Vendas no comércio caxiense devem crescer até 20%  - Economia - Pioneiro

Natal 201701/12/2017 | 07h43Atualizada em 01/12/2017 | 08h34

Vendas no comércio caxiense devem crescer até 20% 

Décimo terceiro salário vai injetar R$ 455 milhões na economia local

Vendas no comércio caxiense devem crescer até 20%  Porthus Junior/Agencia RBS
Neca Calcagnotto, da Raffinata, aposta no envolvimento natalino para atrair clientes Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Há menos de um mês do Natal, os comerciantes estão prontos para as vendas de Natal, a data mais forte do ano. A estimativa da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) é de um incremento de 5,5% em relação ao ano passado. A previsão feita pelo Fecomércio-RS é um pouco mais otimista —alta de 7%— e os lojistas apostam que os negócios podem crescer até 20%.    Em outubro, o comércio fechou em alta de 10% em relação a setembro. 

As lojas estão repletas de atrativos e promoções. Poucas, no entanto, incorporaram o espírito natalino na decoração. As que apostaram no visual colorido, se destacam no cenário.

É o caso da Raffinata. Localizada na Via Decoratta e focada em decoração e presentes, a loja esbanja árvores iluminadas e enfeites de tirar o fôlego. A proprietária, Neca Calcagnotto, diz que a aposta no visual é tradicional e faz parte da estratégia da loja.

— É uma forma de envolver os clientes e incentivá-los a entrar no clima natalino. 

A proposta está dando certo. Quem passa pelo local, para, olha e, na maioria das vezes, entra. O incremento nos negócios chega a 30% nos últimos três meses do ano, segundo Neca. 

Para o diretor de Pesquisa, Informação e TI da CDL Caxias, Ricardo Comandulli, o Natal ainda é um momento em que as pessoas confraternizam e tem o hábito de presentear. 

— As empresas criam o ambiente, decoram suas lojas e fazem com que o clima  seja propício para fechar boas vendas — observa.

No ano passado, as vendas de dezembro foram incrementadas em 6,93% no período.  Neca garante que já percebe um movimento de retomada na economia caxiense.

— Os clientes estão mais otimistas e confiantes — destaca a lojista.


Retomada 


A Casa Magnabosco também se diferencia no cenário.  A loja está toda iluminada e virou atração no centro da cidade.

Baseado em um trabalho de curadoria e um mix completo de produtos, o administrador Pedro Horn Sehbe indica um crescimento dos negócios na ordem de 20% neste Natal.

— Vivemos um momento de recuperação. No ano, acumulamos alta nas vendas de 30% .  Estamos otimistas — destaca.

A analista de Marketing da Arte Quadros, Alexandra Fedrizzi, também acredita na recuperação das perdas e aposta em uma coletiva de obras de arte para despertar o interesse do público. Depois de um ano com negócios retraídos, a expectativa  é incrementar as vendas em até 15% até o Natal. 

A orientação da CDL é de que as lojas estendam o horário em uma hora nas duas semanas que antecedem ao Natal.

 13º vai injetar R$ 455 milhões

13º salário vai injetar R$ 455 milhões na economia de Caxias do Sul este ano. A gratificação, que começou a ser paga ontem  será para 152.671 trabalhadores formais e beneficiários da Previdência Social. A média do benefício é de R$ 2.981,04 por funcionário.

No ano passado, ficou em R$ 2.794,79. Com as demissões, 3.098 profissionais a menos receberão o 13º salário na comparação com 2016. Mesmo assim, o valor subiu em R$ 20 milhões, devido aos dissídios e aumentos salariais, já que no ano passado o montante pago em Caxias no 13º salário foi de R$ 435 milhões.  os dados foram divulgados pelo Observatório do Trabalho da Universidade de Caxias do Sul (UCS).  

Um dos últimos setores a se recuperar da crise, o comércio acumula alta de 5% no ano. Nos últimos 12 meses, a recuperação está mais tímida, 3%. A expectativa do setor é fechar o ano no azul. 


 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros