Ministro da Fazenda recebe demandas de líderes de Caxias do Sul e região - Economia - Pioneiro

Setor produtivo24/03/2017 | 20h12Atualizada em 24/03/2017 | 20h15

Ministro da Fazenda recebe demandas de líderes de Caxias do Sul e região

Henrique Meirelles conversou com empresários e representantes do setor do vinho 

Ministro da Fazenda recebe demandas de líderes de Caxias do Sul e região Dione Senna/Divulgação
Ministro da Fazenda (ao centro) recebeu documento com 18 pontos Foto: Dione Senna / Divulgação

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, dedicou duas horas de sua agenda nesta sexta-feira para receber delegações da Serra Gaúcha. Primeiro, conversou com representantes do setor vitivinícola, liderados pelo presidente do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), Dirceu Scottá. Depois, recebeu representantes dos empresários, entre eles o presidente da CIC, Nelson Sbabo, e representantes do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico (Simecs). Ambos os encontros foram acompanhados pelo deputado federal Mauro Pereira (PMDB), que agendou as audiências.

Leia mais
Mais de 20 mil caxienses já entregaram a declaração do imposto de renda
Foton e UCS fazem parceria para testes de componentes para fabricação de caminhões
Clóvis Tramontina palestra sobre liderança com valores na CIC de Caxias
Vinícolas da Serra Gaúcha negociam US$ 1,5 milhão no Exterior

Os dois encontros tiveram demandas específicas. Os representantes do Ibravin e de vinícolas da Serra expressaram ao ministro a preocupação com a desoneração do IPI para a bebida, bem como a importação de bebidas cada vez mais baratas e um problema decorrente da elevada tributação, o descaminho. Comprometeram-se a enviar um dossiê com as informações relatadas na reunião e saíram comemorando a abertura de um canal de conversação direta com o Ministério da Fazenda.

Na vez dos empresário, Sbabo entregou um documento com a sugestão de 18 medidas, entre conjunturais e estruturantes, ao ministro. Os líderes solicitaram a agenda com Meirelles preocupados com os entraves ao setor produtivo. De acordo com o presidente da CIC, as sugestões encaminhadas visam à retomada econômica, à rápida volta da geração de empregos e à continuidade de um processo de crescimento sustentável. Ao final, o grupo de empresários saiu satisfeito do encontro pela "objetividade" do ministro em "analisar ponto por ponto".

Os encaminhamentos, para ambos os setores, passam a ocorrer nas áreas técnicas específicas de cada um, mas o canal de conversação foi bastante valorizado pelas delegações caxienses.

O que consta nos documentos entregues aos ministro: 

Medidas conjunturais
:: Redução continuada da taxa de juros.
:: Atenção ao câmbio. "Não se pode permitir que o dólar fique abaixo de R$ 3,20".
:: Acesso ao crédito no BNDES.
:: Não ao aumento de tributos e à recriação da CPMF.
:: Agilização das PPPs.
:: Restauro da malha viária da região e do Aeroporto Regional Hugo Cantergiani, duplicando seus acessos à BR-101 e Porto Alegre.
:: Coibir excessos desproporcionais praticados em nome da segurança do trabalho e da proteção ambiental.

Medidas estruturantes
:: Estabelecimento de teto para os gastos públicos.
:: Reforma da Previdência.
:: Tributação justa e menos complicada, com foco no alargamento da base de contribuição e redução da carga tributária.
:: Legislação trabalhista mais flexível, com o negociado se sobrepondo ao legislado e legitimando a terceirização.
:: Apoio financeiro e incentivos para a construção do TecnoUCS e do Centro de Pesquisa, Diagnóstico e Tratamento Veterinário.

cms -->
 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comLiminar garante que R$ 69 milhões sequestrados das contas de Caxias não irá para precatórios https://t.co/7G8UF8aRTO #pioneirohá 3 horas Retweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comHomem é atropelado ao tentar cruzar a BR-116, em Caxias do Sul https://t.co/KVN1xaGViL #pioneirohá 4 horas Retweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros