Após sentir os efeitos da crise, empresa caxiense projeta crescer 20% em 2018 - Economia - Pioneiro

Caixa-Forte29/10/2017 | 07h09Atualizada em 29/10/2017 | 07h09

Após sentir os efeitos da crise, empresa caxiense projeta crescer 20% em 2018

 AcrilCenter Acrílicos ressentiu-se do período de crise econômica, quando a máxima passou a ser fazer mais com menos

Há 15 anos no mercado, comemorados neste mês, a caxiense AcrilCenter Acrílicos ressentiu-se do período de crise econômica, quando viu as vendas caírem até 60% e precisou enxugar sua equipe de 11 para cinco profissionais. 

A máxima passou a ser fazer mais com menos. Dessa forma, adequou-se ao novo momento do setor de urnas, expositores de produtos, brindes, lembranças e troféus em acrílico.

O casal de sócios Raquel da Silva Antunes e Waldoir da Silva percebe sinais de retomada do mercado e confia na volta com força das encomendas à empresa. Com isso, os donos projetam que a AcrilCenter crescerá 5% em 2017, mas chegará a 2018 mais fortalecida, quando almejam um avanço nos negócios na ordem de 20%. 


 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros