Decisão sobre plano de recuperação da Guerra irá para o judiciário - Economia - Pioneiro

Indústria05/07/2017 | 20h25Atualizada em 05/07/2017 | 20h25

Decisão sobre plano de recuperação da Guerra irá para o judiciário

Parte dos credores rejeitou proposta em assembleia realizada nesta quarta-feira 

Decisão sobre plano de recuperação da Guerra irá para o judiciário RonAg/Agencia RBS
No início de junho, trabalhadores da Guerra protestaram pelos salários atrasados Foto: RonAg / Agencia RBS

A decisão sobre o plano de recuperação judicial a ser seguido pela Guerra SA agora voltará para o âmbito judiciário, onde a juíza Cláudia Rosa Brugger cuida do processo. Na assembleia de credores realizada nesta quarta-feira, em Caxias, o documento proposto pela companhia foi aprovado entre os credores das classes 2 (bancos) e 4 (micro empresas e empresas de pequeno porte), mas foi reprovado pelos credores das classes 1 (trabalhistas) e 3 (incluindo fornecedores e bancos).

Leia mais:
Reduz o número de empresas fechadas em Caxias do Sul em 2017 
Mercado de trabalho de Caxias continua no patamar de 2010
É um residencial ou um hotel?

O documento votado foi proposto pelos controladores da empresa, não contando com o aval do acionista minoritário Marcos Guerra, que detém 20% das ações. 

Enquanto permanece a indefinição sobre o caminho a ser seguido, as atividades na fabricante de implementos rodoviários seguem sem previsão de retorno. A empresa tem mais de 700 funcionários, que estão com salários atrasados desde abril.

 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comO que deputados de fora e eleitos com votos daqui fazem por Caxias https://t.co/i6ZdFjjmLc #pioneirohá 50 minutosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comEscola de São Marcos é exemplo em qualidade de ensino para educação no Estado https://t.co/VEvz8z482V #pioneirohá 55 minutosRetweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros