Profissionalismo e inovação amenizam impactos da crise no setor têxtil da Serra  - Economia - Pioneiro

Boa gestão21/11/2016 | 06h08Atualizada em 21/11/2016 | 06h08

Profissionalismo e inovação amenizam impactos da crise no setor têxtil da Serra 

Ramo têxtil baixou o faturamento em 20% na retração, queda bem menor que a indústria metalmecânica

Profissionalismo e inovação amenizam impactos da crise no setor têxtil da Serra  Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Empresa Upman, de Caxias do Sul, pretende fechar 2016 com crescimento de até 12%. A marca é especializada em moda íntima masculina. Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Passar imune pela retração econômica que já dura mais de dois anos é tarefa praticamente impossível para qualquer setor. Alguns segmentos, porém, vêm conseguindo ao menos amenizar os impactos da crise, como é o caso do ramo têxtil. Conforme Sidimar Remussi, diretor presidente do Polo de Moda da Serra, a queda no desempenho do ramo é de 15% a 20% na região desde o início da desaceleração. Em comparação com o setor metalmecânico, que acumula perdas próximas de 50% no faturamento no período, a indústria têxtil mostra que sentiu menos a crise.

Leia mais
Transformando a região em que está situado, Iguatemi Caxias completa 20 anos
Redução da gasolina praticamente não chegou ao consumidor de Caxias
Guerra SA, de Caxias, demite 180 trabalhadores


Essa disparidade nos resultados das duas indústrias é explicada, em parte, pelo perfil setorial. Enquanto os desempenhos das empresas do setor metalmecânico costumam estar vinculados, no ramo têxtil há diferenças, explica Remussi:

— Sofremos impactos da crise, como todo mundo, mas não somos tão dependentes de uma cadeia, como é o caso do setor metalmecânico. No ramo têxtil, há relatos de fábricas que fecharam, assim como há outras que vêm crescendo. Isso que faz nossa queda ser menos expressiva — justifica.

A Upman, empresa caxiense em que Remussi é presidente, é exemplo de empreendimento têxtil que conseguirá fechar 2016 com alta de 10% a 12%. O bom desempenho da companhia especializada em moda íntima masculina é atribuído à profissionalização:

– Quem se planeja e reinveste constantemente na empresa, sente menos (a crise). Temos que estar preparados para desacelerações. Outro fator importante é que a moda é um ramo muito dinâmico: sem investimentos em inovação, a empresa fica para trás – ensina, acrescentando ainda que o forte frio de 2016 também ajudou as vendas do segmento.

Estima-se que há, na Serra, 1,8 mil empresas do setor têxtil (sendo cerca de mil em Caxias). Juntas, elas empregam 4,2 mil funcionários. A média de empregados por empresa no segmento, portanto, é bem baixa:

 – Boa parte das empresas do setor nasceu pequena, são familiares, e não há problema nenhum nisso. Mas a profissionalização, a boa gestão, se faz necessária para que o negócio se perpetue. Às vezes o empresário não tem tempo de pensar em estratégias, porque precisa estar resolvendo problemas caseiros. Isso pode acabar com um negócio – resume.

NÚMEROS NACIONAIS DO SETOR


:: Faturamento de R$ 126 bilhões
:: 33 mil é o número de empresas
:: Gera 1,5 milhão de empregos diretos
:: R$ 15 bilhões é a contribuição do setor em impostos
:: Exportações somam R$ 1,1 bilhão
:: Já as importações movimentam R$ 5,8 bilhões (o que gera saldo comercial negativo em R$ 4,7 bilhões)
:: O Brasil operou 2015 com 160,1 mil pontos de venda de vestuário
:: Cerca de 56 mil dos pontos de vendas (35%) estão em 538 shoppings dos país
:: Lojas de departamento especializadas em moda respondem pelo maior faturamento do segmento, com 30% do total das receitas
:: Entre 2009 e 2014, o varejo de vestuário cresceu 9% em peças. Em 2015, houve queda de 4,2% em peças

Fonte: estimativas do IEMI, Aliceweb e IBGE

 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comPioneiro Esportes https://t.co/GednbwUZOP #pioneirohá 40 minutosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comEscola da Serra estimula sucessão familiar nas propriedades rurais https://t.co/7RO3oNjbGY #pioneirohá 5 horas Retweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros