As exigências da Havan para Caxias ter a primeira megaloja do RS - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Economia22/02/2018 | 19h37Atualizada em 23/02/2018 | 08h05

As exigências da Havan para Caxias ter a primeira megaloja do RS

Desburocratização e liberdade para trabalhar aos domingos e feriados está entre os pedidos da empresa

As exigências da Havan para Caxias ter a primeira megaloja do RS Reprodução / Reprodução/Reprodução
Foto: Reprodução / Reprodução / Reprodução

Para que Caxias do Sul seja a primeira cidade do Estado a receber a megaloja da Havan, será necessário atender a dois requisitos: agilidade na liberação das licenças ambientais para começar a obra e flexibilizar a jornada trabalhista em todos os domingos e feriados. Confira o que dizem os órgãos responsáveis.

Leia mais
Atacarejo vai movimentar o mercado da alimentação da Serra
Presidente da Havan almoçou com empresários e secretários após anúncio da chegada da loja em Caxias 

Sobre licenças e regularizações municipais

"Desde o início de nosso mandato, a meta é desburocratizar. Estamos a caminho de zerar os processos. Esta meta está na nossa agenda diária. O ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Intervivos), por exemplo, está sendo liberado em 72 horas. Até o fim do mandato, será (o prazo) de 24 horas.  No caso da liberação das licenças ambientais para a obra da Havan, não será diferente. Vamos fazer tudo o que será preciso." 

Daniel Guerra, prefeito

Sobre flexibilização da jornada de trabalho

"Fomos procurados hoje (ontem) por um funcionário de RH da Havan. Ele ficou de nos enviar uma proposta por escrito sobre o pedido e quais vantagens seriam oferecidas. Nossa convenção prevê trabalhar cinco feriados por ano. É preciso sentar, conversar e analisar qual a melhor saída. Com a proposta em mãos é o que vamos fazer. E se precisar, vamos convocar uma assembleia com os trabalhadores. Se uma nova lei for aprovada, ela passará a valer para todo o comércio."

Silvio Frasson, presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio de Caxias do Sul (Sindicomerciários)

"Ainda não fomos procurados pelo Sindicomerciários e pela Havan. É preciso negociar." Sadi Donazzollo, presidente do Sindilojas

Leia também
Prefeito de Caxias do Sul irá depor no dia 5 de março na Comissão Processante do impeachment
Iotti: o impeachment de Guerra

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros