Mais de 50 mil pessoas já passaram pelo Festimalha, em Nova Petrópolis - Economia - Pioneiro

Setor malheiro01/05/2017 | 20h37Atualizada em 01/05/2017 | 20h37

Mais de 50 mil pessoas já passaram pelo Festimalha, em Nova Petrópolis

Festival recebeu 10.237 pessoas no domingo, maior público em um único dia em 28 edições

Mais de 50 mil pessoas já passaram pelo Festimalha, em Nova Petrópolis Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Juliano Abreu  e Rita Prates aproveitaram o feriado do Dia do Trabalho para conferir os preços do Festimalha Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

O feriadão do Dia do Trabalho não foi apenas bom para o Festimalha. Foi excelente. O domingo bateu recorde de visitantes: foram 10.237 pessoas circulando pelos espaços do Centro de Eventos de Nova Petrópolis — o maior público em um único dia em 28 edições. Uma multidão em busca de peças para abastecer o guarda-roupa para o inverno deixou os corredores apertados, lotou a praça de alimentação e provocou engarrafamento na pacata cidade. 

— Ninguém estava preparado para tanta gente. Mas não faltou malha — conta João Paulo Boelter, presidente da Associação Comercial e Industrial de Nova Petrópolis (ACINP), promotora do evento. 

Leia mais
O trabalhador tem mais razões para lamentar do que comemorar
Crescem novas modalidades de trabalho em Caxias do Sul
Boccati, de Caxias, promoverá Circuito Enogastronômico Argentina
Bar temático de Caxias abre loja para a venda de camisas de clubes de futebol


Embora o movimento do segundo final de semana da feira tenha superado as expectativas, Boelter mantém a estimativa de R$ 30 milhões em vendas, mesma quantia de 2016 — a edição do ano passado recebeu 106 mil visitantes e comercializou 450 mil peças. Segundo ele, há uma tendência de visitação menor no segundo domingo de maio, Dia das Mães. Para atrair público, uma promoção alusiva à data está sendo realizadas nas redes sociais do Festimalha. 

— Esperamos repetir o sucesso do ano passado — diz Boelter. 

Nesta segunda-feira, o movimento era mais tranquilo nos corredores do Centro de Eventos. Mas ainda assim, uma fila enorme se formava do lado de fora para visitar a feira. O casal Juliano Abreu, 39 anos, e Rita Prates, 41, visitava o evento pela primeira vez. Um casaco com capuz e de pontas, tendência desta estação, chamou a atenção dos professores de Alto Feliz. 

— Tem que vir com calma para olhar. Nós viemos com bastante tempo para caminhar — brincou Abreu. 

Nos dois primeiros finais de semana da 28ª edição do Festimalha, já foram 50.024 pagantes. Na edição deste ano, são 47 expositores de malhas — todos de Nova Petrópolis —, além de 11 estandes de alimentação e cinco de acessórios, como bolsas e lenços.

Importante para a economia

Nova Petrópolis e seus 20.045 habitantes têm, atualmente, 64 malharias, que geram 2,5 mil empregos, sendo 1,8 mil diretos (os outros são terceirizados). Considerando a população do município economicamente ativa (18 a 60 anos), que é de 16.120 moradores, o setor malheiro é responsável por 15% dos empregos gerados na cidade.

De Porto Alegre, as irmãs Tayana e Patrícia compraram mantas e blusões no festival que já é tradição em Nova Petrópolis Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Qualidade e variedade de peças

A veterinária Tayana Sessegolo, 31, levou a irmã Patrícia Sessegolo Perello, 45, para conhecer o festival nesta segunda-feira. As duas acharam os preços atrativos, porém, não muito menores que em Porto Alegre, cidade natal das duas. 

— Mas tem mais variedade aqui — pontuou Patrícia, que comprou mantas e blusões. 

Também de Porto Alegre, o enfermeiro Felipe Masutti, 36, não viu muita diferença dos valores de malhas vendidas na capital, porém, um fator é o mais importante para ele:

— A qualidade é maior, então, acaba sendo mais barato.

Promoção para curtir o Dia das Mães

O Festimalha dará a duas sortudas uma hospedagem em um hotel de Nova Petrópolis, produção de cabelo e maquiagem e uma malha. Para participar, é preciso curtir a página oficial do Festimalha no Facebook, postar, dentro do evento, uma foto com seus filhos (no caso de mães) ou uma foto sua com sua mãe (no caso de filhos) e usar a hastag #minhamãeétop.

As donas das duas fotos mais curtidas serão premiadas e participarão do desfile especial de Dia das Mães, em 14 de maio, às 15h, no Centro de Eventos de Nova Petrópolis.

Serviço:
:: Quando: até 28 de maio, sempre de quinta a domingo das 10h às 19h
:: Onde: Centro de Eventos de Nova Petrópolis (Av. Padre Affonso Theobald, 1.700, bairro Juriti)
:: Ingressos: R$ 7

Peças mais vendidas

Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

:: Os ponchos, tendência que permanece nesta estação, também têm tido boa saída na feira. Há opções como da foto, de pele, por R$ 149. O poncho cor vinho custa R$ 108. 

Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

:: As golas para aquecer o pescoço surgiram no inverno do ano passado e continuam fazendo sucesso neste ano. No Festimalha, está entre as peças mais vendidas, e o valor fica na faixa de R$ 25

Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

:: Os casacos mais amplos, com pontas, são a aposta do inverno 2017. O da foto sai por R$ 168 parcelado ou R$ 151,20 no dinheiro. 

 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comRompidos desde março, prefeito e vice de Caxias seguem sem conviver https://t.co/IVhLn1DNLA #pioneirohá 18 minutosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comConfira a lista de falecimentos desta quinta-feira https://t.co/CJTrKvUSQS #pioneirohá 42 minutosRetweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros