Números ainda preocupam setor de implementos rodoviários  - Economia - Pioneiro

Caixa-Forte14/07/2017 | 06h30Atualizada em 14/07/2017 | 06h30

Números ainda preocupam setor de implementos rodoviários 

Dados colocam em dúvida a esperança de que a retomada dessa cadeia já estava em andamento

Caxias do Sul tem na produção de implementos rodoviários um dos grandes impulsionadores de sua economia.Mas é justamente essa cadeia de bens de capital uma das principais vítimas da crise econômica que perdura por três anos pela trágica combinação: falta de financiamento, incertezas no horizonte e obras de infraestrutura paradas.

Os dados, divulgados pela Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários (Anfir), colocam em dúvida a esperança de que a retomada do setor já estava em andamento. No país, foram emplacados nos primeiros seis meses do ano 25.312 veículos pesados (como reboques, semirreboques e carrocerias sobre chassi), volume 20,51% menor do que o verificado no mesmo intervalo de 2016.

– Mesmo com resultado ainda negativo, já se observa uma certa melhora porque a queda com relação a 2016 está diminuindo – ameniza Mário Rinaldi, diretor executivo da Anfir.

O termômetro poderá ser medido com mais contexto durante duas feiras em outubro: a Fenatran, em São Paulo, e a Mercopar, em Caxias.

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros