Ociosidade da indústria de Caxias beira os 30% - Economia - Pioneiro

Caixa-Forte22/10/2017 | 08h00Atualizada em 22/10/2017 | 08h00

Ociosidade da indústria de Caxias beira os 30%

Setor fabril da cidade utiliza 71,6% da capacidade instalada e tem amplo espaçopara crescer


Leitores questionam a colunista: com a indústria retomando a produção com mais fôlego pós-crise, haverá investimentos em estrutura fabril, maquinários e funcionários? A resposta: de forma pontual e até tímida. Isso porque a indústria de Caxias trabalha nos últimos anos com alta ociosidade, que gira em torno de 30%.

Significa que de toda a capacidade que possui para produzir, em termos de parques fabris, equipamentos e força de trabalho, em média, as fábricas locais utilizam somente 71,6% (esse é o último dado, de agosto).

Pode parecer baixo, mas é a maior utilização da capacidade instalada em 12 meses. Nesse período, o percentual já foi de 67,4% (em novembro de 2016).  De lá para cá, a indústria de Caxias incrementou o uso de sua estrutura em 4,2 pontos percentuais. 

Ou seja, não há risco de haver mais pedidos do que capacidade. Antes de voltar a investir com vigor, as empresas precisam trabalhar e suar para colocar em pleno funcionamento todo o seu potencial. 

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros