Em Caxias, presidente da Federasul defende "reformas com ou sem Temer" - Economia - Pioneiro

Simone Leite22/05/2017 | 18h27Atualizada em 22/05/2017 | 18h37

Em Caxias, presidente da Federasul defende "reformas com ou sem Temer"

Em reunião-almoço na CIC, presidente da Federasul, Simone Leite, defende reformas Trabalhista e da Previdência

Em Caxias, presidente da Federasul defende "reformas com ou sem Temer" Julio Soares/Objetiva/Divulgação
Foto: Julio Soares/Objetiva / Divulgação

As reformas Trabalhista e da Previdência precisam sair do papel ¿com ou sem (Michel) Temer¿ na presidência do Brasil. Essa foi a posição da presidente da Federasul, Simone Leite, em reunião-almoço realizada, ontem, na Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC). Na palestra de Simone abordou diferentes temas, indo desde o feminismo e a necessidade de se reduzir as desigualdades de gênero até o momento de turbulência vivido pelo país.

Leia mais:
Receita da Randon, de Caxias, cai no quadrimestre
Startup Weekend resulta em 10 projetos de empresas
'Quem não pode ser punido é o país, diz presidente da Federasul

A dirigente lembra que, até a semana passada, havia otimismo com os indícios de retomada da economia. Expectativa que foi revertida, após a divulgação de gravações e da delação do empresário Joesley Batista, dono da JBS, que colocaram em xeque o governo.

– Corruptos devem ser punidos, mas temos que ter muita serenidade e cautela para tomar decisões. O país deve seguir no rumo, principalmente das reformas que estavam sendo conduzidas pelo Congresso.

Contra eleições diretas

Simone defende uma ¿saída constitucional¿ para a crise política. Apesar de não manifestar uma posição a favor ou contra a saída de Temer do Palácio do Planalto, a empresária pensa que, no caso de queda do presidente, o melhor caminho seria a realização de eleição indireta.

– Acredito que podemos até aprofundar a crise, no momento em que trazemos um novo debate político à cena, a partir de uma eleição direta. A constituição é soberana e tem de ser cumprida. Se Michel Temer sair, quem for ocupar o espaço deve ser eleito por eleição indireta, que é o que prevê hoje a nossa constituição – aponta.

Candidata ao Senado pelo PP, em 2014, Simone não descarta uma nova tentativa de ingressar na política partidária no futuro. A presidente da Federasul admite que se decepcionou com as denúncias envolvendo o senador Aécio Neves (PSDB), com quem dividiu palanque na eleição presidencial passada.

– Alguns amigos até me disseram para tirar as fotos em que aparecia ao lado dele. Eu disse não, pois não fui eu que roubei. Foi uma grande decepção (as denúncias a Aécio), mas sigo fiel aos meus ideais. Fiquei chateada com tudo isso, mas cada um é responsável pelo que faz e tem que pagar por seus erros.

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros