Marcopolo sela parceria com o Moovit - Colunas do Caixa-Forte - Economia: impostos, financiamentos e mais - Pioneiro
 
 

Caixa-Forte09/10/2020 | 13h06Atualizada em 09/10/2020 | 13h06

Marcopolo sela parceria com o Moovit

Objetivo é propor soluções de transporte que se adaptem à demanda

Marcopolo sela parceria com o Moovit Bruno Alencastro/Agencia RBS
Viagens de ônibus podem ficar mais rápidas e convenientes, já que o motorista segue o aplicativo e flexibiliza a rota Foto: Bruno Alencastro / Agencia RBS

A divisão de Novos Negócios, a Marcopolo Next passará a atuar em parceria com o Moovit, empresa líder global em soluções de Mobilidade, criadora do aplicativo com o mesmo nome. Em um primeiro momento, a parceria prevê uma consultoria para o diagnóstico dos sistemas de mobilidade para então serem propostas soluções. Entre elas, estarão tecnologias de integração dos modais, além de Transporte Sob Demanda (TOD). Neste conceito, os veículos são solicitados pelos passageiros por meio de um aplicativo com tecnologia do Moovit, semelhante ao que ocorre com os aplicativos de carros. Neste caso, as viagens de ônibus podem ficar mais rápidas e convenientes, já que o motorista segue o aplicativo e flexibiliza a rota. Os veículos em operação também podem ser menores que os tradicionais, mais adequados para circularem por ruas alternativas às das linhas convencionais. 

_ Por este sistema, a oferta do transporte coletivo se ajusta à demanda, ao contrário do que ocorre atualmente, em que os passageiros precisam se ajustar à oferta _ observa Petras Amaral Santos, Business Head da Marcopolo Next. 

Para as empresas transportadoras, a grande vantagem está na flexibilidade de ajustar a circulação dos ônibus de acordo com o aumento ou a queda de demanda, que é um dos principais problemas atuais, que podem ser vistos inclusive em Caxias do Sul.

 Leia mais  
Plano de Desvinculação Voluntária da Marcopolo tem 699 desligamentos  

A solução também permite maior controle de acesso e lotação dos veículos, um elemento importante para reforçar o distanciamento social. A transportadora também poderá definir o público-alvo, rota fixa ou flexível, tarifa fixa ou dinâmica, entre outros fatores. Além disso, é possível operar com um mix de veículos de tamanhos diferentes.

O modelo deste tipo de operação é definido e regulamentado pelas prefeituras. Desta forma, Marcopolo Next e Moovit desenvolverão laboratórios de mobilidade junto a administrações municipais e operadores para testar o conceito.

Leia também
"Não foi fácil", diz Daniel Randon sobre decisão de fechar a primeira unidade do conglomerado



 
 
 
 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros