Por que o mercado brasileiro de ônibus encolheu para um terço? - Economia - Pioneiro

Caixa-Forte26/04/2017 | 06h30Atualizada em 26/04/2017 | 06h30

Por que o mercado brasileiro de ônibus encolheu para um terço?

Setor de veículos pesados espera pela retomada, que demora a vir

A informação divulgada recentemente pela coluna, de que o mercado brasileiro de ônibus encolheu para um terço da capacidade, deixou o público bastante preocupado. Quando virá a retomada, questionaram alguns leitores?

A verdade é que essa resposta ainda é uma incógnita, não só para o setor de ônibus como para o de caminhões, os dois de fundamental importância para a engrenagem industrial de Caxias. Há dois motivos que justificam, além, é claro, da crise financeira e das incertezas que inibem investimentos:

1º) Os operadores de transporte brasileiros contam com uma ampla frota em seus pátios, ao mesmo tempo em que o transporte de mercadorias e pessoas diminuiu, e muito, com a crise.

2º) No período de 2009 a 2013, as empresas de transporte renovaram as frotas, adquirindo mais caminhões e ônibus do que precisavam para aproveitar as baixas taxas de juros das linhas de financiamento do Finame (na época, de 2% a 6% ao ano), carência de um ano e a possibilidade de financiamento de 100% do valor. 

A torcer que a safra agrícola recorde impulsione o setor pesado.

 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comAzeites de oliva gaúchos conquistam espaço na mesa de apreciadores https://t.co/bnNyb4Mt5q #pioneirohá 1 horaRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comMúsico Valdir Verona oferece curso de viola brasileira https://t.co/1fI3domAkh #pioneirohá 2 horas Retweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros