Prédio da antiga Metalúrgica Eberle, em Caxias, recebe novos empreendimentos - Economia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Revitalização31/03/2016 | 06h01

Prédio da antiga Metalúrgica Eberle, em Caxias, recebe novos empreendimentos

Obras de reestruturação entraram na fase final e devem ser concluídas ainda em 2016

Prédio da antiga Metalúrgica Eberle, em Caxias, recebe novos empreendimentos Felipe Nyland/Especial
Internamente, a reestruturação está praticamente concluída. Falta agora a recuperação da fachada e a pintura externa. Foto: Felipe Nyland / Especial

Localizado no coração de Caxias e presente na história da maioria das famílias caxienses, o prédio da antiga Metalúrgica Eberle vem ganhando vida novamente. Adquirida pela GCI Investimentos há três anos, a estrutura de cerca de 20 mil metros quadrados passa por um processo de revitalização desde 2014. Por ser uma construção tombada, as etapas de reestruturação são complexas e precisaram de aprovação do Conselho do Patrimônio Histórico Cultural (Compahc), mas agora falta pouco: praticamente toda a parte interna está concluída e as obras externas devem acabar ainda neste ano.

Confira as últimas notícias do Pioneiro
FOTOS: veja algumas imagens do prédio histórico

Quem passa pelo ponto já notou mudanças expressivas. No andar térreo da Sinimbu, estão em funcionamento a Estação dos Brinquedos, a Ótica Pioner e a Padaria Pão Quente. Até pouco tempo, apenas a primeira estava no prédio e não era no mesmo lugar (agora o negócio ocupa um espaço todo reformulado).

Memória: Jandira Michelon e os 30 anos de atuação no varejo do Eberle

Na esquina nobre da Sinimbu com a Rua Borges de Medeiros abrirá a quarta unidade da marca caxiense Kenpo Sports. O ponto tem 700 metros quadrados e a novidade deve inaugurar oficialmente em maio.

— Escolhemos esse lugar porque é sem dúvidas uma das esquinas de maior visibilidade da cidade, a circulação de pessoas é muita intensa. Além disso, o prédio abriga um estacionamento, o que facilita muito a visitação. Fora que a revitalização do prédio vai potencializar muito a área central da cidade como um todo — avalia Julio Cesar Bettiato, diretor da Kenpo.

Além desses quatro empreendimentos, o térreo do edifício da Sinimbu tem lugar para mais duas lojas que ainda não foram definidas. Uma galeria de acesso, bem no meio da estrutura, já está concluída.

O primeiro e o segundo andares do prédio também já estão em atividade. Desde o ano passado, a Faculdade Ideau ocupa a estrutura para cursos de graduação e pós-graduação.

— Além de todos os benefícios que o prédio proporciona por ser de localização central, como facilidades com transporte público e acesso a lojas e pontos de alimentação, tem esse diferencial da relação forte com a cidade. Quase todo mundo que nos visita relata algum vínculo que a sua família teve com a estrutura e ficam felizes de ver ela ocupada novamente — relata Márcio José Rebelatto, diretor da Idau.

Os demais três andares do prédio estão concluídos internamente, com parte elétrica e hidráulica prontas. Com cerca de 1,2 mil metros quadrados cada um, eles são ideais para ambientes corporativos. Segundo a GCI Investimentos, já há interessados nos espaços.

Obras na 18 já começaram

Com a parte interna do edifício da Sinimbu praticamente pronta, as obras de revitalização agora partem para a área externa. Conforme João Luiz Michelin, executivo da GCI que acompanha a reestruturação desde o começo, os processos agora envolverão a recuperação da fachada e também a pintura externa.

— São procedimentos demorados, porque vamos preservar todo o estilo arquitetônico e também usar materiais utilizados na época da construção. Mesmo assim, a previsão de finalização é para 2016 — explica.

Outra fase que iniciou recentemente são as obras da Rua Os 18 do Forte, também dentro do complexo da antiga Eberle.

A revitalização nesse ponto prevê oito lojas de 96 m² cada. O projeto da 18 também tem previsão de conclusão para esse ano e promete movimentar o quarteirão como um todo.

Homenagem

Chamado popularmente como "prédio da antiga Eberle", a estrutura da Rua Sinimbu foi oficialmente batizada com nome semelhante ao que é conhecido. Ela recebeu o nome de Edifício Abramo Eberle, em homenagem ao fundador daquela que foi a maior indústria metalúrgica de Caxias na primeira metade do século XX.

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros