Redução da gasolina não chegou nas bombas de Caxias - Economia - Pioneiro

Seu bolso19/10/2016 | 07h01Atualizada em 19/10/2016 | 15h20

Redução da gasolina não chegou nas bombas de Caxias

De 15 postos pesquisados pelo Pioneiro, valor da gasolina caiu apenas em dois. Preço se manteve em 12

Redução da gasolina não chegou nas bombas de Caxias Diogo Sallaberry/Agencia RBS
A média da gasolina em Caxias, segundo a Agência Nacional do Petróleo (ANP), é de R$ 3,94. Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

Anunciada pela Petrobras na última sexta-feira, a redução de preço prevista para a gasolina e o diesel praticamente não dá sinais nas bombas de Caxias. Dos 15 postos pesquisados pelo Pioneiro, o valor caiu apenas em dois na comparação entre esta segunda-feira e a semana passada. Já em 12 estabelecimentos o preço da gasolina se manteve, enquanto em um houve registro de aumento.

Leia mais
Preço da gasolina segue sem alterações em Caxias 
Petrobras anuncia redução do preço da gasolina e do diesel


A baixa comunicada pela estatal é de 3,2% para a gasolina e de 2,7% para o diesel. A queda, porém, é repassada diretamente para as refinarias, ou seja, até chegar nos postos, o combustível passa ainda por uma cadeia de distribuidoras.Em um dos postos consultados pelo Pioneiro que manteve o preço, o gerente, que prefere não se identificar, relata que o fornecedor vem entregando as cargas com o mesmo valor de antes. A última remessa que chegou no estabelecimento foi na segunda-feira, dia que já estava em vigor a redução.

Vale lembrar, entretanto, que mesmo se as distribuidoras entregarem as cargas com o reajuste não há nenhuma garantia de baixa no bolso. O presidente do Sindipetro Serra (entidade que represente os postos), Luiz Henrique Martiningui, lembra que essa decisão cabe ao estabelecimento:

— Ainda não tenho conhecimento se a maioria das distribuidoras está ou não repassando a redução, mas sei que muitos postos baixaram o preço do início do ano para agora, mesmo sem nenhum anúncio de aumento ou queda do governo. Talvez por isso o consumidor não note baixas agora: a queda já havia sido repassada por estratégia comercial ou outro motivo — analisa.

A média da gasolina medida semanalmente pela Agência Nacional do Petróleo (ANP) comprova a baixa observada por Martiningui. Em abril, o preço médio do combustível em Caxias ultrapassava os R$ 4. Já na última mediação, realizado no início de outubro, o valor médio é de R$ 3,94.

Etanol também influencia — Um dos postos que reduziu o valor nesta semana foi o Onzi, com queda de R$ 0,04 no litro da gasolina. Rodrigo Onzi, gerente da rede, conta que a baixa poderia ser mais expressiva se não fosse o etanol:

— A gasolina tem 27% de sua composição de etanol e ele vem aumentando nos últimos tempos devido à entressafra da cana-de-açúcar. Essa alta tem feito o álcool estar quase no mesmo preço da gasolina. A gente tem interesse em baixar mais o preço, isso faz a economia girar, o consumo subir. Mas infelizmente nem sempre é possível — explica.

Na pesquisa do Pioneiro, o valor mais baixo encontrado é de R$ 3,759. Já o mais alto é R$ 4,099 (diferença de R$ 0,34).



 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros