Justiça proíbe supermercados de Caxias e região de abrirem neste feriado - Economia - Pioneiro

Comércio de Alimentos19/09/2017 | 20h19Atualizada em 20/09/2017 | 11h59

Justiça proíbe supermercados de Caxias e região de abrirem neste feriado

LIminar é do Tribunal Regional do Trabalho. Decisão de abrir e pagar multa vai depender de cada proprietário.

Justiça proíbe supermercados de Caxias e região de abrirem neste feriado Roni Rigon/Agencia RBS
Foto: Roni Rigon / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

Em audiência na tarde de hoje, no Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região, em Porto Alegre, o desembargador Marcelo José Ferlin D’Ambroso decidiu que os mercados e supermercados de Caxias do Sul,  Flores da Cunha, Nova Pádua e São Marcos  não podem abrir com a utilização de mão-de-obra empregada no feriado desta quarta-feira. 

Leia mais
Confira o que abre e o que fecha em Caxias neste feriado de Revolução Farroupilha

De acordo com o presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio de Caxias do Sul (Sindicomerciários), Silvio Frasson, a entidade entrou com ação na justiça, pois não há acordo coletivo firmado até o momento. 

— Não estamos conseguindo fechar o acordo coletivo deste ano. Os patrões estão dificultando o processo. Não conseguimos avançar no índice de reajuste, em que eles nos oferecem somente 2,56%, que não podemos nem considerar aumento, tampouco negociar condições de trabalho em feriados — afirmou o presidente.

O desembargador ainda estipulou multa de R$ 1 mil para cada empregado em atividade.

O presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios de Caxias do Sul (Sindigêneros), Eduardo Slomp, ficou surpreso com com a decisão do TRT. Segundo ele, os funcionários querem trabalhar, pois vão receber a mais em um feriado. Os oficiais de Justiça teriam até as 22h desta terça para entregar a notificação aos 76 supermercadistas de Caxias. A partir daí, cada estabelecimento precisaria decidir se abriria ou não. Para Slomp, a maioria dos mercados deve funcionar, mesmo com a proibição.  

Em Caxias do Sul, o comércio em geral não poderá utilizar mão-de-obra dos empregados.

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros