento no sábado, com a presença de profissionais e lideranças.Porto Alegre, RSPioneiro.comFruki lança linha de cervejas especiaisPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-fruki-lanca-linha-de-cervejas-especiais-10537089Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24630683Empresa quer oferecer "balcão completo" de cannabis medicinal no paísDr. Cannabis pretende ser o elo entre pacientes e profissionais e médicos que produzem, revendem e prescrevem canabinoides de forma legal 2018-08-14T09:00:31-03:002018-08-14T09:00:31-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSFelipe NylandEmpresa quer oferecer "balcão completo" de cannabis medicinal no paísPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24630683Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-empresa-quer-oferecer-balcao-completo-de-cannabis-medicinal-no-pais-10536460Empresa quer oferecer "balcão completo" de cannabis medicinal no paísDr. Cannabis pretende ser o elo entre pacientes e profissionais e médicos que produzem, revendem e prescrevem canabinoides de forma legal 2018-08-14T09:00:31-03:002018-08-14T09:00:31-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brOs movimentos realizados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nos últimos anos para a regulamentação uso da cannabis no Brasil para fins medicinais têm despertado a atenção de uma série de investidores. De olho no potencial deste mercado, que foi aberto no país em 2015 com possibilidade de importação de medicamentos à base da substância, duas empreendedoras de São Paulo fundaram em janeiro a Dr. Cannabis. A startup pretende conectar em um portal online pacientes a profissionais e médicos que prescrevem, produzem e revendem canabinoides de forma legal. A iniciativa é a primeira a explorar esse segmento no país. Para viabilizar o negócio, a empresa lançou, na sexta-feira passada, em um evento em Gramado, uma campanha de equity crowdfunding - modalidade de financiamento coletivo voltada a startups ou empresas em expansão. O objetivo é arrecadar R$ 750 mil, em seis meses, em troca de 15% do negócio. Ao todo, foram colocadas na internet 750 cotas, cada uma a R$ 1 mil, para investidores. Até a noite desta segunda-feira foram arrecadados R$ 7 mil. A companhia também já recebeu aportes de investidores-anjos e de um fundo de investimentos. A fundadora e diretora-executiva da Dr. Cannabis, Viviane Sedola, destaca que hoje existem no Brasil em torno de 4 mil pacientes que utilizam produtos à base de cannabis e 800 médicos que prescrevem os medicamentos. Desde 2015, o país já importou quase 80 mil unidades de produtos deste tipo, segundo a Anvisa. Além disso, a Justiça já concedeu cerca de 20 habeas corpus permitindo o cultivo caseiro de maconha para uso terapêutico em pacientes com epilepsia, câncer e Parkinson. A tendência é que esses números sigam crescendo, conforme o mercado se abra e ganhe legislação específica no país. - Nunca houve um mercado tão reprimido sendo aberto, como é o da cannabis, que cresce 30% ao ano. A Justiça e a Anvisa entenderam que uma regulamentação da cannabis medicinal é um caminho sem volta – aponta Viviane. Atualmente, a Dr. Cannabis está realizando um mapeamento do mercado brasileiro, cadastrando médicos e pacientes que buscam terapias cannábicas. A venda de inteligência sobre esse segmento para empresas interessadas em operar na América Latina é uma das fontes de receita previstas pela companhia. A ideia também é explorar outras frentes, como a comercialização de cursos online sobre o uso medicinal da maconha. Ainda há a intenção de criar uma loja virtual, no formato de marketplace, que disponibilizará os produtos à base de cannabis. - Vamos oferecer um balcão completo de cannabis medicinal legal, desde o conteúdo científico ao contato de médicos e os caminhos para facilitar a importação do que for prescrito – sintetiza a Viviane. O uso dos medicamentos Co-fundadora da Dr. Cannabis, a médica pós-graduada em neuro-oncologia Paula Dall’Stella foi uma das pioneiras na prescrição de medicamentos à base de cannabis no Brasil. Há quatro anos, ela acompanha pacientes que utilizam os remédios que são importados, principalmente, dos Estados Unidos. A utilização dos canabinoides pode ser feita por via oral, através de comprimidos, óleos e sprays, ou por aplicação de pomadas e cremes na pele. - Muitas vezes no país de origem os produtos são tratados como suplementos alimentares e chegam ao Brasil na categoria de medicamento – explica. No país, os remédios feitos a partir da cannabis têm sido utilizados no combate de doenças neurodegenerativas em geral, epilepsia, dores crônicas, entre outras. Segundo Paula, as substâncias ajudam a combater os efeitos colaterais de alguns tratamentos. No caso dos pacientes que fazem quimioterapia, o uso pode reduzir náuseas, vômitos e ansiedade, exemplifica a médica. Já nos casos de epilepsia existem relatos de redução no número de convulsões em pacientes. A cannabis medicinal no Brasil - A partir de 2015, a Anvisa passou a permitir a importação de produtos à base de canabidiol (CBD) e de outros canabinoides, entre eles o tetrahidrocanabinol (THC), para fins medicinais. Os produtos vêm principalmente dos Estados Unidos, onde são considerados suplementos alimentares. - A importação desses medicamentos só é permitida para pessoas físicas, para uso próprio, e mediante prescrição médica. - Em 2017, a Anvisa reconheceu a cannabis sativa como uma planta medicinal, incluindo-a no código oficial farmacêutico do Brasil. - A pesquisa com a cannabis e seus derivados é permitida no Brasil. No entanto, ainda não há regulamentação sobre o plantio voltado para fins medicinais e de pesquisa. - O cultivo de cannabis no Brasil está proibido e é considerado crime. No entanto, a Justiça já concedeu habeas corpus para pessoas plantarem e processarem maconha, em casa, para utilização em tratamentos medicinais.Leia também:Vendas de vinhos ficam estáveis no primeiro semestre Sebos de Caxias diversificam perfil de atuação para se manterem no mercadoConcessionária caxiense abre filial em Porto Alegre >Concessionária caxiense abre filial em Porto AlegrePorto Alegre, RSPioneiro.comEmpresa quer oferecer "balcão completo" de cannabis medicinal no paísPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-empresa-quer-oferecer-balcao-completo-de-cannabis-medicinal-no-pais-10536460Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24614273Caixa-Forte: audiência na Justiça termina sem consenso na convenção dos metalúrgicos da SerraTurno 6x2 é alvo de divergências entre patrões e empregados2018-08-14T08:28:55-03:002018-08-14T08:28:55-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSRoni RigonCaixa-Forte: audiência na Justiça termina sem consenso na convenção dos metalúrgicos da SerraPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24614273Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-caixa-forte-audiencia-na-justica-termina-sem-consenso-na-convencao-dos-metalurgicos-da-serra-10536796Caixa-Forte: audiência na Justiça termina sem consenso na convenção dos metalúrgicos da SerraTurno 6x2 é alvo de divergências entre patrões e empregados2018-08-14T08:28:55-03:002018-08-14T08:28:55-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brO turno 6x2 está arrastando a convenção coletiva dos metalúrgicos de Caxias do Sul e região, que, na falta de consenso, começou a ser mediada pela Justiça.Na segunda-feira, na primeira audiência no Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região, em Porto Alegre, os representantes do sindicato patronal (Simecs) não assinaram o acordo por condicionar o índice de reajuste (de 2,8%) e as cláusulas sociais (como auxílio-creche e quinquênio) à possibilidade de os funcionários trabalharem seis dias por semana e folgarem os dois seguintes, o que abriria margem para o expediente aos finais de semana.Leia maisConvenção coletiva dos metalúrgicos da Serra está longe de um consensoPor que a convenção coletiva dos metalúrgicos vai à JustiçaUm metalúrgico poderia trabalhar, por exemplo, de segunda a sábado e folgar no domingo e segunda. Ou de terça a domingo, folgando na segunda e terça-feira. O turno 6x2 já havia sido rejeitado pelos metalúrgicos em assembleia geral, no dia 28 de julho. O principal receio é de que os funcionários precisariam exercer a atividade na maioria de sábados e domingos, e casais metalúrgicos poderiam não ter onde deixar os filhos, que ao longo da semana permanecem em escolinhas.Sem avanço nas tratativas, nova audiência foi agendada para o dia 23 de agosto, às 17h. Do lado oposto, os empresários argumentam que a medida ampliaria o número de turnos, a geração de empregos e reforçaria os salários com o adicional aos finais de semana.Porto Alegre, RSPioneiro.comCaixa-Forte: audiência na Justiça termina sem consenso na convenção dos metalúrgicos da SerraPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-caixa-forte-audiencia-na-justica-termina-sem-consenso-na-convencao-dos-metalurgicos-da-serra-10536796Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24622751Sebos de Caxias diversificam perfil de atuação para se manterem no mercadoCidade possui cinco estabelecimentos voltados à venda de livros usados2018-08-13T08:41:06-03:002018-08-13T08:41:06-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSLucas AmorelliSebos de Caxias diversificam perfil de atuação para se manterem no mercadoPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24622751Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-sebos-de-caxias-diversificam-perfil-de-atuacao-para-se-manterem-no-mercado-10532167Sebos de Caxias diversificam perfil de atuação para se manterem no mercadoCidade possui cinco estabelecimentos voltados à venda de livros usados2018-08-13T08:41:06-03:002018-08-13T08:41:06-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brConcorrência com grandes redes de projeção nacional, ascensão do livro digital e poucos leitores no país. O cenário atual evidencia que, para ser livreiro, é necessário driblar uma série de obstáculos, que podem ser determinantes para a continuidade do negócio. É em meio a esse contexto que os sebos de Caxias do Sul têm procurado diversificar seu perfil de atuação, agregando novos tipos de serviços e produtos ou se especializando em determinadas áreas. Confira a reportagem do caderno +Serra desta semana:Leia tambémPrefeitura e entidade que administra UPA estão no alvo de questionamentos em Caxias Ong promove jantar para arrecadar recursos em prol de animais em Caxias Comunidade promove almoço para melhorias em escola de CaxiasPorto Alegre, RSPioneiro.comSebos de Caxias diversificam perfil de atuação para se manterem no mercadoPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-sebos-de-caxias-diversificam-perfil-de-atuacao-para-se-manterem-no-mercado-10532167Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24627166Concessionária caxiense abre filial em Porto Alegre Sul Motors é a única revendedora da sul-coreana SsangYong no Estado2018-08-13T08:30:00-03:002018-08-13T08:30:00-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSJanaina MelloConcessionária caxiense abre filial em Porto Alegre Pioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24627166Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-concessionaria-caxiense-abre-filial-em-porto-alegre-10534826Concessionária caxiense abre filial em Porto Alegre Sul Motors é a única revendedora da sul-coreana SsangYong no Estado2018-08-13T08:30:00-03:002018-08-13T08:30:00-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brHá 10 anos atuando como revenda autorizada da sul-coreana SsangYong em Caxias, a Sul Motors comemora a marca de mais de 900 veículos vendidos ao longo do período e prepara-se para estacionar em novo mercado.Única revendedora da marca no Estado, a empresa instalará até o final de outubro uma filial em Porto Alegre, na Avenida Sertório.João Pessano, diretor da Sul Motors, informa que a unidade na Capital receberá investimento de R$ 3,5 milhões, com a estimativa de comercialização de 25 carros ao mês. O mercado começa a reagir com a chegada da nova linha de veículos e a retomada das importações, salienta o empresário.Porto Alegre, RSPioneiro.comConcessionária caxiense abre filial em Porto Alegre Pioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-concessionaria-caxiense-abre-filial-em-porto-alegre-10534826Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24627165Confeitaria abre terceira unidade em CaxiasEm área de 100 metros quadrados, a filial demandou cerca de R$ 70 mil em investimento e gerou três empregos2018-08-12T10:30:00-03:002018-08-12T10:30:00-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSDaiane De ToniConfeitaria abre terceira unidade em CaxiasPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24627165Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-confeitaria-abre-terceira-unidade-em-caxias-10534827Confeitaria abre terceira unidade em CaxiasEm área de 100 metros quadrados, a filial demandou cerca de R$ 70 mil em investimento e gerou três empregos2018-08-12T10:30:00-03:002018-08-12T10:30:00-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brA Dulce Amore Confeitaria Fina açucara ainda mais o mercado caxiense, ao inaugurar seu terceiro empreendimento, desta vez no Centro Empresarial Maia, na Rua Guerino Sanvitto, 704, próximo ao Shopping Iguatemi. Em área de 100 metros quadrados, a filial demandou cerca de R$ 70 mil em investimento e gerou três empregos. No cardápio, doces, salgados e opções de almoço e cafés, como o famoso na casquinha.Porto Alegre, RSPioneiro.comConfeitaria abre terceira unidade em CaxiasPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-confeitaria-abre-terceira-unidade-em-caxias-10534827Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24363249Frio e Dia dos Pais impulsionam rede hoteleira em Gramado e CanelaOcupação passa de 95% segundo sindicato do setor2018-08-11T17:15:00-03:002018-08-11T17:15:00-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSAndréa GraizFrio e Dia dos Pais impulsionam rede hoteleira em Gramado e CanelaPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24363249Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-frio-e-dia-dos-pais-impulsionam-rede-hoteleira-em-gramado-e-canela-10535339Frio e Dia dos Pais impulsionam rede hoteleira em Gramado e CanelaOcupação passa de 95% segundo sindicato do setor2018-08-11T17:15:00-03:002018-08-11T17:15:00-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brOs hotéis de Gramado e Canela estão próximos da lotação neste fim de semana. O frio e o Dia dos Pais impulsionam a visitação, segundo Fernando Boscardin, presidente do Sindicato Patronal da Hotelaria, Restaurantes, Bares, Parques, Museus e Similares da Região das Hortênsias. Segundo ele, de 95% a 98% dos leitos já estão ocupados, o que representa um pouco mais do que a média dos fins de semana de inverno, que tem ficado entre 90% e 95%. O Hotel Gramado Palace, por exemplo, está lotado, com todos os 75 apartamentos ocupados. — No passado, o movimento costumava diminuir nos dias das Mães e dos Pais. Atualmente, o perfil está mudando. A visitação tem aumentado, com pais jovens que vem se hospedar junto com seus filhos pequenos - comenta Marino Prigol Soares, responsável pelas reservas no hotel.Segundo ele, o hotel também está lotado para o período do Festival de Cinema de Gramado, cuja programação começa no dia 16 e vai até o dia 25. Outro hotel que está lotado para o período é o Hotel Laghetto Viale, que fica no centro de Gramado. Já neste fim de semana, apenas 2 apartamentos dos 87 estavam livres nesta manhã, mas a tendência é que sejam também ocupados com a procura ainda deste sábado (11). GaúchaZH também consultou o Hotel Sky, de Gramado, que tem todos os 158 apartamentos ocupados neste fim de semana. Para o Festival de Cinema, ainda há vagas em dias de semana. O sindicato trabalha com uma base total de 12 mil a 14 mil leitos em Gramado e Canela. Boscardin explica que essa variação se deve em função de aluguéis de temporada, o que dificulta dar um número preciso.Festival de cinemaA programação do Festival de Cinema de Gramado, que terá abertura oficial na sexta-feira (17), já começa na quinta (16). Em fins de semana, a ocupação de hotéis é alta, conforme Boscardin, em função de festas que ocorrem paralelas ao evento. O percentual fica próximo dos 95%. Já nos dias de semana, a visitação aumenta em relação à média de 60% a 65% do inverno, mas não como nos fins de semana. A programação vai até 25 de agosto.Leia tambémGramado recebe loja-conceito da CroasonhoEmpresa de Caxias do Sul está entre as melhores para trabalhar no BrasilPorto Alegre, RSPioneiro.comFrio e Dia dos Pais impulsionam rede hoteleira em Gramado e CanelaPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-frio-e-dia-dos-pais-impulsionam-rede-hoteleira-em-gramado-e-canela-10535339Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:19238860Empresa de Caxias está entre as melhores para trabalhar no BrasilResultado será conhecido na noite de segunda-feira, em São Paulo2018-08-11T15:00:00-03:002018-08-11T15:00:00-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSPioneiro.comEmpresa de Caxias está entre as melhores para trabalhar no BrasilPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:19238860Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-empresa-de-caxias-esta-entre-as-melhores-para-trabalhar-no-brasil-10534848Empresa de Caxias está entre as melhores para trabalhar no BrasilResultado será conhecido na noite de segunda-feira, em São Paulo2018-08-11T15:00:00-03:002018-08-11T15:00:00-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brO resultado do ranking das Melhores Empresas para Trabalhar no Brasil só será conhecido na noite de segunda-feira, em São Paulo, mas há fortes indícios de que uma empresa caxiense integra a seleta premiação promovida pelo Great Place to Work em parceria com a revista Época Negócios.Trata-se da JOST Brasil – fornecedora de componentes automotivos–, que pela oitava vez figura no time pela excelência na avaliação dos funcionários. A empresa é resultado de uma joint-venture entre a Randon SA Implementos e Participações e a alemã JOST-Werke.Porto Alegre, RSPioneiro.comEmpresa de Caxias está entre as melhores para trabalhar no BrasilPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-empresa-de-caxias-esta-entre-as-melhores-para-trabalhar-no-brasil-10534848Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24627164Gramado recebe loja-conceito da CroasonhoNovidade demandou investimento de R$ 900 mil e espera receber 20 mil clientes nos meses de alta temporada 2018-08-11T09:00:00-03:002018-08-11T09:00:00-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSTatiana CavagnolliGramado recebe loja-conceito da CroasonhoPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24627164Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-gramado-recebe-loja-conceito-da-croasonho-10534808Gramado recebe loja-conceito da CroasonhoNovidade demandou investimento de R$ 900 mil e espera receber 20 mil clientes nos meses de alta temporada 2018-08-11T09:00:00-03:002018-08-11T09:00:00-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brNascida em Caxias do Sul, ela é uma lovemark, marca querida pelos consumidores, e não para de ampliar seu recheio em pontos estratégicos. A rede Croasonho inaugurou na sexta-feira em Gramado sua primeira loja-conceito, num investimento de R$ 900 mil. Batizada de Estação Croasonho, espera receber 20 mil clientes nos meses de alta temporada, número temperado pelo atrativo da cidade turística e pelo frio.Mais do que oferecer croissants num espaço de 135m², na Rua São Pedro, 350 – Loja 1, Centro, a nova operação chega com a proposta de propiciar experiências, com pontos de interação, totem de fotos (“sorrisômetro”), fonte de chocolate e venda de souvenires da marca. Com a novidade, a rede chega a 25 unidades no Rio Grande do Sul. Desde 2017, a Croasonho, grife fermentada pelas mãos de empresários de Caxias, integra a holding paulista de alimentação Halipar. A saber: Gramado recebe 6,5 milhões de turistas por ano.Porto Alegre, RSPioneiro.comGramado recebe loja-conceito da CroasonhoPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-gramado-recebe-loja-conceito-da-croasonho-10534808Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24627206Evento leva 7,5 mil pessoas a Gramado Gramado Summit atraiu 130 startups e 80 investidores2018-08-10T20:42:56-03:002018-08-10T20:42:56-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSFelipe NylandEvento leva 7,5 mil pessoas a Gramado Pioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24627206Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-evento-leva-7-5-mil-pessoas-a-gramado-10534790Evento leva 7,5 mil pessoas a Gramado Gramado Summit atraiu 130 startups e 80 investidores2018-08-10T20:42:56-03:002018-08-10T20:42:56-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brA segunda edição da Gramado Summit chegou ao final nesta sexta-feira consolidando o crescimento do evento. Em comparação à edição inicial, realizada no ano passado, o número de startups participantes subiu de 42 para 130, o de investidores aumentou de 50 para 80 e o de visitantes saltou de 2 mil para 7,5 mil pessoas nos três dias de programação no pavilhão da ExpoGramado.– Crescemos praticamente cinco vezes. No ano passado, tínhamos 1,2 mil metros quadrados de área ocupada e neste ano fomos para 5,2 mil – aponta Marcus Rossi, diretor-executivo da Gramado Summit.Ao todo, a Serra teve 31 empresas iniciantes expondo seus projetos no evento. O município que mais levou empresas foi Caxias do Sul, com 19 empreendimentos. Também estavam presentes negócios de Bento Gonçalves, Canela, Flores da Cunha, Gramado e Nova Bassano.Três dessas startups serranas chegaram à final da Batalha das Startups, competição que encerrou o evento e garantiu R$ 100 mil em investimento para a alavancagem de um negócio inovador. Participaram da fase decisiva as caxienses Me Empresta, Gomining e a gramadense Gate. No entanto, a vencedora foi a Contraktor, de Curitiba (PR).A Gramado Summit ainda contou com dois palcos para palestras com enfoque na inovação e no empreendedorismo. Por ali passaram desde empresários de companhias tradicionais, como David Randon (Randon) e José Galló (Lojas Renner), até expoentes da nova geração de empreendedores no Brasil, como Maurício Bevenutti (StartSe) e Pedro Conrade (Neon Pagamentos).A próxima edição do evento já tem data definida. Em 2019, a Gramado Summit ocorrerá de 7 a 9 de agosto, de novo na ExpoGramado.Leia também:Hospital Pompéia, de Caxias do Sul, inicia obras de ampliaçãoParque da Fenachamp, em Garibaldi, ganhará novo pavilhão para a próxima ediçãoPorto Alegre, RSPioneiro.comEvento leva 7,5 mil pessoas a Gramado Pioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-evento-leva-7-5-mil-pessoas-a-gramado-10534790Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24625565Programe-se para participar do Innovation Day em Caxias do SulEvento acontece nos dias 16 e 17 de agosto na CIC de Caxias 2018-08-10T14:32:05-03:002018-08-10T14:32:05-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSDiogo SallaberryPrograme-se para participar do Innovation Day em Caxias do SulPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24625565Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-programe-se-para-participar-do-innovation-day-em-caxias-do-sul-10534359Programe-se para participar do Innovation Day em Caxias do SulEvento acontece nos dias 16 e 17 de agosto na CIC de Caxias 2018-08-10T14:32:05-03:002018-08-10T14:32:05-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brEm um mercado cada vez mais competitivo, aprimorar conhecimentos em tecnologia da informação é fundamental para garantir a saúde do negócio. Este é o propósito do Innovation Day, que acontece na próxima semana em Caxias do Sul. Promovido pelo Trino Polo da Serra Gaúcha, a edição deste ano traz temas relacionados à Internet das Coisas (IOT), Big Data e Inteligência Artificial e os caminhos para a modernização dos negócios. Na programação estão palestras com Sergio Gama, da IBM, e Osvaldo Carrijo, da Algar Telecon (confira programação abaixo).O presidente do Trino Polo, Thiarlei Machado Macedo, diz o Innovation Day evolui a cada edição. Este ano, um dos objetivos é atrair empresários do varejo caxiense para que eles entrem em sintonia com as inovações no setor. — Nossas empresas precisam perceber a necessidade de inovar para manter a competitividade —ressalta Macedo.As palestras do dia 16 (quinta-feira) são gratuitas e abertas ao público em geral. Acontecem no UCS Teatro, a partir das 19h. As inscrições podem ser feitas pelo e-mail trinipolo@trinipolo.com.br ou pelo telefone (54) 3028.7656Programação16/8 (quinta-feira)19h às 22h: palestras "Transformação digital e inovação utilizando inteligência artificial", com Sergio Gama, e "Desenhando um modelo de inovação corporativa em empresas consolidadas", com Osvaldo C. Carrijo. Ação gratuita, no UCS Teatro.17/8 (sexta-feira)8h às 12h: minicursos 'Inteligência artificial", com Sergio Gama (IBM) e "Gestão de times inovadores", Alexandre Tessari (Aliar Consultoria)12h: Reunião-almoço "O Impacto de IOT nos negócios", Diego Almeida (business development director do Gartner)14h: Abertura workshop14h20min: IOT e novas interfaces humanas, Giovani Comunello Jr (IT Invent)14h40min: Case Smart Knives, Luciano Canal (Mundial)15h: "Do small ao big", Mine Caxeiro (N1N3 Data Science)15h20min: "Case Woop: o risco de crédito no ambiente digital", Cristofer Weber (Sicredi)16h: "Mak IT simple: o desafio de simplificar com tecnologia", Grasiela Tesser (NL). 16h20min: Case Youbot: IA aplicada ao atendimento a clientes", Carlos Antunes (YouBot)16h40min: "O dilema da inovação nas grandes empresas", Osvaldo César Carrijo (Algar)17h: painel com todos os palestrantes. Mediação Thiarli Macedo (trino Polo) e Diogo Rosatto (Seprorgs)ValoresAssociados Trino Polo e Seprorgs: R$ 175 (cada minicurso), R$ 91 (reunião-almoço), R$ 105 (workshop) ou R$ 175 (reunião-almoço e workshop)Apoiadores: R$ 225 (cada minicurso), R$ 117 (reunião-almoço), R$ 135 (workshop) ou R$ 225 (reunião-almoço e workshop)Não associados: R$ 250 (cada minicurso), R$ 130 (reunião-almoço), R$ 150 (workshop) ou R$ 250 (reunião-almoço e workshop)Porto Alegre, RSPioneiro.comPrograme-se para participar do Innovation Day em Caxias do SulPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-programe-se-para-participar-do-innovation-day-em-caxias-do-sul-10534359Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24624571Caxias do Sul ganha passaporte de descontos em restaurantesBest Gourmet Club já faz sucesso em Porto Alegre e desembarcará na cidade na próxima semana2018-08-10T10:30:00-03:002018-08-10T10:30:00-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSbest gourmetCaxias do Sul ganha passaporte de descontos em restaurantesPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24624571Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-caxias-do-sul-ganha-passaporte-de-descontos-em-restaurantes-10532993Caxias do Sul ganha passaporte de descontos em restaurantesBest Gourmet Club já faz sucesso em Porto Alegre e desembarcará na cidade na próxima semana2018-08-10T10:30:00-03:002018-08-10T10:30:00-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brSeguindo o modelo internacional de cupons de descontos em restaurantes, o Best Gourmet Club já faz sucesso em Porto Alegre e desembarcará em Caxias na próxima semana. O lançamento do passaporte, que oferecerá mais de R$ 2 mil de bonificação em estabelecimentos da cidade, será em coquetel para convidados às 19h de segunda-feira, no Mi Puerto Cozinha Contemporânea.Cinquenta espaços gastronômicos e lojas participam da 1ª edição do Best Gourmet Club na cidade. Ao custo de R$ 59,90 ao consumidor, o guia tem validade de seis meses e cada página corresponde a um cupom de desconto referente a um estabelecimento. Em alguns deles, o bônus contempla até 100% de abatimento no segundo prato/refeição. Nesta primeira edição do Best Gourmet Club Caxias do Sul, serão comercializados 6,5 mil “livrinhos”, que podem ser adquiridos no site www.minhaentrada.com.br ou em lojas parceiras. O guia também transforma o cliente em um jurado, com o intuito de premiar os melhores restaurantes de Caxias do Sul. A novidade chega à Serra pela gestão da diretora do Best Gourmet Club-RS, Carolina Zatti, e apoio da Personnalite Assessoria em Negócios.A saber: em Bento Gonçalves, o cupom sob outra bandeira, o Prime Gourmet, virou alvo de polêmica, com a desistência de algumas empresas do setor gastronômico.Porto Alegre, RSPioneiro.comCaxias do Sul ganha passaporte de descontos em restaurantesPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-caxias-do-sul-ganha-passaporte-de-descontos-em-restaurantes-10532993Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24624526Caxienses já pagaram R$ 317 milhões em impostos este anoDados do Impostômetro se referem aos primeiros sete meses e nove dias de 2018 e indicam aumento de 9% se comparado com o mesmo período de 2017. 2018-08-10T07:56:00-03:002018-08-10T07:56:00-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSFelipe NylandCaxienses já pagaram R$ 317 milhões em impostos este anoPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24624526Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-caxienses-ja-pagaram-r-317-milhoes-em-impostos-este-ano-10532970Caxienses já pagaram R$ 317 milhões em impostos este anoDados do Impostômetro se referem aos primeiros sete meses e nove dias de 2018 e indicam aumento de 9% se comparado com o mesmo período de 2017. 2018-08-10T07:56:00-03:002018-08-10T07:56:00-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brOs caxienses já pagaram mais de R$ 317 milhões em impostos neste ano. Este valor foi registrado no início da noite desta quinta-feira no site “Impostômetro”, da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), que leva em conta os primeiros sete meses e nove dias do ano. Leia mais: Caxias do Sul registra a abertura de uma empresa por horaO valor em 2018 é 9,29% superior se comparado com o mesmo período de 2017, quando foram gastos R$ 290 milhões. Ou seja, os cofres da União já recolheram R$ 26 milhões a mais que em 2018, entre impostos, taxas, contribuições, multas, juros e correção monetária. O mês do ano que mais arrecadou foi janeiro, R$ 54 milhões (ver quadro abaixo). O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Emílio Andreazza, garante que não houve aumento nas alíquotas de impostos no período. A alta está baseada na eficiência da fiscalização com a era digital, no incremento da atividade econômica – no primeiro semestre cresceu 8% – e na abertura de novas empresas. Formam criados 4,3 mil novos empreendimentos nos primeiros seis meses do ano. — Trabalhamos na desburocratização de processos para fomentar o empreendedorismo — destaca. “Uma conta desleal”Para os empresários, que sentem estes índices na pele diariamente, a conta é desleal. Ou seja, são muitos impostos para pouco retorno. Dono da Neograf, uma empresa de pequeno porte que fabrica máquinas de impressão tampográficas e laser, Gilvan Gressler já teve que recorrer a empréstimos bancários para poder manter o pagamento dos impostos em dia. Cerca de 30% do faturamento vai para o governo.— Não me conformo em ter que pagar tanto. Não vemos este dinheiro retornar em benefício da população. Não sabemos para onde estes recursos vão — reclama. Outra reivindicação do empresário é o complexo sistema que envolve a cobrança das taxas. Ele paga pelo menos cinco diferentes índices. Alguns deles, antecipado. O ICMS, por exemplo, está embutido na nota da compra da matéria-prima e na venda do produto. — Pagamos antes de receber — aponta Gressler.Para o empresário, este é um dos motivos de muitos negócios não conseguirem se manter no mercado.— Se fosse bem aproveitado, certamente seríamos um país de primeiro mundo. O Brasil ocupa da 30ª posição no ranking dos países em que os impostos trazem mais bem estar à sociedade. Em Caxias, segundo Andreazza, os resultados devem aparecer em breve.Foto: Projeto ajuda a recuperar empresasApesar de Caxias não ter dados oficiais sobre o número de empresas que fecharam as portas nos últimos anos, o número de pavilhões e salas vazias fica evidente para quem as ruas da cidade. Para o empresário Gilvan Gressler, está cada vez mais difícil se manter no mercado. A Neograf, por exemplo, atua há 24 anos. Já empregou 50 funcionários e hoje, mantém seis. É uma luta diária, informa. Por conta disso ele integra um grupo técnico da Microempa que auxilia empresas a se recuperar e sobreviver em época de crise. É o Projeto Fênix, criado há um ano para dar suporte a empresários conseguirem manter as finanças em dia. Geralmente os donos destes negócios são pessoas pouco informadas sobre pagamentos de impostos, por exemplo.— Muitos não sabem quanto e quando pagar.Formado por 17 voluntários especializados, os integrantes se reúnem quinzenalmente para definir as medidas que precisam ser tomadas junto às empresas participantes. O trabalho tem a duração de um ano em cada empresa, sendo seis meses de planejamento e outros seis de monitoramento de resultados. Tudo sem custos. O projeto está com fila de espera de empresas querendo usufruir dos serviços.Leia também: Dívidas ativas entre R$ 500 e R$ 1 mil devem ser quitadas até esta sexta-feiraCaxias premia melhores vinhos do municípioPorto Alegre, RSPioneiro.comCaxienses já pagaram R$ 317 milhões em impostos este anoPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-caxienses-ja-pagaram-r-317-milhoes-em-impostos-este-ano-10532970Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24624098Na contramão do país, Gramado tem valorização imobiliáriaCasas chegam a ser vendidas a R$ 15 milhões na cidade turística2018-08-10T07:46:00-03:002018-08-10T07:46:00-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSDimas Bortolini GloedenNa contramão do país, Gramado tem valorização imobiliáriaPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24624098Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-na-contramao-do-pais-gramado-tem-valorizacao-imobiliaria-10532801Na contramão do país, Gramado tem valorização imobiliáriaCasas chegam a ser vendidas a R$ 15 milhões na cidade turística2018-08-10T07:46:00-03:002018-08-10T07:46:00-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brGramado é um mundo à parte. Em rota contrária ao mercado brasileiro, que registrou recuo de 2,59% nos preços dos imóveis residenciais no primeiro semestre, conforme o Índice FipeZap, na cidade turística das Hortênsias o movimento de valorização imobiliária surpreende. Focada no alto padrão, a Imobiliária Ghisleni Personnalité oferece, por exemplo, casas entre R$ 8 milhões e R$ 8,5 milhões no Condomínio Aspen Mountain. As residências entre 604 e 730 metros quadrados contam com, no mínimo, cinco suítes. E vai além: também comercializa moradias que variam de R$ 8 milhões a R$ 15 milhões no exclusivo Les Residences de Saisons (foto), com 12 apartamentos e mordomias como dormitórios para motoristas e pilotos dos condôminos.Porto Alegre, RSPioneiro.comNa contramão do país, Gramado tem valorização imobiliáriaPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-na-contramao-do-pais-gramado-tem-valorizacao-imobiliaria-10532801Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24624567Dívidas ativas entre R$ 500 e R$ 1 mil devem ser quitadas até esta sexta-feiraPrefeitura  de Caxias espera arrecadar R$ 19 milhões. Após esta data, a cobrança será feita via judicial2018-08-09T19:29:30-03:002018-08-09T19:29:30-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSJefferson BotegaDívidas ativas entre R$ 500 e R$ 1 mil devem ser quitadas até esta sexta-feiraPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24624567Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-dividas-ativas-entre-r-500-e-r-1-mil-devem-ser-quitadas-ate-esta-sexta-feira-10532981Dívidas ativas entre R$ 500 e R$ 1 mil devem ser quitadas até esta sexta-feiraPrefeitura  de Caxias espera arrecadar R$ 19 milhões. Após esta data, a cobrança será feita via judicial2018-08-09T19:29:30-03:002018-08-09T19:29:30-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brQuem estiver em dívida ativa com o município na faixa entre R$ 500 e R$ 1 mil tem até as 16h de hoje para quitar o débito ou efetuar o parcelamento presencialmente na prefeitura, das 10h às 16h. Para facilitar o pagamento, a Secretaria Municipal da Fazenda enviou 24 mil boletos para o público devedor dessa faixa, desde o mês passado. No total, o montante a ser recebido supera R$ 19 milhões.A dívida ativa se refere ao não pagamento de multas, taxas ou de impostos como IPTU e ISSQN de anos anteriores, por exemplo. As guias valem até o dia 10 de agosto. Após este período, a cobrança será feita via execução judicial ou protesto extrajudicial, com acréscimos de custas judiciais, bloqueio de certidão e licitação.Em maio, a prefeitura enviou boletos para os devedores da faixa entre R$ 1 mil e R$ 5 mil, recuperando R$ 1,5 milhão. O projeto de cobrança terá ainda uma terceira remessa para valores acima de R$ 5 mil, oferecendo possibilidades de pagamento à vista ou de parcelamento para quem estiver com o exercício de 2018 em dia.Quem está em dívida ativa de qualquer valor também pode acessar o boleto pelo site da prefeitura. Basta entrar em "Serviços online", junto ao menu "Arrecadação". Em caso de dúvidas, o setor de Arrecadação da Secretaria da Fazenda está disponível pelo telefone (54) 3218.6000.CobrançaDesde o início de agosto, outros nomes de contribuintes em dívida ativa estão sendo enviados para protesto em cartório, em um montante de R$ 5 milhões a serem recebidos pelo Executivo. A partir da notificação, o devedor tem o prazo de três dias para quitar o débito. Passado o período, ele será inscrito no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), devendo comparecer à prefeitura para fazer o pagamento ou efetuar o parcelamento, conforme previsto em lei, para que seu nome seja retirado do SPC. Leia também: Saiba como economizar na hora de abastecer nos postos da SerraO que o Censo Agropecuário revela sobre a atividade rural na SerraPorto Alegre, RSPioneiro.comDívidas ativas entre R$ 500 e R$ 1 mil devem ser quitadas até esta sexta-feiraPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-dividas-ativas-entre-r-500-e-r-1-mil-devem-ser-quitadas-ate-esta-sexta-feira-10532981Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24624076Legado de Raul Randon é compartilhado em evento em GramadoO filho, David, presidente do grupo, falou do perfil empreendedor do pai2018-08-09T14:39:47-03:002018-08-09T14:39:47-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSCássio BrezzolaLegado de Raul Randon é compartilhado em evento em GramadoPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24624076Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-legado-de-raul-randon-e-compartilhado-em-evento-em-gramado-10532800Legado de Raul Randon é compartilhado em evento em GramadoO filho, David, presidente do grupo, falou do perfil empreendedor do pai2018-08-09T14:39:47-03:002018-08-09T14:39:47-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brA abertura da Gramado Summit 2018 – evento que envolve 4 mil empreendedores credenciados, 130 startups, 65 palestrantes e 80 investidores – abriu na manhã desta quarta-feira com dois empresários de peso de Caxias. David Randon, diretor-presidente do grupo de implementos rodoviários, mostrou como o conglomerado, fundado em 1949, conseguiu se manter líder no mercado apostando na inovação e no perfil empreendedor da sua origem.Homenageou seu pai, Raul Anselmo Randon – um dos fundadores da Randon –, falecido em março deste ano, ao evidenciar seu legado. No telão, a frase tantas vezes proferida por Seu Raul:– O dia em que eu faltar, vai continuando. Porque não pode parar. Acho que a vida é assim, né?Também subiu ao palco o CEO da Lojas Renner, o caxiense José Galló, marcando a plateia pela simplicidade. Com o tema “O poder do encantamento”, o executivo passou a sua receita para o sucesso: – O segredo é colocar em prática as leis da simplicidade. Ser simples é ser mais feliz – destacou.Porto Alegre, RSPioneiro.comLegado de Raul Randon é compartilhado em evento em GramadoPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-legado-de-raul-randon-e-compartilhado-em-evento-em-gramado-10532800Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24622772Caxias premia melhores vinhos do município37 vinhos e oito sucos receberam o troféu ouro após avaliação de especialistas. Premiação foi ontem à noite nos Pavilhões2018-08-09T07:30:00-03:002018-08-09T07:30:00-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSPioneiro.comCaxias premia melhores vinhos do municípioPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24622772Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-caxias-premia-melhores-vinhos-do-municipio-10532185Caxias premia melhores vinhos do município37 vinhos e oito sucos receberam o troféu ouro após avaliação de especialistas. Premiação foi ontem à noite nos Pavilhões2018-08-09T07:30:00-03:002018-08-09T07:30:00-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brTrinta e sete tipos de vinhos e oito sucos conquistaram a medalha de ouro na 21ª edição do Concurso dos Melhores Vinhos e Sucos de Uva de Caxias do Sul. A premiação aconteceu na noite de ontem nos pavilhões da Festa da Uva. Foram analisadas 179 amostras de 34 vinícolas inscritas. Ao todo, 22 especialistas em vinhos e representantes de laboratórios participaram da análise. Entre eles, a presidente da Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV), Regina Vanderline, que classificou os vinhos como de alta qualidade.— O evento segue as regras de concursos da OIV e, por isso, nada deixa a desejar com relação a outros concursos do mundo — destacou.Os vinhos premiados receberam troféus e poderão ser comercializados com o selo “Vinho de Caxias do Sul”. O concurso é realizado pela Secretaria Municipal da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Smapa), em parceria com a Revinsul, com objetivo de promover a qualidade dos vinhos caxienses.OS PREMIADOS COM TROFÉU OUROVinho branco de mesa* Cantina Finn* Casa Onzi* Ernesto Zanrosso* Lovatel* Vinhos Don Guiusepp* Vinhos Don Severino* Vinícola Casa Motter* Vinícola Grutinha* Vinícola Lorandi* Vinícola TizattoVinho rosado de mesa* Casa Onzi* Ernesto ZanrossoVinho tinto de mesa* Ernesto Zanrosso* Lovatel * Sadi Sartori e Filhos* Vinhos Don Severino* Vinícola Casa Motter* Vinícola Don Affonso* Vinícola Pagliosa* Vinícola São LuizVinho branco vinífera* Casa Onzi* Empresa Brasileira de Vinificações (EBV)* Vinícola Don Affonso* Vinícola GrutinhaVinho tinto vinífera* Cantina Tonet* Ernesto Zanrosso* Vinhos Bampi* Vinhos Don Giusepp* Vinícola Casa Motter* Vinícola Don Affonso* Vinícola GrutinhaVinho tinto vinífera engarrafado* Casa Onzi* Vinhos Don Giusepp* Vinícola Arbugeri* Vinícola Casa Motter* Vinícola Don Affonso* Vinícola GrutinhaSuco de uva* Lovatel* Sadi Sartori & Filhos* Santini Ind. Vinícola* Vinhos Don Giácomo* Vinícola Don Affonso* Vinícola Grutinha* Vinícola Tizatto* Vinícola TonelaLeia também: Saiba como economizar na hora de abastecer nos postos da SerraFiscalização inviabiliza pequenos negócios no interior de Caxias "Entro em pânico sempre que as fiscais aparecem", diz dona de queijaria em CaxiasPorto Alegre, RSPioneiro.comCaxias premia melhores vinhos do municípioPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-caxias-premia-melhores-vinhos-do-municipio-10532185Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24622170Caixa-Forte: nem vinho, nem espumante: suco de uvaNa Cooperativa Nova Aliança, de Flores da Cunha, a bebida já responde por 50% do faturamento2018-08-09T07:20:31-03:002018-08-09T07:20:31-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSTatiana CavagnolliCaixa-Forte: nem vinho, nem espumante: suco de uvaPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24622170Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-caixa-forte-nem-vinho-nem-espumante-suco-de-uva-10531799Caixa-Forte: nem vinho, nem espumante: suco de uvaNa Cooperativa Nova Aliança, de Flores da Cunha, a bebida já responde por 50% do faturamento2018-08-09T07:20:31-03:002018-08-09T07:20:31-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPelos seus propagados benefícios à saúde e em função da Lei Seca, o suco de uva está atraindo as apostas das vinícolas serranas. Na Cooperativa Nova Aliança, de Flores da Cunha, a bebida já responde por 50% do faturamento, consolidando-se como o segundo player nacional em vendas do produto, garante a empresa.Leia maisCaxias premia melhores vinhos do municípioNa safra de 2018, a vinícola processou 40 milhões de quilos de uva, derivando em 20 milhões de litros de suco e outros 20 milhões em vinhos finos, de mesa, filtrados e espumantes.É a resposta a uma demanda no cálice: no primeiro semestre, o suco integral Aliança ampliou as vendas em 76% na comparação com o mesmo período do ano passado. Os principais mercados são as regiões Sul e Sudeste. A participação até outubro em três feiras do setor (em Porto Alegre, Bento Gonçalves e Belo Horizonte) busca bebericar novos destinos.Leia tambémRandon, de Caxias, cresce 46,6% no primeiro semestreFras-le adquire empresa catarinense por R$ 180 milhõesFras-le cresce impulsionada por aquisições externasSaiba como economizar na hora de abastecer nos postos da SerraPorto Alegre, RSPioneiro.comCaixa-Forte: nem vinho, nem espumante: suco de uvaPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-caixa-forte-nem-vinho-nem-espumante-suco-de-uva-10531799Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24622966Randon, de Caxias, cresce 46,6% no primeiro semestreDe janeiro a junho, a receita bruta total da companhia, com impostos e antes da consolidação, somou R$ 2,8 bilhões2018-08-08T21:08:11-03:002018-08-08T21:08:11-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSRoni RigonRandon, de Caxias, cresce 46,6% no primeiro semestrePioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24622966Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-randon-de-caxias-cresce-46-6-no-primeiro-semestre-10532268Randon, de Caxias, cresce 46,6% no primeiro semestreDe janeiro a junho, a receita bruta total da companhia, com impostos e antes da consolidação, somou R$ 2,8 bilhões2018-08-08T21:08:11-03:002018-08-08T21:08:11-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brA safra de divulgações do balanço do setor industrial no primeiro semestre continua. Nesta quarta-feira foi a vez da caxiense Randon informar os números, confirmando que o processo de retomada do mercado brasileiro de caminhões e semirreboques está mais intenso do que a economia no geral.De janeiro a junho, a receita bruta total da companhia, com impostos e antes da consolidação, somou R$ 2,8 bilhões, acelerada de 46,6% em relação ao mesmo período de 2017, quando a cifra foi de R$ 1,9 bilhão. Já a receita líquida consolidada do grupo alcançou R$ 1,9 bilhão no primeiro semestre, avanço de 48,1% em comparação aos primeiros seis meses do ano passado, quando chegou a R$ 1,3 bilhão.Por que o mercado, a despeito das incertezas políticas, está reagindo? – A necessidade de renovação da frota nacional e a vantagem competitiva de produtos mais atualizados, que trazem maior eficiência e produtividade à operação, têm sido fatores fundamentais na tomada de decisão dos transportadores – responde o diretor de Relações com Investidores, Geraldo Santa Catharina.No acumulado de 2018, o lucro líquido consolidado da Randon somou R$ 74,6 milhões, contra R$ 20,6 milhões no mesmo período de 2017.A carteira de produção dos principais fabricantes indica volumes positivos para os próximos meses. Apesar da greve dos caminhoneiros também ter afetado o segmento de autopeças, as operações já se ajustaram e o volume de pedidos mostra-se consistente.Avaliando os resultados da Randon e da Marcopolo, as duas maiores indústrias de Caxias, é possível afirmar que a retomada da produção tem sido gradual e até surpreendente. A torcer para que o 2º semestre mantenha esse ritmo.Porto Alegre, RSPioneiro.comRandon, de Caxias, cresce 46,6% no primeiro semestrePioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-randon-de-caxias-cresce-46-6-no-primeiro-semestre-10532268Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24622967Fras-le adquire empresa catarinense por R$ 180 milhõesA mudança de controle e de gestão da Jofund ainda depende de aval do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade)  2018-08-08T21:05:45-03:002018-08-08T21:05:45-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSRoni RigonFras-le adquire empresa catarinense por R$ 180 milhõesPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24622967Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-fras-le-adquire-empresa-catarinense-por-r-180-milhoes-10532261Fras-le adquire empresa catarinense por R$ 180 milhõesA mudança de controle e de gestão da Jofund ainda depende de aval do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade)  2018-08-08T21:05:45-03:002018-08-08T21:05:45-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brA Randon informou aos acionistas e ao mercado que, em reunião do Conselho de Administração, foi aprovada a aquisição pela Fras-le, empresa controlada pelo grupo, de 100% do capital social da Jofund SA, com sede em Joinville (SC), que atua no filão de autopeças com a marca Fremax. O valor da transação é de R$ 180 milhões. Com o negócio, a Fras-le busca ampliar o portfólio de produtos globais e consolidar a liderança de mercado no segmento de autopeças no Brasil. A mudança de controle e de gestão da Jofund ainda depende de aval do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Essa é mais uma cartada da Fras-le, que percorre um processo contínuo de aquisição de empresas no mundo. A Jofund conta com centros de distribuição na Argentina e na Europa. Emprega 580 funcionários e teve faturamento registrado em 2017 de R$ 188 milhões.Porto Alegre, RSPioneiro.comFras-le adquire empresa catarinense por R$ 180 milhõesPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-fras-le-adquire-empresa-catarinense-por-r-180-milhoes-10532261Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24622165Fras-le cresce impulsionada por aquisições externasEmpresa caxiense registra receita líquida de R$ 529,2 milhões, evolução de 34,8% comparada ao 1º semestre de 2017 2018-08-08T14:20:53-03:002018-08-08T14:20:53-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSJefferson BernardesFras-le cresce impulsionada por aquisições externasPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24622165Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-fras-le-cresce-impulsionada-por-aquisicoes-externas-10531794Fras-le cresce impulsionada por aquisições externasEmpresa caxiense registra receita líquida de R$ 529,2 milhões, evolução de 34,8% comparada ao 1º semestre de 2017 2018-08-08T14:20:53-03:002018-08-08T14:20:53-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brAquisição de empresas, investimento em automação e aumento da capacidade instalada garantiram à caxiense Fras-le – pertencente ao grupo Randon – o crescimento de 34,8% na receita líquida consolidada no primeiro semestre, que somou R$ 529,2 milhões. O avanço, em comparação ao mesmo período de 2017, evidencia que, após três anos de retração, a economia brasileira esboça reação e sinaliza um 2018 que pouco lembra os anos anteriores, já descontados os efeitos da paralisação dos caminhoneiros. Sérgio Carvalho, diretor-presidente da Fras-le, explica que o resultado não é aleatório, mas reflete estratégias e apostas em eficiência. Nos primeiros seis meses do ano, a fabricante de componentes para o setor automotivo investiu R$ 39,7 milhões em máquinas, equipamentos e ferramental, além de aportes em suas controladas, principalmente na ASK Fras-le, na Índia.O lucro bruto consolidado de R$ 137,7 milhões no semestre equivale a uma acelerada de 43,5% sobre os primeiros seis meses de 2017. A margem bruta ficou em 26%. No período, as exportações da Fras-le a partir do Brasil somaram US$ 38,5 milhões, avanço de 13,2% comparado ao período de janeiro a junho do ano passado. Essa performance será intensificada a partir da renovação do contrato de distribuição, por mais 10 anos, com a Meritor, seu maior cliente no Nafta, além da economia norte-americana aquecida e outros projetos em andamento no Exterior. A implementação do novo centro de distribuição na Colômbia já mostra frutos. A companhia vem aumentando ainda o número de contratos no Oriente Médio, sinalizando para um horizonte de crescimento vigoroso no médio e longo prazos.Parte da performance deve-se ainda às novas empresas adquiridas e/ou constituídas (leia-se Jurid do Brasil, em Sorocaba; ASK Fras-le, na Índia; Armetal e Farloc, na Argentina; e Fanacif, no Uruguai).Porto Alegre, RSPioneiro.comFras-le cresce impulsionada por aquisições externasPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-fras-le-cresce-impulsionada-por-aquisicoes-externas-10531794Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24620693Saiba como economizar na hora de abastecer nos postos da SerraPostos adotam formas de pagamento diferentes e economia pode chegar a R$ 0,50 no litro da gasolina2018-08-08T07:45:00-03:002018-08-08T07:45:00-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSLucas AmorelliSaiba como economizar na hora de abastecer nos postos da SerraPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24620693Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-saiba-como-economizar-na-hora-de-abastecer-nos-postos-da-serra-10530095Saiba como economizar na hora de abastecer nos postos da SerraPostos adotam formas de pagamento diferentes e economia pode chegar a R$ 0,50 no litro da gasolina2018-08-08T07:45:00-03:002018-08-08T07:45:00-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brO preço médio da gasolina comum baixou pelo menos R$ 0,04 nos postos de combustíveis na última semana (de 30/7 a 4/8) segundo pesquisa da Agência Nacional do Petróleo (ANP). Blitz feita pelo Pioneiro na tarde de ontem, constatou que nas bombas o valor caiu até R$ 0,20 na mesma semana. Neste período, a Petrobras anunciou queda no preço do litro nas refinarias, mas outro fator também contribuiu para o que valores fossem reduzidos: a queda no consumo. Leia mais: Confira como economizar até R$ 31 no tanque de gasolina na SerraO presidente do Sindipetro Serra, Eduardo Martins, não arrisca um percentual, mas garante que o volume vendido baixou, e muito, nos últimos anos. Além da mudança na política de preços, o recuo no desempenho da economia também influenciou. — As pessoas estão viajando e passeando menos. É notável que o número de carros circulando é menor — aponta Martins.EstratégiasPara manter as vendas, os postos têm adotado diferentes estratégias na forma de pagamento. Mas é preciso ficar atento e conferir o valor que está sendo registrado na bomba na hora de encher o tanque. Em alguns casos, a economia pode chegar a R$ 0,34 o litro da gasolina comum no mesmo posto. São os chamados acordos de fidelidade, quando o consumidor abastece com frequência na mesma empresa, e os pagamentos antecipados – o cliente paga e abastece três dias depois. Se comparado com o posto de combustível mais caro e o mais barato (antecipado) da pesquisa feita ontem, a diferença passa de R$ 0,50. Com isso, num tanque de 60 litros dá para poupar entre R$ 20 e R$ 30. Pagar no cartão de débito ou em dinheiro também é vantagem (conferir tabela). Quem opta pelo cartão de crédito, geralmente paga mais caro.Abastecer em alguns postos na rodovia RSC-453, em Farroupilha, também continua sendo vantajoso para quem passa por lá. A diferença pode chegar a R$ 0,42 no litro, se o pagamento for no dinheiro ou no débito. Foto:Porto Alegre, RSPioneiro.comSaiba como economizar na hora de abastecer nos postos da SerraPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-saiba-como-economizar-na-hora-de-abastecer-nos-postos-da-serra-10530095Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24620045Churrasco e futebol unidosEmpresa caxiense lança churrasqueira residencial tendo ídolos do futebol como padrinhos2018-08-08T07:03:00-03:002018-08-08T07:03:00-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSHiram VogesChurrasco e futebol unidosPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24620045Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-churrasco-e-futebol-unidos-10529834Churrasco e futebol unidosEmpresa caxiense lança churrasqueira residencial tendo ídolos do futebol como padrinhos2018-08-08T07:03:00-03:002018-08-08T07:03:00-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brFutebol combina com churrasco? A caxiense Scheer Churrasqueiras acredita que sim e deu um chute a gol no mercado com o lançamento de uma churrasqueira residencial portátil concebida para áreas externas (varanda gourmet, beira da piscina, casa de praia ou campo).A Porteña Scheer, como foi batizada, terá ídolos como padrinhos. Com mais de 40 anos de atuação no segmento, a Scheer selou parcerias com jogadores de futebol e criou a campanha “Craques do Churrasco” para divulgar a novidade, que utiliza o sistema de parrilla, consagrado por argentinos e uruguaios, na cocção das carnes.Léo Moura e Douglas, do Grêmio; Edílson Mendes, do Cruzeiro; e Bolívar, o “General”, ídolo da torcida colorada,assinam versões personalizadas da churrasqueira que foi patenteada.Porto Alegre, RSPioneiro.comChurrasco e futebol unidosPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-churrasco-e-futebol-unidos-10529834Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24620489Mais de 100 startups participam da Gramado Summit, que começa nesta quartaEm três dias de programação, evento espera receber mais de 4 mil empreendedores 2018-08-07T18:56:34-03:002018-08-07T18:56:34-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSMarcelo CasagrandeMais de 100 startups participam da Gramado Summit, que começa nesta quartaPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24620489Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-mais-de-100-startups-participam-da-gramado-summit-que-comeca-nesta-quarta-10530003Mais de 100 startups participam da Gramado Summit, que começa nesta quartaEm três dias de programação, evento espera receber mais de 4 mil empreendedores 2018-08-07T18:56:34-03:002018-08-07T18:56:34-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brGramado recebe a partir desta quarta-feira mais de 100 startups dos mais variados segmentos na edição 2018 da Gramado Summit. A programação terá uma grade intensa de palestras com grandes nomes da inovação e do empreendedorismo, investidores dispostos a investir em projetos que apontam para soluções inovadoras, startups em exposição, com os projetos sendo apresentados aos investidores interessados em aportar recursos e a Batalha de Startups. A Gramado Summit 2018 projeta receber, em três dias, de hoje até sexta-feira, mais de 4 mil empreendedores focados na inovação. Em debate, o futuro e a criação de soluções capazes de mudar o mundo em que vivemos. Serão 34 horas de programação durante os três dias. Realizada na ExpoGramado, terá dois palcos de conteúdo, pelos quais se revezarão para palestrar nomes consagrados do mercado (veja quadro). O CEO do evento, Marcus Vinícius Rossi, destaca a importância da segunda edição:- Quando realizamos a primeira, em 2017, buscávamos colocar frente a frente os pequenos empreendedores com grandes investidores. Além disso, oferecer uma grade de conteúdo única e com gigantes do empreendedorismo é um dos nossos grandes diferenciais. A Gramado Summit toma uma proporção tão grande nesta segunda edição.A Universidade de Caxias do Sul (UCS) participa da programação com o painel Universidades e Startups, às 15h45 desta quarta, que será apresentado pelo coordenador-executivo do Parque de Ciência, Tecnologia e Inovação (TecnoUCS), Enor Tonolli Jr., e pela coordenadora do Programa de Empreendedorismo, Elóide Pavoni.A UCS contará com estande próprio, com apresentações de cases de startups surgidas no StartUCS. Ao todo, 12 empreendimentos surgidos no programa de negócios inovadores da universidade serão expostos na Gramado Summit.O credenciamento para o evento ainda é possível. As vendas estão no último lote. Ele pode ser feito no site www.gramadosummit.comAs palestrasJosé Galló, presidente das Lojas Renner.David Randon, presidente do Grupo Randon.Tania Gomes Luz, CEO da 33e34 Shoes.Emília Chagas, CEO da Content Tools.Max Oliveira, CEO e cofundador da MaxMilhas.Rodrigo Cartacho, cofundador e CEO da Sympla.Vitor Torres, fundador e CEO da Contabilizei.Théo Orosco, cofundador e CEO da Exact Sales.Tito Gusmão, da Founder Warren.Pedro Conrade, CEO da Neon Pagamentos.Jaime Müller, chefe de operações SAP.ServiçoO quê: Gramado Summit. Participação de mais de 100 startups de variados segmentos. Nomes importantes das novas tecnologias, inovação e empreendedorismo, mais centenas de investidores. A programação terá grade de palestras, startups em exposição e apresentação de projetos para investidores interessados, mais Batalha de Startups.Onde: ExpoGramado (Avenida Borges de Medeiros, 4.111, Gramado). Dia 8, palestras a partir das 9h. Dia 9, a partir das 9h30min. Dia 10, a partir das 10h.Porto Alegre, RSPioneiro.comMais de 100 startups participam da Gramado Summit, que começa nesta quartaPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-mais-de-100-startups-participam-da-gramado-summit-que-comeca-nesta-quarta-10530003Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24620046Gramado receberá primeira filial no RS de marca norte-americanaAlém de Gramado e Curitiba, onde a grife está presente, a previsão da Columbia é abrir mais duas lojas no país: em Porto Alegre e em São Paulo2018-08-07T14:53:22-03:002018-08-07T14:53:22-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSClayton Allan RojaiGramado receberá primeira filial no RS de marca norte-americanaPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24620046Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-gramado-recebera-primeira-filial-no-rs-de-marca-norte-americana-10529832Gramado receberá primeira filial no RS de marca norte-americanaAlém de Gramado e Curitiba, onde a grife está presente, a previsão da Columbia é abrir mais duas lojas no país: em Porto Alegre e em São Paulo2018-08-07T14:53:22-03:002018-08-07T14:53:22-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brGramado tem atraído investimentos de fôlego por representar uma vitrine comercial na condição de um dos mais disputados destinos turísticos do Brasil. Nesse sentido, a cidade também está na rota de investimentos da Columbia Sportswear Co., marca norte-americana líder do segmento de esporte de aventura na natureza.A grife imprime seu estilo na Região das Hortênsias na próxima sexta-feira, quando inaugura para convidados a primeira loja da marca no Rio Grande do Sul, em endereço estratégico: junto ao parque de neve Snowland. Entre os destaques está uma moderna tecnologia em jaquetas de isolamento térmico para condições extremas de frio. Além de Gramado e Curitiba (Paraná), onde a grife está presente, a previsão da Columbia é abrir mais duas lojas no país: em Porto Alegre e em São Paulo.Porto Alegre, RSPioneiro.comGramado receberá primeira filial no RS de marca norte-americanaPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-gramado-recebera-primeira-filial-no-rs-de-marca-norte-americana-10529832Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:17292139Prefeitura de Caxias prevê renovar ocupação de oito módulos da Incubadora Empresarial Já estão disponíveis quatro espaços e há previsão de que outros quatro possam vagar ao longo do próximo ano2018-08-07T13:12:39-03:002018-08-07T13:12:39-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSÍcaro de Campos/DivulgaçãoPrefeitura de Caxias prevê renovar ocupação de oito módulos da Incubadora Empresarial Pioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:17292139Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-prefeitura-de-caxias-preve-renovar-ocupacao-de-oito-modulos-da-incubadora-empresarial-10529790Prefeitura de Caxias prevê renovar ocupação de oito módulos da Incubadora Empresarial Já estão disponíveis quatro espaços e há previsão de que outros quatro possam vagar ao longo do próximo ano2018-08-07T13:12:39-03:002018-08-07T13:12:39-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brA prefeitura de Caxias do Sul está com edital aberto para novas empresas que desejam ocupar a área da Incubadora Empresarial, que fica às margens da Perimetral Oeste, no bairro Cinquentenário. Ao todo, são oito módulos de 50 metros quadrados cada. São quatro os espaços disponíveis atualmente. A previsão, segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Emprego, Emilio Andreazza, é de fazer a renovação total dos empreendimentos instalados na área.— Até meados do ano que vem, vencem os prazos de desocupação das outras quatro empresas — adianta. Por isso, o edital também terá lista de espera para que os selecionados sejam chamados conforme a disponibilização. A previsão da secretaria é de que até 9 de setembro já estejam disponíveis os resultados das quatro primeiras selecionadas. Por meio de um decreto, a prefeitura alterou o processo. A principal modificação foi a inclusão dos Arranjos Produtivos Locais (APLs) da Moda, Tecnologia da Informação e Metalmecânico e Automotivo no Conselho de Administração da Incubadora junto com outras entidades que já participavam, como CIC, UCS, Microempa e Sebrae. Segundo Andreazza, a mudança não significa que apenas empresas desses setores serão incubadas, mas que terão prioridade.A lei municipal já exigia que a Incubadora fosse destinada às micro e pequenas empresas industriais novas, com até dois anos de registro na Junta Comercial, que estejam em fase de consolidação.Além dos oito módulos, a prefeitura avalia a expansão da incubadora, porque ao lado do atual complexo há um terreno do município. Conforme o secretário do Desenvolvimento Econômico, está sendo incluído no estudo sobre o tema a possibilidade de trabalhar com um modelo de incentivo a start ups e empresas inovadoras por meio de parcerias público-privadas.Leia tambémEnvolvido na morte de filho de pastor vai a julgamento em CaxiasParque ecológico que era usado para ritos religiosos vira depósito de lixo em Caxias do SulGoverno de Michel Temer cai no colo de SartoriPorto Alegre, RSPioneiro.comPrefeitura de Caxias prevê renovar ocupação de oito módulos da Incubadora Empresarial Pioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-prefeitura-de-caxias-preve-renovar-ocupacao-de-oito-modulos-da-incubadora-empresarial-10529790Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24618890Marcopolo, de Caxias, projeta 2º semestre "com carteira de pedidos consistente"Fabricante divulgou no final da tarde desta segunda-feira seus indicadores que mostram crescimento nos primeiros seis meses de 20182018-08-06T19:02:32-03:002018-08-06T19:02:32-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSRoni RigonMarcopolo, de Caxias, projeta 2º semestre "com carteira de pedidos consistente"Pioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24618890Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-marcopolo-de-caxias-projeta-2-semestre-com-carteira-de-pedidos-consistente-10529249Marcopolo, de Caxias, projeta 2º semestre "com carteira de pedidos consistente"Fabricante divulgou no final da tarde desta segunda-feira seus indicadores que mostram crescimento nos primeiros seis meses de 20182018-08-06T19:02:32-03:002018-08-06T19:02:32-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brA coluna já havia antecipado na edição impressa do final de semana que a Marcopolo havia crescido 83,5% no primeiro semestre, percentual que equivale ao número de carrocerias produzidas pela empresa no Brasil (tanto para o mercado interno quanto para exportação) em comparação aos seis primeiros meses de 2017, conforme dados da Associação Nacional dos Fabricantes de Ônibus (Fabus).No final da tarde desta segunda-feira, a própria companhia caxiense divulgou ao mercado seu balanço completo, confirmando o momento de euforia vivido após as perdas amargadas pela crise econômica. Nesse caso, os indicadores englobam os números das três marcas (Marcopolo, Neobus e Volare) e apontam receita líquida consolidada de R$ 1,856 bilhão nos primeiros seis meses de 2018, acelerada de 43,3% em relação ao mesmo período de 2017 (R$ 1,296 bilhão). O lucro líquido de R$ 54,3 milhões representa avanço de 86% sobre o primeiro semestre de 2017 (R$ 29,2 milhões).O que sinalizam os números? Que houve melhora contínua na demanda por ônibus, tanto no mercado brasileiro quanto nas exportações, que aumentaram 55,5% e 67,5%, respectivamente. O aquecimento impactou todos segmentos: urbanos, rodoviários e escolares voltados ao programa federal Caminho da Escola, esse último nicho com tendência a ganhar ainda mais impulso no segundo semestre.A despeito das incertezas com a economia e o pano de fundo eleitoral, os próximos meses se apresentam promissores à maior fabricante de ônibus da América Latina, com uma "carteira consistente de pedidos".– Esperamos que a retomada de volumes se sustente nos próximos meses, sobretudo no mercado externo que, com a desvalorização do real, pode impactar positivamente a receita líquida e os resultados operacionais – confirma o CEO Francisco Gomes Neto.Curiosidade: a Neobus, incorporada pela Marcopolo em 2016, registrou lucro líquido de R$ 6,3 milhões no segundo trimestre de 2018, revertendo prejuízo de R$ 8,9 milhões do mesmo período de 2017. Essa planta fabril de Ana Rech ganhou eficiência ao abrigar a produção de modelos Volare, transferida da fábrica instalada no bairro Planalto.Porto Alegre, RSPioneiro.comMarcopolo, de Caxias, projeta 2º semestre "com carteira de pedidos consistente"Pioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-marcopolo-de-caxias-projeta-2-semestre-com-carteira-de-pedidos-consistente-10529249Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24618900As demandas da Serra para o futuro governador do RSReivindicações vão integrar o Caderno de Propostas, que será entregue aos dois candidatos do segundo turno, no dia 16 de outubro2018-08-06T19:01:20-03:002018-08-06T19:01:20-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSAcervo Polo RSAs demandas da Serra para o futuro governador do RSPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24618900Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-as-demandas-da-serra-para-o-futuro-governador-do-rs-10529244As demandas da Serra para o futuro governador do RSReivindicações vão integrar o Caderno de Propostas, que será entregue aos dois candidatos do segundo turno, no dia 16 de outubro2018-08-06T19:01:20-03:002018-08-06T19:01:20-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brMelhorias na infraestrutura, na saúde e na segurança foram os itens destacados no encontro da Agenda 2020, que aconteceu na manhã desta segunda-feira na Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC) de Caxias do Sul, que reuniu representantes dos setores público e privado da região. A duplicação das rodovias RSC-122 e RSC-453 foram elencadas como prioridades para o desenvolvimento da Serra e fundamentais para melhorar a situação do Rio Grande do Sul.A Agenda 2020 é um movimento que reúne diversos segmentos da sociedade com o propósito de criar uma agenda estratégica a fim de traçar os rumos de desenvolvimento do Estado. As demandas de Caxias e demais municípios da região vão integrar o Caderno de Propostas, que será entregue aos finalistas do governo gaúcho no dia 16 de outubro. O próximo passo é compilar as ideias e formatar o documento. A ideia é que elas façam parte do plano de governo do futuro governador e que sejam implementadas ao longo dos anos a fim de melhorar a realidade do Estado.— Queremos firmar um compromisso com o futuro gestor — destaca diretor executivo do Polo RS e agenda 2020, Valdir Bianchessi Júnior.As reivindicações foram elencadas a partir de informações socioeconômicas. Dados do Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal, que engloba variáveis como educação, saúde e renda, por exemplo, mostrou que Caxias do Sul tem uma boa saúde financeira, na comparação com os demais municípios do RS.Outro dado é do Instituto Estadual de Desenvolvimento da Educação Profissional (Idep), que mostra que Caxias do Sul e região estão acima da média no Estado, com destaque na educação básica (séries iniciais). O ponto negativo destacado no encontro foi na área da segurança, principalmente quando o assunto é o tráfico de drogas na cidade.QUATRO PRIORIDADES1. Duplicação da rodovia RSC-1222. Duplicação da RSC-453.3. Investimentos e destinação de verbas ao Hospital Geral.4. Investimentos em educação técnica (cursos técnicos, que preparem jovens para o mercado de trabalho) Leia também: Em palestra na CIC de Caxias do Sul, vice de Bolsonaro apresenta propostas(séries iniciais). O ponto negativo destacado no encontro foi na área da segurança, principalmente quando o assunto é o tráfico de drogas na cidade.QUATRO PRIORIDADES1. Duplicação da rodovia RSC-1222. Duplicação da RSC-453.3. Investimentos e destinação de verbas ao Hospital Geral.4. Investimentos em educação técnica (cursos técnicos, que preparem jovens para o mercado de trabalho) Leia também: Em palestra na CIC de Caxias do Sul, vice de Bolsonaro apresenta propostasPorto Alegre, RSPioneiro.comAs demandas da Serra para o futuro governador do RSPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-as-demandas-da-serra-para-o-futuro-governador-do-rs-10529244Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24615242Hamburgueria de Caxias reabre repaginada e com novo nomeFontana Prime Burger passa a chamar-se Fontaine Burger N Bar2018-08-06T15:00:00-03:002018-08-06T15:00:00-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSCRISTINA MIORANZAHamburgueria de Caxias reabre repaginada e com novo nomePioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24615242Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-hamburgueria-de-caxias-reabre-repaginada-e-com-novo-nome-10527592Hamburgueria de Caxias reabre repaginada e com novo nomeFontana Prime Burger passa a chamar-se Fontaine Burger N Bar2018-08-06T15:00:00-03:002018-08-06T15:00:00-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brHá quase três anos, o paranaense Arthur Calderaro buscava uma cidade para inaugurar uma hamburgueria gourmet. Percebeu o potencial de Caxias do Sul, investiu na Fontana Prime Burger e viu o faturamento crescer 78% nos últimos dois anos. Com esses indicadores positivos, o empresário entra na segunda fase do empreendimento, instalado na Rua Marquês do Herval, 581, que reabre nesta terça-feira à noite repaginado, com cardápio ampliado (agora são 28 opções de hambúrgueres) e novo nome: Fontaine Burger N Bar. Fechada para reformas desde 22 de julho, a casa recebeu R$ 250 mil em investimento e volta a aquecer as grelhas com 23 funcionários. No cardápio, uma atenção especial à carta de vinhos e de drinks, essa última com 35 opções, um pedido dos clientes.– A intenção é que eles possam ficar mais tempo conversando e curtindo um vinho e um drink. Também não queriam um ambiente tão claro – explicou Calderaro à colunista. A estrutura repaginada é assinada pela arquiteta Cristina Mioranza, que valorizou cores, iluminação e mobiliário. Calderaro explica que a troca de nome, para Fontaine (em francês, “fonte”), deve-se ao fato de que a marca Fontana já é utilizada por outro restaurante no Paraná, impedindo o seu registro.Porto Alegre, RSPioneiro.comHamburgueria de Caxias reabre repaginada e com novo nomePioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-hamburgueria-de-caxias-reabre-repaginada-e-com-novo-nome-10527592Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24614402O que o Censo Agropecuário revela sobre a atividade rural na SerraEstudo do IBGE aponta uma série de mudanças na região nos últimos 11 anos2018-08-06T09:42:18-03:002018-08-06T09:42:18-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSFelipe NylandO que o Censo Agropecuário revela sobre a atividade rural na SerraPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24614402Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-o-que-o-censo-agropecuario-revela-sobre-a-atividade-rural-na-serra-10528895O que o Censo Agropecuário revela sobre a atividade rural na SerraEstudo do IBGE aponta uma série de mudanças na região nos últimos 11 anos2018-08-06T09:42:18-03:002018-08-06T09:42:18-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPoucos jovens à frente das propriedades rurais, diminuição no número de estabelecimentos agropecuários, expansão do uso de agrotóxicos e aumento na produtividade. Essas são algumas das situações vivenciadas no campo ao longo da última década e que foram evidenciadas a partir da publicação dos dados preliminares do Censo Agropecuário 2017, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A edição anterior do levantamento tinha sido realizada em 2006. Confira qual o panorama na agropecuária na Serra em sete aspectos, segundo os dados do Censo realizado pelo IBGE.Porto Alegre, RSPioneiro.comO que o Censo Agropecuário revela sobre a atividade rural na SerraPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-o-que-o-censo-agropecuario-revela-sobre-a-atividade-rural-na-serra-10528895Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24615244Marcopolo, de Caxias, cresce 83,5% no primeiro semestre Fabricante de ônibus comemora 69 anos de fundação nesta segunda-feira, virando a página da crise econômica2018-08-06T07:15:20-03:002018-08-06T07:15:20-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSGelson da CostaMarcopolo, de Caxias, cresce 83,5% no primeiro semestre Pioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24615244Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-marcopolo-de-caxias-cresce-83-5-no-primeiro-semestre-10527559Marcopolo, de Caxias, cresce 83,5% no primeiro semestre Fabricante de ônibus comemora 69 anos de fundação nesta segunda-feira, virando a página da crise econômica2018-08-06T07:15:20-03:002018-08-06T07:15:20-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brA Marcopolo, uma das duas maiores empresas de Caxias, ao lado da Randon, tem motivos triplos para comemorar.1º) A fabricante de ônibus fechou o primeiro semestre com crescimento de inacreditáveis 83,5% no número de carrocerias produzidas no Brasil em relação ao mesmo período de 2017, segundo dados da Associação Nacional dos Fabricantes de Ônibus (Fabus).2º) Festeja o aniversário de 69 anos de estrada nesta segunda-feira, 6 de agosto, com a sensação de página virada, após a severa crise econômica que acanhou o mercado automotivo pesado e o baque provocado pelo incêndio na fábrica de plásticos, no complexo fabril do bairro Ana Rech, em setembro de 2017.3º) A empresa participou na última semana, de 31 de julho a 2 de agosto, da Lat.Bus & Transpúblico 2018, principal palco da indústria latino-americana de transporte de passageiros, em São Paulo, na qual colheu percepções otimistas. Principal expositora da feira, apresentou 12 lançamentos, número recorde, pela primeira vez com a união de suas três marcas: Marcopolo, Neobus e Volare. – Recebemos clientes e parceiros de todo o país e do continente latino-americano e conseguimos destacar ainda mais a nossa liderança de mercado e a força de cada uma das três marcas – empolga-se Francisco Gomes Neto, diretor-geral da Marcopolo S.A. A força da Marcopolo em se reestruturar permite acreditar que num futuro não tão distante o mercado brasileiro de ônibus possa retomar os volumes recordes de produção registrados entre 2011 e 2013. Até então, voltar a esse patamar parecia sonho. Mas a esperança, agora, é de que isso possa ocorrer, apesar das interrogações no ar sobre o real impacto das eleições no cenário econômico do segundo semestre. Os números empolgam: nos primeiros seis meses, a Marcopolo viu os negócios duplicarem no mercado nacional, pulando de 1.333 carrocerias no primeiro semestre de 2017 para 2.797 de janeiro a junho deste ano. As exportações subiram mais de 50% no período, com o embarque de 1.604 unidades nos primeiros seis meses de 2018.Porto Alegre, RSPioneiro.comMarcopolo, de Caxias, cresce 83,5% no primeiro semestre Pioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-marcopolo-de-caxias-cresce-83-5-no-primeiro-semestre-10527559Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24614274Geração Y na mira do setor vinícolaCom o objetivo de ampliar o consumo per capita, hoje de dois litros por ano, será lançada em breve uma campanha publicitária, intitulada "Seu Vinho, Suas Regras"2018-08-05T08:00:00-03:002018-08-05T08:00:00-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSVer DescriçãoGeração Y na mira do setor vinícolaPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24614274Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-geracao-y-na-mira-do-setor-vinicola-10527091Geração Y na mira do setor vinícolaCom o objetivo de ampliar o consumo per capita, hoje de dois litros por ano, será lançada em breve uma campanha publicitária, intitulada "Seu Vinho, Suas Regras"2018-08-05T08:00:00-03:002018-08-05T08:00:00-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brO setor vinícola sabe que para vender mais e popularizar o consumo de sucos, vinhos e espumantes é preciso conhecer o comportamento do cliente. Municiado de dois anos de estudo, o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) lançará neste segundo semestre ações e campanhas que englobam os Millennials, conhecidos também como Geração Y, nascidos nas décadas de 1980 e 1990. A meta é aproximar-se desse público e atrair novos consumidores com uma mensagem mais leve, descontraída e menos burocrática da bebida, em um país em que a cultura do vinho não é predominante. Com o objetivo de ampliar o consumo per capita, hoje de dois litros por ano, será lançada em breve uma campanha publicitária, intitulada “Seu Vinho, Suas Regras”.Para dimensionar o potencial: a Geração Millennial é responsável por 52% do poder de compra no mercado interno brasileiro.Porto Alegre, RSPioneiro.comGeração Y na mira do setor vinícolaPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-geracao-y-na-mira-do-setor-vinicola-10527091Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24615243Marcada primeira audiência na Justiça da convenção coletiva dos metalúrgicos de CaxiasAs discussões a partir de agora serão amparadas pelo Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região em Porto Alegre2018-08-04T14:30:00-03:002018-08-04T14:30:00-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSRoni RigonMarcada primeira audiência na Justiça da convenção coletiva dos metalúrgicos de CaxiasPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24615243Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-marcada-primeira-audiencia-na-justica-da-convencao-coletiva-dos-metalurgicos-de-caxias-10527600Marcada primeira audiência na Justiça da convenção coletiva dos metalúrgicos de CaxiasAs discussões a partir de agora serão amparadas pelo Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região em Porto Alegre2018-08-04T14:30:00-03:002018-08-04T14:30:00-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brA primeira audiência com mediação da Justiça para negociar a convenção coletiva dos metalúrgicos de Caxias e região ficou marcada para o dia 13 de agosto, às 9h. Por falta de consenso entre o Sindicato dos Metalúrgicos e o Simecs (patronal), após sete rodadas de negociações, as discussões a partir de agora serão amparadas pelo Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região em Porto Alegre. Não é a primeira vez. Em anos em que o impasse permanece, esse é o encaminhamento. Neste ano, não é o percentual de reajuste (2,8%) nem as cláusulas sociais que estão em jogo, mas o turno 6x2, imposto pelo patronal para conceder os demais benefícios. Os trabalhadores rejeitaram a possibilidade de trabalhar seis dias e folgar dois, pelo receio de comprometer os finais de semana.Porto Alegre, RSPioneiro.comMarcada primeira audiência na Justiça da convenção coletiva dos metalúrgicos de CaxiasPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-marcada-primeira-audiencia-na-justica-da-convencao-coletiva-dos-metalurgicos-de-caxias-10527600Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:20736599Maioria dos caxienses pretende pagar em dinheiro as compras do Dia dos PaisConforme CDL, situação reflete a inadimplência e falta de acesso ao crédito2018-08-03T16:00:46-03:002018-08-03T16:00:46-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSRoni RigonMaioria dos caxienses pretende pagar em dinheiro as compras do Dia dos PaisPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:20736599Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-maioria-dos-caxienses-pretende-pagar-em-dinheiro-as-compras-do-dia-dos-pais-10527102Maioria dos caxienses pretende pagar em dinheiro as compras do Dia dos PaisConforme CDL, situação reflete a inadimplência e falta de acesso ao crédito2018-08-03T16:00:46-03:002018-08-03T16:00:46-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brA primeira pesquisa local de intenção de compra no comércio no Dia dos Pais foi apresentada nesta sexta-feira (3) pela Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Caxias do Sul. Os dados mostram que 70,42% dos entrevistados pretendem pagar em dinheiro. Para a entidade, essa expectativa de muitas compras à vista tem relação com a inadimplência na cidade e a consequente falta de acesso ao crédito. Cerca de 79 mil pessoas estão inadimplentes com o comércio em Caxias.O presidente da CDL, Ivonei Pioner, observa que o grande número de pagamentos em dinheiro também pode levar a uma mudança cultural dos lojistas diante dos fornecedores.— Nós viemos ao longo do tempo vivendo um crescimento através do crédito. E as pessoas estão voltando a fazer compras a partir do poder de compra. Isso vai impactar na gestão das empresas, porque é uma oportunidade de elas alterarem a forma com que compram de seus fornecedores. Porque, se o dinheiro entra assim no caixa, deve ser utilizado assim para fazer o pagamento, para que a empresa tenha saúde — recomenda.A pesquisa foi realizada por uma empresa de Caxias do Sul. Até o ano passado, a CDL se baseava em dados de pesquisas em nível estadual realizadas pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul (FCDL-RS) e pela Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado do Rio Grande do Sul (Fecomércio-RS).Os dados levantados mostram que o gasto médio dos consumidores será de R$ 159,27. Como até o ano passado não havia pesquisa local, não há como fazer uma comparação. Mas a pesquisa também aponta que 80% dos 424 entrevistados entre 18 e 24 de julho pretende gastar o mesmo ou mais do que em 2017. No Estado, o ticket médio previsto é de cerca de R$ 150.Metade dos entrevistados pretende comprar itens de vestuário e moda (52,08%) - o que, conforme Pioner, tem relação com a sequência de dias de frio neste inverno - seguidos de perfumes e cosméticos (15,02%), calçados (13,1%), artigos de uso pessoal como ferramentas e utensílios para churrasco (5,11%), por exemplo, jóias, óculos e relógios (4,47%) e outros (10,22%). Perguntados se dariam vale-presente, 83,46% dos entrevistados disseram que sim.Com base nos levantamentos da pesquisa, Pioner estima que haverá aumento de 5% nas vendas em relação ao dia dos pais do ano passado. O desempenho oficial deverá ser divulgado 10 dias depois da data, que cai no dia 12.Outro apontamento é que 40% das pessoas ainda não decidiram o que vão comprar, e 89% responderam que ainda não foram impactados por nenhuma campanha publicitária. Por isso, a CDL reforça que é importante investir em marketing com embasamento.A pesquisa ainda apontou que 46,48% consideram a qualidade do atendimento como o fator mais importante para decidir onde vão comprar, seguido do preço e descontos (25,49%). Mais da metade dos entrevistados disse que faria as compras no sábado (51,32%), e 17% deverão deixar para comprar na véspera.Leia também: Por que a convenção coletiva dos metalúrgicos vai à Justiça Madero abre ao público nesta sexta-feira em Caxias do SulPorto Alegre, RSPioneiro.comMaioria dos caxienses pretende pagar em dinheiro as compras do Dia dos PaisPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-maioria-dos-caxienses-pretende-pagar-em-dinheiro-as-compras-do-dia-dos-pais-10527102Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24614273Por que a convenção coletiva dos metalúrgicos vai à JustiçaAinda não está definido o próximo encontro entre representantes de patrões e empregados de Caxias com a mediação do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região em Porto Alegre2018-08-03T15:00:00-03:002018-08-03T15:00:00-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSRoni RigonPor que a convenção coletiva dos metalúrgicos vai à JustiçaPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24614273Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-por-que-a-convencao-coletiva-dos-metalurgicos-vai-a-justica-10527084Por que a convenção coletiva dos metalúrgicos vai à JustiçaAinda não está definido o próximo encontro entre representantes de patrões e empregados de Caxias com a mediação do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região em Porto Alegre2018-08-03T15:00:00-03:002018-08-03T15:00:00-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brRepetindo um expediente já adotado em outros anos nos quais o impasse não se dissolve ao natural – entre patrões e empregados –, mais uma vez a convenção coletiva dos metalúrgicos de Caxias passa a ser mediada pelo Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região em Porto Alegre.Depois de sete rodadas de negociações, representantes do Sindicato dos Metalúrgicos comunicaram nesta semana a lideranças do Simecs (empresários) o resultado da assembleia geral dos trabalhadores, ocorrida no sábado. O resultado foi “não”. O impasse não está no índice – de 2,8% – nem nas cláusulas sociais, como auxílio-creche e quinquênio – renovadas por dois anos –, mas no condicionamento pela classe empresarial do turno 6x2, em que o funcionário trabalha seis dias por semana e folga os dois seguintes. Funcionaria assim: um metalúrgico poderia trabalhar, por exemplo, de segunda a sábado e folgar no domingo e segunda. Ou de terça a domingo, folgando na segunda e terça-feira. Mesmo com a possibilidade de acréscimo no salário pelo adicional aos finais de semana e abrindo espaço para a geração de mais vagas, a maioria dos trabalhadores foi contra a proposta. O principal receio é de que os funcionários precisariam trabalhar na maioria de sábados e domingos, e casais metalúrgicos poderiam não ter onde deixar os filhos, que ao longo da semana permanecem em escolinhas.Ainda não está definido o próximo encontro entre representantes de patrões e empregados com a mediação da Justiça.Porto Alegre, RSPioneiro.comPor que a convenção coletiva dos metalúrgicos vai à JustiçaPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-por-que-a-convencao-coletiva-dos-metalurgicos-vai-a-justica-10527084Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24614275Madero abre ao público nesta sexta-feira em Caxias do SulNa quinta-feira, o dia foi de dar as boas-vindas: primeiro com um almoço beneficente a 40 jovens atendidos pela Associação Criança Feliz e, depois, com um jantar a convidados2018-08-03T14:40:30-03:002018-08-03T14:40:30-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSFelipe NylandMadero abre ao público nesta sexta-feira em Caxias do SulPioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24614275Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-madero-abre-ao-publico-nesta-sexta-feira-em-caxias-do-sul-10527090Madero abre ao público nesta sexta-feira em Caxias do SulNa quinta-feira, o dia foi de dar as boas-vindas: primeiro com um almoço beneficente a 40 jovens atendidos pela Associação Criança Feliz e, depois, com um jantar a convidados2018-08-03T14:40:30-03:002018-08-03T14:40:30-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brAo público, o Madero abre as portas de sua franquia em Caxias nesta sexta-feira, às 18h, no Shopping Iguatemi. Mas na quinta-feira o dia foi de dar as boas-vindas: primeiro com um almoço beneficente a 40 jovens atendidos pela Associação Criança Feliz. Já à noite, com um jantar para convidados. O 12º restaurante da rede no Rio Grande do Sul tem capacidade para acomodar 82 pessoas.O modelo de contêiner, como em Caxias, já está presente em cidades como Porto Alegre, Canoas, Novo Hamburgo, Igrejinha, Bento Gonçalves e Passo Fundo. Na rota de expansão da marca, conhecida por oferecer o melhor hambúrguer do mundo, a próxima cidade prevista no RS deve ser Pelotas.A partir de sábado, o Madero do Iguatemi Caxias atenderá diariamente das 11h30min às 23h.Porto Alegre, RSPioneiro.comMadero abre ao público nesta sexta-feira em Caxias do SulPioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-madero-abre-ao-publico-nesta-sexta-feira-em-caxias-do-sul-10527090Change0Usableurn:publicid:clicrbs.com.br:24612840Padaria caxiense transfere loja e planeja expansão no Estado Em obras e com previsão de abrir em duas semanas, o novo ponto aproveitará o movimento no entorno da prefeitura, agregando mesas para saborear cafés e sanduíches no local2018-08-03T09:04:06-03:002018-08-03T09:04:06-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brPorto Alegre, RSJonas RamosPadaria caxiense transfere loja e planeja expansão no Estado Pioneiro.comurn:publicid:clicrbs.com.br:24612840Change0Usableurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-padaria-caxiense-transfere-loja-e-planeja-expansao-no-estado-10526480Padaria caxiense transfere loja e planeja expansão no Estado Em obras e com previsão de abrir em duas semanas, o novo ponto aproveitará o movimento no entorno da prefeitura, agregando mesas para saborear cafés e sanduíches no local2018-08-03T09:04:06-03:002018-08-03T09:04:06-03:00© 2011-2018 clicrbs.com.brConhecida pelos pães de fermentação natural, a caxiense Pane & Salute coloca mais nutrientes no negócio. A primeira loja da marca, na Rua Garibaldi, será transferida para novo endereço, na esquina das ruas Dom José Barea e Alfredo Chaves. Em obras e com previsão de abrir em duas semanas, o novo ponto aproveitará o movimento no entorno da prefeitura, agregando mesas para saborear cafés e sanduíches no local. A produção dos pães já não era mais feita na loja da Garibaldi, que será fechada, desde quando a Pane & Salute abriu outra filial, na Avenida Júlio de Castilhos, entre a Andrade Neves e a Vereador Mario Pezzi, em novembro de 2017. Essa segunda loja oferece também almoços.Érico Cogo Leocádio, sócio-proprietário da Pane & Salute, admite que há planos de expansão em cidades próximas, como Bento Gonçalves, Garibaldi e Carlos Barbosa. A fase é de análise de mercados e conversa com possíveis franqueados. O sócio carioca não descarta a presença futura em Porto Alegre.Porto Alegre, RSPioneiro.comPadaria caxiense transfere loja e planeja expansão no Estado Pioneiro.comurn:publicid:pioneiro-clicrbs-com-br-rs-economia-padaria-caxiense-transfere-loja-e-planeja-expansao-no-estado-10526480Change0Usable