Veja o que fazer se as contas atrasarem com a paralisação dos carteiros - Economia - Pioneiro

Greve nos Correios23/09/2017 | 09h00Atualizada em 23/09/2017 | 09h00

Veja o que fazer se as contas atrasarem com a paralisação dos carteiros

Cerca de 60% dos servidores estão parados em Caxias; confira as orientações para não sair prejudicado

Veja o que fazer se as contas atrasarem com a paralisação dos carteiros Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

Funcionários dos Correios estão em greve em todo o Rio Grande do Sul desde a quinta-feira (21). Em Caxias, a mobilização da categoria se intensificou nesta sexta (22). Conforme o Sindicato dos Trabalhadores em Correios e Telégrafos do Estado (Sintect/RS), 75 servidores aderiram ao movimento no Município, o que corresponde a quase 60% dos funcionários da cidade.

O número é bastante superior ao divulgado pelos Correios em âmbito estadual. Em nota, a instituição declarou que apenas 12,7% do efetivo de 6.502 empregados no RS não estava trabalhando na sexta. 

Leia mais:
Carteiros entram em greve em Caxias do Sul
Moradores de Caxias reclamam de atrasos nas entregas de cartas e encomendas pelos Correios

Conforme o diretor da subsede regional do Sintect/RS, Ricardo Paim, os trabalhadores decidiram paralisar as atividades porque a negociação do dissídio da categoria com os Correios se arrasta por 50 dias, sem avanços. 

— Estamos na greve porque a única proposta que a empresa fez foi a retirada dos nossos benefícios — defende.

A paralisação abrange outros 20 estados do país. Os funcionários protestam também contra o fechamento de agências, o plano de demissão voluntária e a possibilidade de privatização da empresa.

Já os Correios, em nota, declaram que "continuam dispostos a negociar e dialogar com sindicatos que não aderiram à paralisação" e "considera a greve por parte de alguns sindicatos um ato irresponsável e unilateral". 

No meio da disputa, quem pode sair prejudicado é o consumidor. Os Correios afirmam que nenhuma entrega deixará de ser efetuada e que estão programados mutirões para os fins de semana, com o intuito de colocar em dia as entregas onde há paralisação parcial.

Mesmo assim, é importante permanecer atento. Segundo o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (IDEC), não receber em casa a fatura, boleto bancário ou qualquer outra cobrança não isenta o consumidor de fazer o pagamento.

Dicas para o consumidor

:: Se perceber que o prazo do vencimento está perto e o boleto não chegou, o consumidor deve entrar em contato com a empresa emissora da conta, solicitando outra forma de realizar o pagamento: segunda via do boleto por meio do site da empresa, entrega por e-mail ou por fax ou a prorrogação da data de vencimento. 

:: Se, após o contato, a empresa credora não disponibilizar outra forma de pagamento e o consumidor receber a conta com a cobrança de encargos, os valores poderão ser questionados.

:: Com relação aos serviços contratados diretamente nos Correios (envio de Sedex, por exemplo), o consumidor tem o direito de pleitear ressarcimento por prejuízos em caso de atraso.

:: Faturas de cartões de crédito: entre em contato com a operadora por telefone ou no site. É possível imprimir segunda via da fatura ou conseguir o número do código de barras, por exemplo. 

:: Contas de água, luz e telefone: é preciso entrar em contato com a operadora por telefone ou via site. Muitas empresas costumam enviar torpedos com o código de barras da conta dias antes do vencimento. 

:: Para quem precisa enviar encomendas ou correspondências com urgência durante o período de paralisação dos Correios, a recomendação é procurar por serviços de entrega alternativos. O instituto recomenda que o consumidor, ao contratar essas empresas, solicite que o prazo de entrega seja registrado por escrito, o que possibilita a reclamação de eventual prejuízo no caso de atraso. 

Fonte: Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (IDEC)

ÁGUA E LUZ

Em Caxias do Sul, as contas de água e de energia elétrica são entregues diretamente pelas empresas. Em caso de problemas, é possível solicitar a segunda via da conta pela internet.

:: RGE: bit.ly/2aviacontadeluz
:: Samae: bit.ly/2aviacontadeagua

RECLAMAÇÕES

:: Se você não recebeu suas correspondências ou mercadorias, ligue para a Central de Atendimento aos Clientes dos Correios (CAC), pelo telefone 0800-7250100.

:: O cidadão que se sentir lesado pode registrar reclamação no Procon, pelo telefone 151 ou pelo site caxias.rs.gov.br/procon/

Serviços prejudicados

De acordo com os Correios, todos os serviços oferecidos ao consumidor seguem funcionando. A exceção são os serviços com hora marcada (Sedex 10, Sedex 12, Sedex Hoje, Disque Coleta e Logística Reversa Domiciliária), que estão com postagens suspensas para os destinos de Alagoas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Pará, Paraíba e Piauí, e para as cidades de São José dos Campos (SP), Ribeirão Preto (SP), Campinas (SP) e São José do Rio Preto (SP). 

A mobilização na região

Além de Caxias, há servidores parados em outros cinco municípios da Serra. Conforme o sindicato da categoria, 30% dos carteiros da região aderiram à greve:

:: Caxias do Sul - 75
:: Canela e Gramado - 7
:: São Francisco de Paula - 2
:: Farroupilha - 1
:: Carlos Barbosa - 1

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros