Fundamental na união de comerciantes e industriais, Paulo Bellini era o "guru" da CIC - Economia - Pioneiro

Luto15/06/2017 | 16h33Atualizada em 15/06/2017 | 16h33

Fundamental na união de comerciantes e industriais, Paulo Bellini era o "guru" da CIC

Na década de 1970, empresário articulou a fusão do Centro da Indústria Fabril com a Associação Comercial e Industrial de Caxias do Sul

Fundamental na união de comerciantes e industriais, Paulo Bellini era o "guru" da CIC Roni Rigon/Agencia RBS
Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

Empresário de notável capacidade empreendedora e considerado pelos colegas, funcionários, amigos e familiares um visionário, Paulo Bellini, morto nesta quinta-feira aos 90 anos, teve um papel fundamental também na união de comerciantes e industriais em Caxias do Sul. Foi graças à sua articulação que em 1973 o Centro da Indústria Fabril e a Associação Comercial e Industrial se fundiram e constituíram a Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC) da cidade.

Bellini foi o primeiro presidente (1971 - 1974) do Conselho Executivo da CIC depois da fusão, junto com Edemir Zatti (1972 - 1974). Ambos lideravam as duas entidades, que se juntaram em 1973. Bellini, à frente do Centro da Indústria Fabril, convidava Zatti, então presidente da Associação Comercial e Industrial, para recepcionar importadores africanos que vinham a Caxias para conhecer os produtos da Marcopolo. Dos encontros nasceu uma forte amizade e a ideia da criação da CIC.

Leia mais:
Morre Paulo Bellini, presidente emérito da Marcopolo, de Caxias
"Ele foi muito mais que um chefe, foi um pai", diz secretária de Bellini
Prefeito de Caxias do Sul lamenta morte de Paulo Bellini

— As duas entidades trabalhavam pelos mesmos objetivos e praticavam os mesmos serviços. A atuação dele para a fusão foi muito importante porque ele era um líder amigo das pessoas. O Bellini deixa um exemplo de liderança com simplicidade e alegria — afirma Zatti.

Mesmo após deixar a presidência da CIC, Bellini jamais abandonou as atividades da entidade, sendo uma espécie de "guru" das novas gerações empresariais de Caxias do Sul. Era comum os membros da CIC buscarem seus conselhos e orientações.

— Ele sempre teve um carinho pela CIC, sempre achou que a entidade era especial para todas as empresas caxienses — diz João Francisco Muller, presidente do Conselho Executivo da CIC de 2005 a 2007.

Em nota, a entidade lamentou nesta quinta-feira o falecimento do empresário: "Incansável, determinado, dono de grande simplicidade e visionário, inspirou gerações de executivos e empreendedores com seu exemplo, construindo um dos grupos empresariais mais importantes do país e do mundo, sem nunca se esquecer da sua comunidade. Para sempre será lembrado".

Aldenir Stumpf, presidente da CIC entre 1995 e 1998, relata que o carisma de Paulo Bellini encantava os jovens empreendedores de Caxias. No fim da vida, o empresário aconselhava os empresários a buscar novos mercados e alternativas e a nunca deixar de se atualizar:

— Ele foi uma escola de executivos, um exemplo a ser seguido por todos nós. Temos como exemplo sua dedicação não apenas aos negócios, mas também à comunidade. Ele amava Caxias e dizia que devia tudo à cidade. Esteve até o fim ativo em todas as gestões da CIC e nunca ficou alheio ao que acontecia.

 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comFeirão de Imóveis oferece oportunidade de negócios em Caxias do Sul https://t.co/9LMaVur2Iy #pioneirohá 9 horas Retweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comPedro Guerra: O enterro do CNPJ https://t.co/NqkBpkxnw2 #pioneirohá 10 horas Retweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros