Promoções impulsionam vendas nas lojas de Caxias - Economia - Pioneiro

Versão mobile

 

Comércio09/01/2018 | 18h51Atualizada em 09/01/2018 | 18h55

Promoções impulsionam vendas nas lojas de Caxias

Comerciantes começaram o ano liquidando os estoques. Estratégia está agitando o comércio no Centro

Promoções impulsionam vendas nas lojas de Caxias Roni Rigon/Agencia RBS
Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

A estação do calor mal começou e as lojas de Caxias do Sul já estão com promoções para esgotarem os estoques dos itens de verão. A estratégia está dando certo. A ressaca das festas de final de ano parece já ter passado e os clientes estão retornando às ruas e às compras. Na tarde de hoje, o movimento era animador na maioria das lojas que exibiam cartazes com descontos de até 60%.  As tradicionais campanhas de liquidações acontecem em fevereiro, mas roupas, calçados, material escolar, eletrodomésticos e eletroeletrônicos estão com preços atrativos e  na mira dos consumidores.

Leia mais:
Indústrias de Caxias do Sul voltam a produzir e estimam crescer 15% em 2018

Na loja Tribus, que trabalha com moda jovem, os negócios são considerados bons para um começo de ano. Geralmente, as promoções começam na segunda quinzena de janeiro, mas este ano foram antecipadas. O motivo?

— Liquidar os estoques e passar a oferecer as linhas meia-estação e inverno a partir de março — explica o gerente Rafael Bueno. 

E mais:

— As compras para a volta às aulas também serão antecipadas. Temos produtos para esse público.

A loja, segundo o gerente, não sentiu a crise de 2017. Para este ano, projeta um crescimento entre 5% e 8%. 

Até o material escolar está com descontos atraentes. Na Papy Toys, as mochilas, por exemplo, estão até 50% mais baratas que o ano passado, explica o supervisor de vendas Márcio Pessoa. Resultado de uma saudável parceria com o fornecedor.

— É a hora certa para comprar. Quando pais e alunos têm todas as opções de marcas à sua disposição. As promoções são para atraí-los mais cedo —lembra.

A dona de casa Juçânia Oliveira, 56 anos, entrou no clima e aproveitou a calmaria da tarde de hoje para adquirir os itens da lista escolar da filha, Laura, 12. 

— Está mais tranquilo para escolher, sem tumulto. Além disso, os preços não vão reduzir mais — justifica.

Na Brisa Calçados, a expectativa é crescer 10% em 2018. Os sinais para isso acontecer já aparecem no movimento da loja.

— Os clientes estão pagando as contas do ano passado e voltando a comprar — comemora a gerente Diva Klin.

Retomada da confiança

A retomada da produção na indústria também está ajudando o comércio. Esta semana, as empresas retomaram às atividades e muitos  caxienses estão de volta à rotina. Basta um passeio pelas ruas centrais para perceber a intensa circulação de pessoas. Na área de cama, mesa e banho, a loja Casa&Cia, no centro da cidade, divulga a maior campanha da rede.

— Exatamente para impulsionar os negócios no início do ano — explica a gerente Taís Andreazza. 

Nas pilhas de produtos, grandes placas sinalizam os valores com descontos. Na frente da loja, panfletagem e bandeiras atraem a atenção de consumidores, que acabam entrando e conferindo as promoções. 

— Estamos confiantes e pretendemos crescer 10% este ano. A retomada está sendo bem otimista — garante Taís.

Na loja Tropical, o ano também começou movimentado. A queima de estoque com descontos que chegam a 50%  é a aposta da direção da empresa para começar 2018 no azul. 

— O ano passado foi devagar, mas 2018 começou agitado. Estamos motivados — declara o gerente Tiago de Lima Borges.

Marcado da imagem em alta

Os motivos podem ser vários: eleições, Copa do Mundo ou o fim do sinal analógico e a entrada do digital. A verdade é que o mercado da imagem está aquecido. E muito. Na sexta-feira bombástica, realizada no início de janeiro por duas grandes redes de eletrodomésticos e eletroeletrônicos, foram vendidas centenas de televisores. E os negócios permanecem aquecidos. Em uma das lojas da rede Magazine Luiza, a venda do item continua no topo do ranking. O interesse do consumidor tem um outro atrativo: os descontos, que chegam a 30% na maioria das marcas.

— O setor de imagem da loja já bateu a meta. E ainda estamos na primeira quinzena do mês — revela o gerente Moisés Albuquerque. 

Em Caxias, o sinal analógico da tevê aberta será desligado no dia 31 de janeiro. Para continuar recebendo a programação, os aparelhos antigos, com tubo, precisam da instalação de um conversor digital.  Ou então, comprar uma tevê nova.

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros