"Empresário não baixa cabeça e nem para quando está cansado" - Economia - Pioneiro

Caixa-Forte25/09/2017 | 13h01Atualizada em 25/09/2017 | 13h01

"Empresário não baixa cabeça e nem para quando está cansado"

Consultor Daniel Castello estará em Caxias na noite desta segunda-feira para palestrar em Fórum de Administração 

 

 Daniel Castello
Você tem de conhecer o cliente melhor do que ele mesmo e fazer um exercício profundo de empatia, diz Daniel CastelloFoto: arquivo pessoal / divulgação

Inovar não é algo misterioso, é simplesmente fazer diferente e gerar valor novo com isto. Com a intenção de provocar o público a sair da zona de conforto, o consultor nas áreas de estratégia, inovação e liderança Daniel Castello palestra em Caxias na noite desta segunda-feira, na CIC, durante o 27 º Fórum de Administração promovido pela Aanergs. 

Abordará o tema Para Crescer, Inovar!. Apaixonado pelo ecossistema empreendedor, ele já colaborou com dezenas de startups. 

A seguir, trechos da entrevista concedida à coluna: 

Como sair da zona de conforto? Tem uma teoria sobre prontidão para mudança que diz que a gente se move quando: ( a) a situação atual está muito desconfortável e ( b) quando conseguimos visualizar uma situação melhor e entendemos como nos mover em direção a ela. Se você não consegue perceber a situação atual como desconfortável, ou por ter se acostumado com o desconforto ou por ter se resignado achando que está bem assim, temos um problema.  Sua prontidão para mudar vai ser baixa. Se você não consegue visualizar um futuro melhor e entender como chegar até ele, isto também desanima, te acomoda em uma posição de vítima, de quem não está feliz, mas não sabe o que fazer. Para sair desta zona de conforto, ou desta zona de desconforto tolerável, você tem de reconhecer que não está bom e tem de visualizar um estado futuro desejado. E entender por onde se mover. Sem esses três elementos, é difícil. Você acaba paralisado. 

O que significa inovação empresarial? Inovação é qualquer mudança que gere valor novo. Essa frase é enganosamente simples. O ponto central é o tal do "valor novo". O que é isto? Tem dois tipos básicos de valor novo: ( a) uma diferenciação, algo que muda a sua oferta, que o consumidor reconhece e paga mais por isto e ( b) uma redução de custo, algo que diminui o custo de produzir e servir algo, sem reduzir nada o grau de satisfação do consumidor com o que ele paga para adquirir. Se não houve aumento de percepção de valor do consumidor e não houve redução no custo de produção, não houve inovação. 

Como ser ousado, mas com os pés no chão? Tudo se resume a atender às necessidades ( expressas ou não) do seu consumidor.  Você tem de conhecê- lo melhor do que ele mesmo. Você tem que experimentar, testar, provocá- lo. Fazer um exercício profundo de empatia. Entender como você pode fazer diferença na vida dele. Faça ele experimentar o que você está criando. Se ele não perceber valor, mude! Se ele perceber valor, deu certo. Você inovou. Na dúvida, faça pequenos experimentos. 

A crise exige que as empresas encontrem soluções? Todos os dias empresas inovam em todos os setores. Não existe mais essa história de setor inovador e setor conservador. Existe gente inovando em todos os setores e existe gente "moscando" em todos os setores. Todo empresário deveria investigar continuamente seu setor e os setores próximos do seu, buscando histórias que possam inspirá- lo ou desafiá- -lo a fazer as coisas de forma diferente. Se tem uma coisa que ficou fácil com a internet é descobrir histórias inspiradoras, de quem está mudando o jogo, inovações que nos fazem refletir sobre o nosso negócio.

 Que mensagem você deixaria aos empresários que estão perdendo as esperanças? Levante a cabeça! Descubra quem está jogando bem. Compare com o que você está fazendo. Mude o que você está fazendo. Um pouco hoje. Um pouco mais amanhã. Experimente. Erre. Experimente de novo. Erre de novo. Experimente e erre até acertar. Empresário não baixa cabeça. Empresário vai para casa, dorme, toma banho, come e volta para a luta. Você não para quando está cansado. Você só para quando consegue. Se você não tem esse espírito, vai ser empregado dos outros. 

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros