O tradicional abraço de Seu Bellini aos funcionários no final do ano - Economia - Pioneiro

Caixa-Forte16/06/2017 | 13h54Atualizada em 16/06/2017 | 13h54

O tradicional abraço de Seu Bellini aos funcionários no final do ano

Paulo Bellini não deixava de fazer sua aparição, agradecimento e de injetar suas palavras de otimismo e de boas festas


Paulo Bellini sabia cativar e motivar.Era um líder nato. Conseguia colocar-se ao lado do trabalhador Foto: Juan Barbosa / Agencia RBS

Já era tradição. Todo o final de ano, o presidente emérito da Marcopolo, Paulo Bellini, circulava pelos setores da fábrica para agradecer pessoalmente os funcionários pela dedicação despendida à maior fabricante de carrocerias de ônibus da América Latina.Chegava a demorar duas semanas para fazer a volta completa, abraçando um a um, e entregando um brinde.

Com a empresa crescendo e a idade avançando, a estratégia mudou nos últimos anos. Seu Bellini não deixava de fazer sua aparição, agradecimento e de injetar suas palavras de otimismo e de boas festas, mas reunia setores ou turnos e falava coletivamente.

Nessas ocasiões, a emoção e o orgulho se sobressaíam. Paulo Bellini sabia cativar e motivar.Era um líder nato. Conseguia colocar-se ao lado do trabalhador. 

 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comAudiência no Ministério da Fazenda reivindica estímulo à exportação de pellets https://t.co/QbaP5nUvZx #pioneirohá 32 minutosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comVoluntárias revolucionam e dão exemplo no Hospital São Carlos, em Farroupilha https://t.co/oWjQarIl3d #pioneirohá 1 horaRetweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros