Caxias do Sul recupera metade das perdas na economia - Economia - Pioneiro

Saindo do vermelho04/04/2017 | 18h48Atualizada em 05/04/2017 | 11h50

Caxias do Sul recupera metade das perdas na economia

Dados divulgados na tarde desta terça-feira pela CIC e CDL apontam para a "despiora". Em fevereiro de 2017, economia local cresceu 10,9% e reforça a consistência da retomada até o final deste ano

Finalmente a economia caxiense apresenta índices positivos. No desempenho dos setores, apresentado ontem pela Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC Caxias) e Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), alguns números aparecem em azul. Em relação a fevereiro do ano passado, a economia cresceu 0,1%. Há três anos isso não acontecia.

— Em um ano, recuperamos 10% do recuo — comemora o diretor de Economia, Finanças e Estatísticas da CIC, Astor Schimitt.

Leia mais
Segat: Caxias do Sul tem vice ou não?
Quem substituirá o prefeito de Caxias do Sul amanhã ou depois?
Vice-prefeito anuncia nome de advogado para tratar sobre extinção do cargo 
Ricardo Fabris de Abreu terá 24 horas para desocupar gabinete em Caxias

Ele se refere ao ápice da crise, em março de 2016, quando a queda chegou a -19,1%. Em fevereiro deste ano, índice caiu para -9,4%. Falta menos de 10% para chegar no zero a zero. O índice positivo de 0,1% em relação a fevereiro de 2016 parece irrelevante, mas é importante, pois rompeu a barreira vermelha. A expecxtativa é chegar no zero a zero até o final do ano.

— É um sinalizador de que a "despiora" está consistente nos últimos 13 meses —destaca.

A boa safra de grãos e de hortifrutigranjeiros também ajudou. O agronegócio deve injetar R$ 30 bilhões na economia gaúcha.

— Quando a safra é boa, a economia vai bem. É um dado real — diz Schimitt.

O também diretor de Economia, Finanças e Estatísticas da CIC, Juarez Piccinini, atribui a desaceleração da piora à expectativa de redução da taxa Selic para menos de 9% ao ano e da inflação, que deve ficar em 4,5% em 2017.

— É um cenário favorável, que permite o equilíbrio da inadimplência — avalia Piccinini.

 Comércio e serviços fecharam no vermelho em relação a fevereiro de 2016 (-7,3% e -0,1%), mas a indústria fechou no azul, 2,5% (ver quadro abaixo). O assessor de Economia e Estatística da CDL, Mosár Leandro Ness, prevê números mais animadores, no comércio, nos próximos meses.

— Dependemos da massa salarial — ressalta Ness.

Esse item cresceu 1,2% em relação a fevereiro de 2106 e 4,8% em relação a janeiro deste ano.


 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.com3por4: Espetáculo circense "Menorah" é uma das atrações da ExpoBento 2017 https://t.co/cJjc5PvYZW #pioneirohá 7 horas Retweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comEmpresário de Farroupilha investe na criação de parque temático da cerveja https://t.co/0qhMQgD6xu #pioneirohá 7 horas Retweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros