Casa do Papel abriu as portas nesta terça-feira no ponto da antiga loja Fedrizzi - Economia - Pioneiro

Caixa-Forte02/01/2018 | 18h37Atualizada em 02/01/2018 | 18h37

Casa do Papel abriu as portas nesta terça-feira no ponto da antiga loja Fedrizzi

Com o atraso nas obras, filial inaugura em Caxias focando a volta às aulas. Equipe é de 20 profissionais

Casa do Papel abriu as portas nesta terça-feira no ponto da antiga loja Fedrizzi Roni Rigon/Agencia RBS
Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

A ideia era de que a loja abrisse a tempo das vendas fartas para o Natal. Mas as obras atrasaram e a Casa do Papel surpreendeu o público de Caxias do Sul ao inaugurar na manhã desta terça-feira seu empreendimento em um dos pontos comerciais mais valorizados do centro: na esquina da Júlio de Castilhos com a Garibaldi (no antigo ponto da tradicional marca de moda Fedrizzi).

A filial utiliza 300 metros quadrados da estrutura comercial, entre térreo e sobreloja, e chega com uma equipe de 20 profissionais, alguns ainda em fase de incorporação. Nesta largada, conta com o reforço de profissionais da Capital.

A 18ª filial do grupo de Porto Alegre estreia na Serra Gaúcha focando as vendas para a volta às aulas, prometendo preços competitivos.  

Além da nova operação, a Casa do Papel tem outras 17 lojas, sendo 12 na Capital e as demais em Canoas, Alvorada, Gravataí, São Leopoldo e Guaíba. Também conta com Central de Televendas e Centro de Distribuição.

Por que investir em Caxias do Sul?

– Caxias é uma cidade populosa, com renda per capita alta e um polo de empresas grandes e interessantes – sintetiza Michele Gorga Azambuja, gerente de vendas da rede, que conta com 300 funcionários.

Com 43 anos de história, a Casa do Papel não é apenas uma papelaria. É uma loja diversificada que atende empresas e o consumidor final com 9 mil itens de 300 fornecedores em departamentos como trabalho, escritório, escolar, papéis, embalagens, informática, higiene e limpeza, copa e cozinha, desenho técnico, artístico, pastas e utilidades. 

O contrato inicial de aluguel, intermediado pela Grazziotin Negócios Imobiliários,  é para cinco anos. Cogita-se que a locação da sala comercial, pelo tamanho e ponto estratégico, esteja avaliada em R$ 45 mil por mês, além do condomínio.

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros