A noite em que os vinhos da Serra brilharam em rede nacional de TV  - Economia - Pioneiro

Caixa-Forte05/04/2017 | 20h21Atualizada em 05/04/2017 | 20h24

A noite em que os vinhos da Serra brilharam em rede nacional de TV 

MasterChef colocou o turismo, a gastronomia e o setor vitivinícola da região em evidência. Veja o que disseram os chefs-jurados

A noite em que os vinhos da Serra brilharam em rede nacional de TV  Carlos Reinis/divulgação
Equipes precisaram harmonizar pratos com três rótulos da região Foto: Carlos Reinis / divulgação

Os vinhos do Brasil ganharam uma vitrine apetitosa na noite desta terça-feira, quando o telespectador foi conduzido, a partir de um programa de alto alcance popular, a um passeio pelas paisagens e vinícolas da Serra Gaúcha, responsáveis por 90% da produção de vinhos verde-amarelos.

O MasterChef, reality show gastronômico da Band, colocou inegavelmente o vinho brasileiro em evidência, enaltecendo de forma mais específica três rótulos que foram harmonizados na prova dos grupos.

A vinda de uma equipe de 80 pessoas a cidades como Bento Gonçalves, Farroupilha e Pinto Bandeira, em episódio gravado nos dias 4, 5 e 6 de março, foi possível graças à articulação do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin). Integraram o time os 20 competidores, os chefs-jurados Henrique Fogaça, Paola Carosella e Érick Jacquin, a apresentadora Ana Paula Padrão, diretores e equipe técnica.

– A repercussão do programa está sendo muito positiva, destacando e valorizando para todo o país a qualidade dos nossos produtos. A prova utilizou insumos locais e descomplicou a harmonização dos vinhos e espumantes, aproximando-os do consumidor, além de reforçar o enoturismo e a gastronomia da região – festejou o gerente de Promoção do Ibravin, Diego Bertolini, acrescentando que, só na última década, o setor bebericou 2,5 mil prêmios em concursos no Exterior.

 Os chefs valorizaram a experiência vivida no principal polo vitivinícola do país.

– Me senti um pouquinho como no interior da França, onde nasci – afirmou Jacquin.

– Eu seria muito feliz de cozinhar aqui, acho que há ingredientes maravilhosos para fazer umas comidas incríveis – disse Paola.

– É uma região muito bonita, com as vinícolas, uma experiência única. O povo daqui é muito acolhedor, a comida gostosa. Então, só tenho boas lembranças – destacou Fogaça.

Os setores turístico, vinícola e gastronômico brindam.

 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.com3por4: MDBF 2017 anuncia Ian Siegal como um dos headliners do festival https://t.co/9ggRnmXKu8 #pioneirohá 5 minutosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comPedidos de seguro-desemprego reduzem nos primeiros meses do ano em Caxias https://t.co/FQdNnXQ7nl #pioneirohá 36 minutosRetweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros